6 pontos turísticos em Salvador, sede do 1º Congresso da Febtur

0
55
6 pontos turísticos em Salvador, sede do 1º Congresso da Febtur
6 pontos turísticos em Salvador, sede do 1º Congresso da Febtur

A cidade de Salvador é umas das cidades mais procuradas do Brasil. Rica em história e belezas naturais, a cidade também atrai pela tradição e diversos pontos turísticos e históricos. Salvador sediará o 1° Congresso da Febtur- Federação Brasileira de Jornalistas e Comunicadores de Turismo.

#image_title

O encontro acontecerá de 1 a 3 de junho, onde a capital da Bahia receberá cerca de 200 profissionais da imprensa brasileira, que irão discutir os rumos da comunicação no turismo brasileiro. Quem estiver por lá nesse período, poderá conhecer seis pontos turísticos imperdíveis, dentre os mais de 30 existentes.

O Congresso trará para Salvador nomes consagrados do jornalismo turístico brasileiro. A Coordenação Geral do 1 Congresso da Febtur é um evento da seccional Febtur Bahia, em parceria com a Febtur Nacional, e tem o apoio da Prefeitura de Salvador, via Secretaria de Cultura (Secult), e do Governo da Bahia, por intermédio da Secretaria de Turismo do Estado do Bahia (Setur/BA).

A organização tem amplo apoio de gestores e do trade turístico ao evento. A lista de parcerias inclui entidades reconhecidas por apoiar as boas iniciativas dos jornalistas de turismo voltadas ao desenvolvimento do setor: o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae/BA), a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (Fecomércio/BA), por meio da Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação (FBHA), o Conselho Baiano de Turismo (CBTUR), o Salvador Destination e a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH/BA).

Conheça 6 pontos turísticos de Salvador

Salvador da Bahia, sempre se destacou no cenário turístico nacional, e é sempre lembrada como a cidade que tem um povo muito receptivo e alegre, e com isso ganhou a simpatia de todos os brasileiros, fazendo com que a cidade se tornasse um dos principais destinos turísticos do Brasil, o soteropolitano sempre se gaba de que o Carnaval de Salvador é o melhor do mundo, não tem discussão.

Mas não é só o Carnaval que é motivo de orgulho dos soteropolitanos, Salvador também tem vários pontos turísticos encantadores, como o Pelourinho, que é o preferido dos estrangeiros que se encantam com os casarões antigos e coloridos, e o Farol da Barra que agrada mais aos turistas brasileiros, que não perdem a oportunidade de conhecer quando visitam Salvador e fazer uma clássica foto com o Farol no fundo.  Confira esses e outros pontos turísticos interessantes da capital baiana:

1. Farol da Barra

#image_title

O Farol da Barra é um dos locais turísticos mais conhecidos em Salvador. Vamos contar um pouquinho da sua história. O Forte de Santo Antônio da Barra, popularmente conhecido como Farol da Barra, está situado no tradicional bairro de mesmo nome, na orla da cidade, e foi construído em 1534.

No interior do forte está instalado o Museu Náutico da Bahia, único do gênero em todo o estado, reunindo valioso acervo de achados arqueológicos submarinos, uma coleção de instrumentos de navegação e sinalização náutica, maquetes, miniaturas de embarcações de variada origem e uma mostra permanente relativa à geografia, história, antropologia e cultura da Baía de Todos os Santos, além da vida marítima, militar e administrativa da cidade de Salvador, primeira capital do país e sua mais importante cidade durante mais de três séculos.

No Forte está o Farol da Barra. O farol original foi instalado no forte no ano de 1698. O óleo de baleia alimentava lampiões protegidos por vidros que sinalizavam para os navegantes a entrada da baía.

A Praia do Farol da Barra é muito bonita e o mar é calmo, não tem barracas de praia, mas tem mesas e cadeiras em abundância para alugar, e vendedores ambulantes que vendem lanches e bebidas. A Praia vizinha que é a do Porto da Barra é mais procurada para quem quer aproveitar a praia e um relaxante banho de mar, e vale a pena conhecer também. E se tiver a oportunidade programe contemplar um maravilhoso pôr-do-sol.

2. Pelourinho

#image_title

O Pelourinho reúne restaurantes com o melhor sabor da culinária baiana, artesanato, arquitetura barroca, religião, centros culturais e o legítimo batuque do Olodum.

A praça principal do Pelourinho é cercada por várias casas antigas, no mais puro estilo colonial, a exemplo do casarão da Fundação Jorge Amado e igrejas como a Igreja do Rosário dos Homens Pretos e a Catedral Basílica, dois grandes exemplos da arquitetura da época da Colônia. Mas nenhuma igreja impressiona mais do que a Igreja de São Francisco, também conhecida como a Igreja de Ouro, que inclusive foi eleita como uma das 7 maravilhas de origem portuguesa no mundo

Como é de conhecimento de todos, Salvador cultivou a mão de obra escrava durante muito tempo, e teve os seus pelourinhos, que são várias colunas, fixadas em áreas públicas para expor e castigar criminosos e escravos que que lutavam por liberdade, os homossexuais também sofriam punições nos pelourinhos, instalados originalmente em pontos como o Terreiro de Jesus e as atuais praças Tomé de Sousa e Castro Alves. O Pelourinho é considerado Patrimônio Cultural da Humanidade, tombado pela Unesco, desde 1985.

3. Elevador Lacerda

#image_title

O Elevador Lacerda foi idealizado por Antônio Lacerda (1834-1885), construído com a ajuda de seu irmão, o engenheiro Augusto Frederico de Lacerda e financiado por seu pai Antônio Francisco de Lacerda.

Durante muitos anos o Elevador Lacerda foi o maio elevador urbano do mundo, e tem uma vista de tirar o fôlego de qualquer um da Baía de Todos Os Santos, a maior Baía do Brasil e a segunda maior do mundo.

O Elevador Lacerda, que se encontra entre o Centro Histórico e a Cidade Baixa, conta com quatro cabines eletrificadas que comportam 32 passageiros cada uma, com um tempo de permanência de 22 segundos de viagem.  O espaço foi tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional em 2006.

4. Mercado Modelo

#image_title

O Maior Shopping de Artesanato do Brasil. Assim pode ser definido o Mercado Modelo com sua diversidade de lojas, onde podem ser encontrados os mais variados tipos de artesanato e produtos típicos da Bahia.  O Mercado Modelo é também um ponto de encontro e convivência, além de espaço de animação artística e cultural da cidade.

O primeiro Imóvel que sediou o Mercado Modelo foi inaugurado em 1929. Situava-se na mesma Praça Cairu, em frente à rampa do Mercado, com fachada para o Elevador Lacerda, numa área entre a Casa Alfândega e a Escola de Aprendizes de Marinheiro. A história desse local turístico importante, foi marcada por grandes incêndios; três deles no prédio inicial e, o último, no imóvel em que se encontra agora.

No mercado de hoje, é possível comprar uma extensa variedade de artigos artesanais: confecções, redes, instrumentos musicais típicos, entalhes em madeira (na sua maioria de inspiração africana), rendas e cestarias da Ilha de Maré, bordados e trançados, bijuterias e adereços, objetos de decoração e utilitários, peças de couro, ferro e cerâmica, as conhecidas bonecas de pano, vestidas de “baianas’’ e objetos religiosos, tanto católicos, quanto do candomblé.

5. Dique do Tororó

O Dique do Tororó foi construído pelos holandeses, no século XVIII, com um espelho d’água de cerca de 110 mil metros quadrados, o local sofreu sucessivas reformas com o passar do tempo. Em 1998, o ponto turístico ganhou novos equipamentos de esporte e lazer, anfiteatro, centros comunitários e restaurantes, além de doze esculturas de orixás assinadas pelo artista plástico Tati Moreno.

O Dique do Tororó tem vista para a Arena Fonte Nova, que foi construída para a Copa do Mundo no Brasil em 2014, a Arena foi construída no mesmo local da antiga Fonte Nova, que foi implodida para a construção do novo estádio, além da Copa do Mundo em 2014, onde ficou conhecida mundialmente pelo apelido de “Arena Fonte Gols” devido aos jogos no estádio com grande quantidade de gols durante a Copa do Mundo, a Arena Fonte Nova sediou a Copa das Confederações 2013, além de jogos das olimpíadas 2016 e Copa América em 2019.

6. Praias de Itapuã e Flamengo

A Praia de Itapuã é uma das mais famosas da cidade e também uma das mais animadas, sempre repleta de turistas e moradores circulando. O mar ali é calmo, com águas límpidas e uma formação de corais típica da região. A região também é favorável para o aparecimento de piscinas naturais, o que torna o banho de mar ainda mais agradável, especialmente para famílias com crianças. O calçadão emoldurado por coqueiros convida para um passeio a pé ou de bicicleta. A vista do Farol de Itapuã é altamente instagramável, tornando a paisagem ainda mais bela.

A Praia do Flamengo é outro ponto atrativo, com suas barracas de serviços e gastronomia à beira-mar, areia e água limpinhos, ideais para desfrutar o dia junto à natureza apenas apreciando a paisagem. Fica ao lado da Praia de Itapuã e possui uma larga faixa de areia. O local é tão apreciado que fica cercado por diversos condomínios fechados, o que significa que não há uma grande variedade de comércio por ali. As águas também formam piscinas naturais que ficam com a temperatura muito agradável nos dias mais quentes.

ONDE FICAR

O hotel Fasano Salvador oferece conforto e sofisticação aos seus hóspedes mantendo um atendimento de excelência que segue o padrão da marca. Fica na Praça Castro Alves, instalado em um prédio histórico tombado pelo Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (IPAC) como Bem Cultural da Bahia e opera no suntuoso edifício que abrigou durante 45 anos a primeira sede do jornal A Tarde.

O empreendimento conta com piscina, spa, fitness center, business center e espaço de eventos, além de uma estação de recarga para veículos elétricos e híbridos. Além disso, oferece uma vista deslumbrante da Baía de Todos os Santos.

Mais informações: febtur.org.br e fasano.com.br

Leia também:

Conheça o Canal Malu Visita no Youtube