O Esquadrão Suicida chega à Cinépolis do Iguatemi Rio Preto

0
34
Compartilhe

O longa é uma espécie de reinício da franquia lançada em 2016, com Esquadrão Suicida, dirigido por David Ayer, contando com alguns dos personagens já estabelecidos pela produção, como Arlequina (Margot Robbie), Capitão Bumerangue (Jai Courtney), Coronel Rick Flag (Joel Kinnaman) e Amanda Waller (Viola Davis), mas investindo uma narrativa totalmente nova e sem grandes conexões com o anterior.

James Gunn, diretor dos dois Guardiões da Galáxia, da Marvel, foi o escolhido para a missão. Com carta-branca do estúdio, Gunn ficou responsável tanto pelo roteiro do longa quanto por sua direção.

O Esquadrão Suicida tem um ponto de partida semelhante ao seu antecessor. Diante de uma ameaça para a humanidade, Amanda Waller seleciona um grupo de vilões para uma missão de vida ou morte. O acordo é simples. Caso tenham sucesso, sua pena é reduzida. No entanto, o risco de não sobreviver é grande.

Confira a sinopse oficial do longa:

“Bem-vindo ao inferno, também conhecido como Belle Reve, a penitenciária com a maior taxa de mortalidade nos Estados Unidos, onde são mantidos os piores supervilões, dispostos a fazer qualquer coisa para escapar – até mesmo integrar a supersecreta e supersombria Força Tarefa X.

Qual é a missão de vida e morte para hoje?

Reunir um grupo de prisioneiros de alta periculosidade como Sanguinário, Pacificador, Capitão Bumerangue, Caça-Ratos 2, Savant, Tubarão-Rei, Blackguard, Javelin, e a psicopata favorita de todos, Arlequina.

Em seguida, armar todos até os dentes e jogá-los (literalmente) na remota ilha Corto Maltese. Na selva povoada de militantes adversários e forças de guerrilha que aparecem do nada a cada momento, os integrantes do Esquadrão estão em uma missão de busca e destruição, e o Coronel Rick Flag é o único homem em terra responsável por fazê-los se comportar… além dos técnicos do governo da equipe de Amanda Waller, falando em seus ouvidos e rastreando cada movimento deles.

Como sempre, basta um movimento errado e eles vão acabar mortos (seja nas mãos dos inimigos da ilha, de um companheiro de equipe ou da própria agente Amanda Waller). Se alguém estivesse disposto a fazer uma aposta em dinheiro, a escolha mais inteligente seria contra eles, todos eles.”

Cinépolis

As salas de cinema da Cinépolis do Shopping Iguatemi São José do Rio Preto e sua bomboniere estão abertas e preparadas para receber os fãs de cinema com toda a segurança que o momento pede, tudo dentro das medidas determinadas pelos órgãos competentes.

Entre as medidas determinadas pelo plano de flexibilização proposto pelo Governo do Estado de São Paulo estão o uso obrigatório de máscaras, dispensers com álcool gel 70% disponíveis em diversos pontos do cinema, higienização do ar condicionado, higienização das salas entre as sessões, distanciamento dos assentos e 80% da ocupação das salas.

Para conferir os horários das sessões, saber mais sobre promoções e os protocolos de cuidados da Cinépolis, acesse www.cinepolis.com.br.


Compartilhe
Artigo anteriorHot Beach promove Jantar do Dia dos Pais
Próximo artigoOrquidário promove feira de orquídeas
Sou jornalista com MBA em Gestão Empresarial pela FGV. No início da década de 80 atuei no Rádio e no jornal impresso. Como a curiosidade é a alma do bom jornalista, troquei Rio Preto pela mochila. Morei em Berlim, quando esta ainda era ladeado pelo muro, colhi uva nos campos franceses e vivi em Paris. Depois de viajar pela Europa fui morar em um Kibbutz onde conheci meu primeiro marido, um britânico. Na Inglaterra formei-me em catering pelo Southgate Technical College. De volta ao Brasil, fui ser agricultora orgânica e passei a assinar uma coluna sobre alimentação no Diário da Região. Em 99 nasceu a “Talk Club Assessoria”, uma das primeiras agências de assessoria de imprensa de Rio Preto. Durante uma década a empresa atendeu grandes clientes. Acompanhando o mercado a “Talk Club” se transformou em uma produtora de vídeo, e tem como sócio o cinegrafista e diretor de arte Luis Soares, meu atual marido. Em outubro 2007, criamos o primeiro programa de TV o “ Maturidade Feliz” Programa este que alcançou nível nacional, em 2010, na Rede Vida de Televisão. No final de novembro de 2010 surgiu o “ Malu Rodrigues Visita”, um programa de jornalismo social.