Festival Arena Cacilda começa segunda-feira, dia 25, com 45 atrações gratuitas

0
234

Evento em parceria com Sesc e realizado pelos artistas locais, juntamente com Prefeitura de Rio Preto, ocupa Teatro Municipal ‘Humberto Sinibaldi Neto’ até sábado, 30, e também leva ações ao Arena Margarida, Barteliê e Casa das Janelas


INDO

 Fruto da união da classe artística local, o Festival Arena Cacilda começa nesta segunda-feira, dia 25, em  Rio Preto. Segue até o sábado, dia 30. O evento, que chega à sua segunda edição, é realizado pelos artistas rio-pretenses.

A programação traz 45 atrações, todas gratuitas, entre teatro, música, performance, dança, circo, artes visuais, audiovisual, instalação e literatura. Enquanto na primeira edição as atividades foram realizadas sob uma lona de circo montada na Praça Cacilda Becker , agora, a maior parte das atrações concentra-se no interior do Teatro Municipal, que receberá uma estrutura criada especialmente para o festival.

Os espaços culturais independentes Arena Margarida, Barteliê Gastrô e Casa das Janelas também serão palco das ações. No sábado, 30, dia do encerramento, parte da programação ocupará a área externa do teatro.

O palco do Teatro Municipal será transformado em uma grande arena para receber uma programação diversa e multicultural, onde artistas e público ocuparão o mesmo espaço. Por conta disso, a plateia será limitada a 80 pessoas por noite. As apresentações sempre se iniciarão às 19h30. Uma atração musical receberá o público, que depois será conduzido ao interior do teatro para assistir a uma sequência de trabalhos nas mais diversas linguagens e formatos. A partir das 22h, a programação se estenderá aos espaços culturais.

Durante seus seis dias de atividades, o Arena Cacilda também será uma oportunidade de discussão, reflexão e criação, convidando os aristas rio-pretenses e o público a pensarem sobre a importância desse movimento coletivo na sua realização.

“É importante enxergarmos o valor simbólico e político desta nossa ação . como podemos seguir fortalecendo esse movimento de parceria para a construção do cenário artístico que desejamos em nossa cidade”, afirma o ator, diretor e dramaturgo Homero Ferreira.

A novidade nesta edição é o foco na experimentação e no estímulo à criação, por meio do módulo Convulsão, que instigou artistas a desenvolverem trabalhos a partir do tema proposto pela curadoria. Diversas performances e apresentações cênicas e de dança que integram a programação foram criadas especialmente para o festival. Na programação, o público também poderá conferir o processo criativo de espetáculos que irão estrear em breve. Além do módulo Convulsão, as atrações estarão distribuídas entre o Jardim da Cacilda (obras prontas, desdobramentos de trabalhos já estreados, experimentações, exercícios, jam sessions), Cine-Baldi (apresentação de vídeos) e PlayBecker (playlist musical).

 

Abertura

A programação de segunda-feira, 25, primeiro dia do Arena Cacilda, começa a partir das 19h30, no Teatro Municipal “Humberto Sinibaldi Neto”, com o show de voz e violão “Minha Fábula”, do músico Liossi. Depois, Homero Ferreira fará a leitura do ensaio “A Educação do Não-Artista”, de Allan Kaprow, em busca de ampliar a discussão sobre o conceito de arte/artista.

Na sequência, o público irá conferir duas apresentações dentro do módulo Convulsão. A primeira será “Desnude”, que mistura performance e teatro, com criação e atuação de Juliana Carolina, seguida pela montagem “BUG”, do Grupo Teatro de Sala, com dramaturgia de Cintia Alves e direção de Murilo Gussi, com Bianca Oliva, Deivison Miranda, Julia Souza, Juriti Cunha e Suria Amanda no elenco. Na mesma noite, o público poderá conhecer o projeto Café Insônia, com a videoinstalação “Indo – O que fizemos que estamos”, de Jef Telles, contemplado pelo Prêmio Nelson Seixas 2017. O trabalho documental possibilitará o contato com o pensamento de artistas, gestores e entusiastas da arte.

No primeiro dia de programação no Teatro Municipal, haverá ainda a instalação “Dentro do outro lado”, de Rodrigo Assis, uma série com cinco ilustrações que mistura arte digital e manual.

A partir das 22h, a programação continua no Arena Margarida, espaço que receberá a estreia do espetáculo “Pastinha”, novo trabalho do grupo de teatro Jabá com Jaca e do Centro Cultural Besouro Cordão de Ouro. O espetáculo conta e canta a história de mestre Pastinha (1889-1981), nascido em Salvador (BA), que em seu tempo teve papel cultural de relevância – foi à África ensinar capoeira e recebeu a visita do filósofo francês Jean-Paul Sartre. O elenco conta com Danilo Melo e Amaury Largatixa. A direção e o roteiro são de Danilo Melo.

A programação do primeiro dia no espaço Arena Margarida ainda inclui uma apresentação musical, do projeto Samba de Partido Alto, do Coletivo Oná Imó, outro contemplado pelo Prêmio Nelson Seixas 2017. Seis integrantes da jovem e da velha-guarda do samba rio-pretense exaltam a origem, a dança e a celebração dessa manifestação cultural genuinamente popular.

 

Os ingressos para o Teatro Municipal serão distribuídos meia hora antes do início das apresentações. O público receberá uma pulseira, que dará direito à entrada nos espaços culturais, onde o acesso, também gratuito, ficará sujeito à lotação.

A programação completa do Festival Arena Cacilda está disponível no link http://arenacacilda.blogspot.com.br/.

 

Liossi

PROGRAMAÇÃO COMPLETA:

 

25 DE SETEMBRO, SEGUNDA-FEIRA

 

Teatro Municipal “Humberto Sinibaldi Neto”

A partir das 19h30

 

Minha Fábula

Liossi                        

Música – voz e violão

Sinopse: Ao som do violão, Liossi apresenta as canções do seu primeiro EP no show “Minha Fábula”.

Duração: 45 minutos

Classificação: livre

A Educação do Não-Artista

Homero Ferreira

Leitura (Jardim da Cacilda)

Sinopse: Faz muito tempo que Allan Kaprow escreveu este ensaio e ele ainda continua mais atual do que nunca. Nesta leitura, Homero Ferreira busca ampliar a discussão sobre o conceito de arte/artista. O que em princípio parece ser um belo deboche de Kaprow pode sim surtir em reflexões produtivas e provocativas.

Duração: 15 minutos

Classificação: livre

 

DESNUDE               

Juliana Carolina                  

Teatro, performance (Convulsão)

Sinopse: Um único corpo, uma única atriz. Por meio da interação com o público, propõe através de seu despertar um desnudar-se, seu e dos outros. Quais emoções surgem através dessa troca e quais transformações podem emergir?

Ficha técnica: Elenco, direção, autoria, figurino, cenário: Juliana Carolina; Ajuda técnica: Jaqueline Bisca

Duração: 10 minutos

Classificação: livre

 

BUG        

Grupo Teatro de Sala                        

Teatro (Convulsão)

Sinopse: Envolto por uma ignorância deliberada, o mundo se vê pacato e seguro, realidade esta vivida por uma família que, ao se deparar com o caos eminente, surta. Enquanto o mundo acaba à sua volta, críticas e ironias a respeito da história do mundo são feitas, desde Cabral velejando, até o primeiro passo do homem na lua, uma última tentativa desesperada para se salvar. Pontos de vista, prioridades, caos, futilidades, esperança, arrependimentos, doutrinas. Nada é certo quando o mundo está acabando.

Ficha técnica: Título original: BUG!; Dramaturgia: Cintia Alves; Direção: Murilo Gussi; Produção: Teatro de sala; Gênero: Drama; Elenco: Bianca Oliva, Deivison Miranda, Julia Souza, Juriti Cunha e Suria Amanda.

Duração: 15 minutos

Classificação: 14 anos

 

INDO – O que Fizemos que Estamos     

Café Insônia                           

Audiovisual (Cine-baldi)

Sinopse: Quem são os construtores de poesia de São José do Rio Preto? Artistas, gestores e entusiastas da arte discutem sobre o passado, presente e o futuro da vida artística. A videoinstalação e web série do canal multimídia “Café Insônia” mergulha nesse jardim de flores e dores onde não há frutos proibidos. Afinal, o que fizemos… que estamos, INDO?

Ficha técnica: Concepção, Direção e Edição: Jef Telles; Entrevistadores: Henrique Sezara, Isabella Matos e Jef Telles; Captações de Imagem: Fernando Macaco, Guilherme Di Curzio, Henrique Sezara, Jef Telles e Samuel Merighi; Captações de Som: Bruno Clementin e Guilherme Di Curzio; Produção de Espaço: Bruna Borges, Jorge Etecheber e Ubiratan do Brasil; Fotografia Still: Vitão Natureza; Produção: Daniela Honório.

Duração: 24 min. 53 seg.

Classificação: livre

 

Dentro do outro lado   

Rodrigo Assis    

Artes visuais (Instalação)

Sinopse: Uma série com 5 ilustrações que mistura arte digital e manual para compor cenas surreais, processos internos da consciência e estimular a percepção e criatividade dos interlocutores.

Classificação: livre

 

Arena Margarida

 

A partir das 22h

 

Pastinha               

Jabá com Jaca e Centro Cultural Besouro Cordão de Ouro                                 

Teatro

Sinopse: Partindo da herança cultural africana e indígena onde todo conhecimento era dado “de boca a orelha”, o grupo Jabá com Jaca e o Centro Cultural Besouro Cordão de Ouro põe em cena dois atores com instrumentos da capoeira. A narrativa é construída a partir de dois tocos de pau e cachimbos que permeiam toda a encenação teatral com movimentos do cotidiano e da capoeira, para contar e cantar a história de Mestre Pastinha, que em seu tempo teve papel cultural de enorme relevância nacional, indo à África para ensinar capoeira e recebendo inclusive à visita do filósofo Jean-Paul Sartre. Revelando ao público em geral a história desse “ilustre desconhecido”.

Ficha técnica: Atores: Danilo Melo e Amaury Largatixa; Direção e roteiro: Danilo Melo; Sonoplastia: Amaury Largatixa; Figurino e cenografia: Centro Cultural Cordão Besouro Cordão de Ouro

Duração: 30 minutos

Classificação: livre

 

Samba de Partido Alto      

Coletivo Oná Imó   

Música

Sinopse: Composto por seis integrantes da jovem e velha-guarda do Samba rio-pretense. Exaltando a origem, a dança e a celebração do samba. Um ritmo genuinamente brasileiro, já que o samba tem sua origem nas batucadas africanas e desenvolveu uma das linguagens mais importantes e reconhecidas na nossa cultura.

Ficha técnica: Direção: Wilde M. de Arruda Junior, Teresa Beatris R. Venancio e Fernando Macaco; Sonoplastia: Kim Carvalho; Músicos: Wilde M. de Arruda Junior, Leonardo M. Zanini, Danilo S. Melo, Ito Costa, Kim Carvalho e Teresa Beatris R. Venancio; Produção: Leonardo Marçal Zanini e Teresa Beatris R. Venancio; Registro e Mídias Sociais: Fernando Macaco e Mariana de Noronha Lemos.

Duração: 60 minutos

Classificação: livre

 

26 DE SETEMBRO, TERÇA-FEIRA

 

Teatro Municipal “Humberto Sinibaldi Neto”

 

A partir das 19h30

 

MPB, Bossa Nova e Cantoria   

Lú Morena           

Música – voz e violão

Sinopse:  Show acústico VOZ e VIOLÂO, com mostra da evolução da MPB em suas mais variadas vertentes: Bossa, Samba, Cantoria Popular e Pop Rock.

Ficha técnica: Voz e Violão: Lú Morena; Produção e Visagismo: Marcos Machado

Duração: 30 minutos

Classificação: livre

 

Pé de Poesia

Grupo Terra                          

Dança (Jardim da Cacilda)

Sinopse: Pé de Poesia dá em qualquer lugar, em todas as estações do ano, basta que se joguem as sementes das palavras dançadas. E o movimento é quem lança os poemas de Manoel de Barros aos olhos, ouvidos e sentidos dos passantes. Poesia em forma de dança ou dança em forma de poesia? Um convite à obra e vida do poeta das miudezas. Uma atenção especial ao que é desimportante.

Ficha técnica: Direção Artística e Criação: Andrea Capelli; Intérpretes Criadores: Andrea Capelli, Bruna Leila Borges, Carolina Capelli, Nilton César Chopes, Rosimeire Aparecida Caires e Pedro Junior Redero Martins; Assistente: Guilherme Cordeiro di Curzio; Fotos e vídeo: Guilherme Cordeiro di Curzio, Ruy Barbosa Jr. e Rodrigo Bedin; Criação Material de Divulgação: Renan Saccoman.

Duração: 40 minutos

Classificação: livre

 

MARIA    

Cia. Poesia em Cena                           

Teatro (Convulsão)

Sinopse: Exercício cênico no qual dois atores abordam questões sociais através do poema “A Infanticida Maria Farrar de Bertolt Brecht”. Uma mescla de narrativa e butoh.

Ficha técnica: Amine Maria Boccardo – Atriz; Jason Cordeiro Marchesini – Ator e Diretor; Marcelo Santana Nogueira – Técnica.

Duração: 15 minutos

Classificação: 18 anos

 

Adorável Ausência          

Histeria                

Teatro (Convulsão)

Sinopse: Duas almas distintas habitam em carne, osso, histórias e memórias, no lar que cada uma construiu em si. Ao saírem sentem-se exploradoras, porém se descobrem (ou se perdem) desejando o ser no outro, e no outro ser a sua própria imagem, por vezes idealizada, assim como se ama a um Deus. Dois atores em cena se entrelaçam junto à angústia de se buscar fora de si e se perder na falta do outro.

Ficha técnica: Atriz: Debora Cristina Lourencim; Ator: Solano Guarche de Araujo; Idealizadora e provocadora: Fabiana Maria Abranches

Duração: 15 minutos

Classificação: 16 anos

 

O Homem de Bem

Vinicius Dall’Acqua                            

Cinema (Cine-baldi)

Sinopse: O passado e o presente de 3 personagens conduzem a uma situação limite onde a relação de poder e a força do dinheiro determinam seus destinos.

Ficha técnica: Roteiro e Direção – Vinicius Dall’Acqua; Produção – Ricardo Zammarian; Direção de Arte – Leonardo Bauab Aissa; Direção de Fotografia – José Vitor Gomes; Som Direto – Jef Telles; Edição – José Vitor Gomes e Vinicius Dall’Acqua; Elenco – Harlen Félix, Ícaro Negroni, Maurício Gomes; Continuidade – Luíza Araújo Braz

Duração: 15’45”

Classificação: 14 anos

 

Prezênite – Vagões em Movimento 

Jef Telles                                 

Artes Integradas (Instalação)

Sinopse: Poderia ser uma rua sem saída ou um jardim de memórias esquecidas. Neste beco, o tempo parou, mas as palavras e as imagens retumbam as cinzas dos nossos movimentos. “Prezênite” é um lapso, um rabisco, o limiar da urgência: um momento, o seu. A partir do meu.

Ficha técnica: Concepção e Direção Geral:Jef Telles; Trilha Sonora do Time Lapse: “Suíte Orquestral A Lenda do Pássaro Azul” de Fernando Marques; Produção: Daniela Honório; Fotografia: Jorge Etecheber; Videoartes e Performance: Jef Telles

Duração: de 60 minutos a 5 horas, dependendo do formato de acordo com o evento.

Classificação: 12 anos

 

Barteliê

 

A partir das 22h

 

Bang Bang             

Dólar Furado                         

Música

Sinopse: Show musical com a banda do velho oeste rio-pretense Dólar Furado, musicas autorais e clássicos do bang bang.

Ficha técnica: Produção musical: Dolar Furado; Produção executiva: Carbyne Lion; Assistente: Milla Carvalho Russo; Integrantes: Fred Pala (guitarra e voz), Theo Russo (bateria e voz), Matheus Rozani (baixo e voz) e Jader Marquez (piano e voz)

Duração: 50 minutos

Classificação: livre

 

27 DE SETEMBRO, QUARTA-FEIRA

 

Teatro Municipal “Humberto Sinibaldi Neto”

 

A partir das 19h30

 

Sarará Samba Soul            

Jaqueline Cardoso                             

Música – voz e violão

Sinopse: O show traz releituras de músicas populares, misturadas ao balanço  do soul e à magia do samba, tudo sambalanceado, o forró  com funk, o samba com soul, o samba rock. O swing  da nossa música e a lembrança do repertório da MPB. Sarará Samba Soul contagia e é  coisa nossa.

Ficha técnica: Jaqueline Cardoso – viola,  voz e produção  e Kauê Rocha – pecuteria

Duração: 60 minutos

Classificação: 12 anos

 

Matrística Água

Cia. do Santo Forte     

Teatro, dança e performance (Jardim da Cacilda)

Sinopse: A palavra Matrística está relacionada a “matriz”, ao útero, órgão da criação e criatividade. Este coletivo de mulheres se reúne em cooperação, acolhimento e força para contar suas histórias. Passeando entre as ações de contar, cantar, dançar e batucar, elas resgatam suas infâncias e ancestralidades.

Ficha técnica: Concepção e condução: Tauane Alamino; Atuação: Jessica Zago, Lia Barros, Tess Marcondes e Lili Caffe; Percussionista: Thiago Man; Assistente de Produção: Dániel Willian

Duração: 15 minutos

Classificação: livre

 

Reesclarice        

Kaleidoscópio Produção e Arte                  

Teatro (Convulsão)

Sinopse: A performance intitulada Reesclarice percorre pelos corredores do pensamento poético e intimista da escritora ucraniana Clarice Lispector, através de fragmentos da vida e obra por meio de adaptações livres do conceituado artista e estudioso da autora Durval Telles. Transcorrendo da infância chegada ao Brasil à vida imortalizada em obras marcantes para gerações, a inesquecível naturalizada brasileira que viajou ao mundo externaliza através de suas linhas e memória a inspiração para a referida montagem.

Ficha técnica: Concepção artística: Durval Telles; Montagem, direção e produção: Nadine Alves e Yuri Sternieri; Performer: Durval Telles

Duração: 15 minutos

Classificação: 10 anos

 

Benedito e o Mito de Obá (Oxum/Xangô) em meio à Peste                 

Grupo Os Cor/Teses         

Teatro e dança (Convulsão)

Sinopse: O velho Benedito conta a história dos Orixás, em um asilo/abrigo, onde todos que ali estão são sobreviventes de uma peste. A encenação acontece conforme a história é contada.

Ficha técnica: Daniel William Mariano, Cláudio Manuel da Silva Junior, Jessica Zago Paladino, Nathalia Navarro,  Bruno Marques  e Amauri Alves Marcha

Duração: 15 minutos

Classificação: 12 anos

 

Dança dos Orixás – O Sagrado que nos Move            

Cia. do Santo Forte                       

Audiovisual (Cine-baldi)

Sinopse:  “O mini-documentário trata de uma Dança-Teatro baseada nas corporeidades dos Orixás como caminho para investigação da ancestralidade, dos elementos da natureza e questiona sobre como eles estão presentes no corpo do estudante/ator/bailarino brasileiro e da possibilidade de levar estas referências para criações cênicas. Apresentando esta possibilidade de trabalho, levantamos questões históricas que estão diretamente relacionadas ao racismo e a intolerância religiosa.”

Ficha técnica: Direção e Roteiro: Tauane Alamino; Fotografia e Edição: Vinicius Oliveira; Som Direto: Victor Natureza; Alunos participantes do projeto: Maria Fernanda Martins, Luiz Giulian Martins, Cláudia Regina dos Santos, Cristina Nicolas, Vanessa Maria, Marcela Borges Barbosa, Fabrícia Melhado, Filipe Macedo, João Abreu, Bia Santos, Emerson Fagner, Déia M. Silva, Jac Jesus; Produção: Tauane Alamino, Dániel Willian, Vinicius Oliveira, Naysla Rodrigues, Célia Duarte, Rico Facchini, Marcel Barbarotti; ENTREVISTADOS: Cláudia Regina dos Santos, Luiz Giulian Martins, Fernanda Missiaggia, Alexandre Manchini Jr. e Tauane Alamino.

Duração: 7 minutos

Classificação: livre

 

Pisando em Ovos – Parte I              

Fabiana Soave                      

Artes Plásticas (Instalação)

Sinopse: A instalação artística representa o momento que temos que aprender a lidar com a outra pessoa, e consigo mesmo… Nela, os ovos se fazem de tapete para caminharmos na vida. Às vezes, nem arranhamos a casa, em outras elas se despedaçam nos ferindo e mostrando o poder do passo mal dado…

Classificação: livre

 

Casa das Janelas

 

A partir das 22h

 

Brega Rock           

Pinga com Groselha         

Música

Sinopse:  Show musical com a Banda Pinga com Groselha com repertório de versões e músicas próprias do CD “Brega Rock”.

Ficha técnica: Carlos Vinícius (guitarra e vocais), Ivan Selis (baixo e backing vocals) e Marcelo “Skela” (bateria e backing vocals)

Duração: 60 minutos

Classificação: livre

 

28 DE SETEMBRO, QUINTA-FEIRA

 

Teatro Municipal “Humberto Sinibaldi Neto”

 

A partir das 19h30

   

Well Andrade                       

Música – voz e violão      

Sinopse: Música própria e algumas de autoria em parceria com outros artistas, além de tocar alguns covers de refletem algumas de suas influências.

Ficha técnica: Well Andrade – voz e violão.

Duração: 30 minutos

Classificação: livre

 

Mal 

Movimento I – pesquisas do corpo                  

Dança (Jardim da Cacilda)

Sinopse: O pequeno mal ou o grande mal se instalam, e é dada a revolução. No corpo ou nas cidades, nada permanece. Cataclismo do ser. Corpos dançantes, de diferentes origens e percursos, põem-se a refletir. A pesquisa do corpo é o elo. A rua é o habitat. Há muito o que se convulsionar. Mal é a oportunidade da experimentação, de sairmos de nossa zona de conforto e dialogarmos com a sociedade, a nossa cidade. Doente. Uma experiência de dança, na rua, com toda a crueza que nos cabe.

Ficha técnica: Criação e interpretação: Andrea Capelli, Pedro Junior Redero Martins, Thais Benites, Victor, Riva Martins, Maria Zilda, Carlos Zibiani, Ana Kawata, Sandra.

Duração: 15 minutos

Classificação: livre

 

Precisamos falar sobre  

Grupo de Teatro CCJ    

Teatro (Convulsão)

Sinopse:  Escuta bem, você não é o que é. E sim, o que não é. Você é um, nenhum: cem mil! Sem nenhum, só mais. Um a menos quando nasce. Um a mais quando morre. Isso é sobre você e nós precisamos falar sobre.

Ficha técnica: Texto –  O grupo a partir de recortes e depoimentos reais; Direção – Murilo Gussi; Trilha/Figurinos/ Maquiagem – O grupo; Elenco – Suria Amanda, Deivison Philip, João Victor Marques, José Victor Martins, Yan Anthony, Diogo Guiraldo, Alexia Costa, Matheus Rodrigues.

Duração: 10 minutos

Classificação: livre

 

Alma

Grupo Kahlos

Teatro (Convulsão)

Sinopse: A busca do corpo através da alma onde contos indígenas serão ouvidos e sentidos. O ator fará relação de corpo e áudio com estudos de técnicas de butoh, noh e kabuki.

Ficha técnica: Ator – Milton F. Verderi

Duração: 15 minutos

Classificação: livre

 

Escuta esse silêncio!        

Nemê Dan Saramor                           

Performance (Instalação)

Sinopse: uma barraca. uma pessoa. materiais pra pintura. comes e bebes. aromas. uma casa viajante que recebe visitas para compartilhar silêncios e presença.

Ficha técnica: concepção e execução: Nemê Dan Saramor

Duração: flexível

Classificação: livre

 

Barteliê

 

A partir das 22h

 

Samba, Viola e Poesia

Jaqueline Cardoso                       

Música e Poesia

Sinopse: Musica, poesia e cenário conversam de maneira harmoniosa, entre rendas e luzes, trazendo a  poesia de doce  acalanto, falando da beleza brejeira da nossa terra, com  fundo legítimo e  brasileiro da viola caipira, cantando  o amor ao samba e ao forró, o prazer de declamar nas entrelinhas do ponteio, as rimas da melodia com palavras de sabor único. A nova linguagem da música raiz, Samba Viola e Poesia, o canto de voz forte  que mescla a delicadeza sutil das palavras e o resgate da música regional.

Ficha técnica: Músicos: Jaqueline Cardoso, Bruce Lima, Marquinho Munhoz, Kauê Rocha; Clara Tremura – Produção; Cris Beija Flor – Cenário; Flor all Mundy – Figurino; Direção Musical – Bruce Lima

Duração: 50 minutos

Classificação: 18 anos

 

BIZAHITS                

Iau Cia. de Teatro                                 

(Playbecker)

Sinopse: Três artistas apaixonados por música, três pessoas com gostos peculiares e estilo bem pouco semelhante ao que todos conhecemos por ECLÉTICO. Três tipos diversificando o que consideram o MELHOR BARULHO DE TODOS OS TEMPOS, onde cada um segue variando seu entusiasmo e sua extravagância melodiosa. Três personagens djs dividirão o mesmo espaço, e a mesma playlist, sempre focados na trilha que escolheram para composição da BizaHits. Há uma ordem aleatória de gêneros musicais que é controlada de acordo com as reações do público. A proposta é experimental e tem como objetivo descobrir o que essas músicas provocam nas pessoas da maneira em que são apresentadas. Alguns vídeos também acompanharão os hits, todos exibidos para identificar o gosto de cada um dos djs.

Ficha técnica: Debora Louzanine (atriz – ama Pop-Rock e hits agitados), Mabel Louíze (atriz – adora MPB e melodias doces) e Solano Peruccini (ator – louco por Rock pesado e Metal)

Duração: necessidade do evento

Classificação: 18 anos

 

29 DE SETEMBRO, SEXTA-FEIRA

 

Teatro Municipal “Humberto Sinibaldi Neto”

 

A partir das 19h30

AZul – Duetos Revisitados     

André Fernandes e Zu Laiê            

Música – voz e violão

Sinopse: O compositor e violonista André Fernandes convida a cantora Zu Laiê para um passeio pelos duetos clássicos da música popular brasileira e da música universal. Um encontro lúdico entre timbres vocais e desconstruções. Uma busca por novas perspectivas para canções clássicas que marcaram época, c(o/a)ntadas o som do violão e das vozes simbióticas. Um enlace colorido, contagiante e divertido que passeia duetando pela música do Brasil e do mundo.

Ficha técnica: André Fernandes: Voz e Violão. Zu Laiê: Voz

Duração: 45 minutos

Classificação: 12 anos

 

ΜΑΓΙΣΣΑ               

Mensageiros do Vento – Alunos do Centro Cultural Vasco                    

Intervenção Teatral (Jardim da Cacilda)

Sinopse: Cuidado, elas podem estar nas sombras esperando o momento certo. Sim, elas existem!!!

Ficha técnica: Texto e Direção: Cibele Sampaio; Figurino: Cibele Sampaio; Trilha: Cibele Sampaio; Elenco: Ana Laura Lopes, Bárbara P Siqueira, Cauã H Lopes,  Eloá Gonçalves Lima, Emanuelle Cristina Silva, Enzo Moretti, Fernanda A Fernandes, Geovana A H da Silva, Isadora G Pereira, Júlia P Ávila, Luiza Bárbaroti, Pedro Henrique Montalvão, Rubens F F Pinesso e Sthefany M Soares

Duração: 18 minutos

Classificação: livre

 

Lembranças Recortadas Pa Pa Pa – Outro Olhar    

Cia Com-tato 

Dança (Convulsão)

Sinopse: “Lembranças Recortadas Pa Pa Pa” são fragmentos de uma homenagem precária. Esta obra de 2014, pinceladamente, narra as memórias de uma travesti que tentou ser… e não conseguiu. No ato de revisar, de olhar para trás, surge um novo interesse. Experimentar o lúdico presente na primeira cena do trabalho e viver a violência de um mergulho nesta encruzilhada que é construir um corpo a serviço de uma realidade simbólica.

Ficha técnica: Direção e atuação: Vinicius Francês

Duração: 15 minutos

Classificação: 14 anos

 

CONTÁGIO            

Asa de Borboleta Performance Art            

Dança-performance (Convulsão)

Sinopse: Todos nós sabemos o quanto a atividade física pode trazer benefícios a nossa saúde, então quais são os motivos que nos impedem de realiza-las? QUAIS SÃO AS SUAS AMARRAS?

Ficha técnica: Direção e pesquisa: Vanessa Cornélio; Performers: David Balt e Vanessa Cornélio; Luz: Ricardo Matioli; Ass. técnica: Cássio Henrique

Duração: 12 minutos

Classificação: livre

 

Pensamentos vindos de Gurdjieff                 

Coletivo Oná Imó em parceria com o Grupo Jabá com Jaca               

Teatro (Convulsão)

Sinopse: Partindo dos pensamentos de Gurdjieff e como eles podem reverberar no corpo-voz, é posto em cena uma provocação para o artista plástico e tatuador Wild Wilde se desdobrar entre o seu eu a encenação desse pensador e mestre espiritual do século XX, levando a uma confusão entre ambos pois o corpo hora é o do ator, hora de um pensamento do próprio ator ou do líder espiritual, hora do Gurdjieff e seus trejeitos. Essa convulsão interna é trazida ao exterior em uma performance única e cheia de plasticidade.

Ficha técnica: Diretor: Danilo Melo; Ator: Wild Wilde; Figurino, Sonoplastia e Cenografia: espaço cultural Ona Imo

Duração: 10 minutos

Classificação: 16 anos

 

Apoteótico literário        

Versos ao quadrado         

Literatura e arte visual (Instalação)

Sinopse: O projeto consiste em expor de maneira lúdica e criativa uma exposição de poemas autorais de dois poetas rio-pretenses: Raony Reis e Breno Aragon. Como base, as poesias publicadas nas páginas do Facebook: Curta Poesia Curta, e Borboletário Literário estarão expostas em diversos ambientes. Iremos fazer uma “roleta poética”, a qual o participante irá girar e deverá buscar pelo espaço a poesia com o número correspondente, visando, assim, uma maior interação do público com o espaço, e gerar uma espécie de “caça à poesia”. Dessa maneira, iremos espalhar poesia de diversas formas não usuais, em diversos locais e com diferentes sentimentos.

Ficha técnica: Autores: Breno Santos Aragon e Raony Miamoto Reis

Duração: Permanente

Classificação: livre

 

Casa das Janelas

 

A partir das 22h

 

Funk Pala               

Fred Pala                                

Música

Sinopse: Fred Pala, o guerreiro da musica autoral independente, traz à tona todo o funk de suas veias nesse groove quente ao lado de Filipe Murbak e Mateus Mendonça.

Ficha técnica: Produção Musical: Fred Pala; Produção Artística: Carbyne Lion; Fred Pala – guitarra e voz; Filipe Murbak – bateria; Mateus Mendonça – baixo e voz

Duração: 50 minutos

Classificação: livre

 

Sarau: para que as palavras voltem a ser perigosas               

Sarau das Janelas                

Literatura

Sinopse: Este projeto visa à realização de um sarau literário com o intuito de fomentar  a literatura da cidade e seus autores. A inclusão, a luta, a transa literária, e a expansão da poesia norteiam o micro espetáculo da palavra.

Ficha técnica: Poetas: Milton F. Verderi, Ubirathan do Brasil, Mariana Delfino, Sue Rossi e Renan Chiaparini; Banda de apoio (The Brisantinos): Samir Borges Cesaretti, Walter Luiz Tadini Filho, João Bolzan, Bruno Clementin da Silva

Duração: 30minutos

Classificação: 18 anos

 

30 DE SETEMBRO, SÁBADO

 

Teatro Municipal “Humberto Sinibaldi Neto”

 

16h às 18h30 (área externa)

 

Caricaturarena   

Ricardo Moisés                                     

Caricaturas (Jardim da Cacilda)

Sinopse: Fazer caricaturas ao vivo das pessoas, público que estiver presente nas oficinas. Uma recordação com um toque de humor e criatividade. O artista capta na hora a emoção do momento, as expressões de alegria, espanto e sensibilidade das pessoas a serem desenhadas.

Duração: 3 horas

Classificação: livre

 

16h

Pequenas Coisas Espetaculares  

Palhaço Purunga                                  

Circo

Sinopse: Purunga é um palhaço de rua que busca mostrar que o mundo já está cheio de grandes espetáculos, assim ele começa sua função e aos poucos revela que o que o mundo realmente precisa é de pequenas coisas capazes de causar grandes mudanças na humanidade. Com malabarismos supera a fome, com o equilibrismo surpreende usando pratos, tigelas, copo, e até uma garrafa de vidro para demonstrar os mais diversos “desequilíbrios”. Finalizando com um grande salto mortal no copo d’água. A magia cômica também está presente de uma forma que encanta crianças e devolve aos adultos esse olhar infantil e, dessa forma, brinca com verdades universais, gerando muita reflexão por onde passa. Um espetáculo para crianças de todas as idades.

Ficha técnica: Roteiro, direção e atuação: Tiago Oliveira Dantas

Duração: 45 minutos

Classificação: livre

 

17h

A Mochila Amarela        

Cia. Apocalíptica                                  

Teatro

Sinopse: A mochila amarela conta a história de uma menina que entra em conflito consigo mesma e com a família ao reprimir três grandes vontades (que ela esconde em uma mochila amarela) – a vontade de ser gente grande, a de ter nascido menino e a de se tornar escritora. A partir dessa revelação – por si mesma uma contestação à estrutura familiar tradicional em cujo meio “criança não tem vontade” – essa menina sensível e imaginativa nos conta o seu dia-a-dia, juntando o mundo real da família ao mundo criado por sua imaginação fértil e povoado de amigos secretos e fantasias. Ao mesmo tempo em que se sucedem episódios reais e fantásticos, uma aventura espiritual se processa e a menina segue rumo à sua afirmação como pessoa.

Ficha técnica: Dramaturgia e Direção: Lawrence Garcia; Iluminação: Lawrence Garcia e Danilo Melo; Trilha Sonora Original: Tiago Augusto Lima e Zeca Barreto; Sonoplastia: Lawrence Garcia; Operação de Luz e Som: Lawrence Garcia; Coreografia: Carolina Campos; Figurino: Carolina Campos e Tiago Augusto Lima; Cenário: Carolina Campos e Cia Apocalíptica; Adereços: Lawrence Garcia; Maquiagem: Cia. Apocalíptica; Fotos: Jorge Etecheber; Produção: Cia. Apocalíptica; Elenco: Carolina Campos e Tiago Augusto Lima

Duração: 50 minutos

Classificação: livre

 

Teatro Municipal “Humberto Sinibaldi Neto”

A partir das 19h30

 

Humberto Lee

Música – voz e violão    

Sinopse: Um mergulho musical no Rock brasileiro dos anos 80. No repertório, ícones como Cazuza, Lobão, Renato Russo e grupos como RPM, Ira, Plebe Rude e outros responsáveis por canções que marcaram toda uma geração. Um projeto que une a música e a poesia de uma década inesquecível.

Ficha técnica: Humberto Lee

Duração: 30 minutos

Classificação: livre

 

Shakespeariana 400 – Recortes da Vida e da Morte          

Cia. Bardos de Teatro                    

Teatro (palco Humberto)

Sinopse: O espetáculo teatral “Shakespeariana 400 – Recortes da Vida e da Morte” é uma homenagem ao dramaturgo inglês William Shakespeare. A encenação transita entre cinco obras do autor: Romeu e Julieta, Macbeth, Otelo, A Tempestade e Hamlet. O formato do espetáculo propõe uma proximidade com o espectador, apresentado pela Rainha Elizabeth e o Bobo, que narram essas obras junto às personagens propondo reflexões, que apesar de escritas há 400 anos são tão pertinentes nos dias atuais.

Ficha técnica: Texto: Obras de Willian Shakespeare – Romeu e Julieta/Macbeth/Otelo/A Tempestade/Hamlet; Direção e Adaptação: Linaldo Telles; Gênero: Drama/Tragédia; Trilha Sonora: Linaldo Telles; Figurino: Linaldo Telles e Ivani Cardoso; Cenário: Linaldo Telles; Cenotecnia: Marcel Barbarotti e Henrique Fachinni; Fotos: Fernando Stefanini e Cleber Fontoura; Arte Visual: Noroestemídia; Apoio Cultural: Centro Cultural Vasco; Elenco: Augusto Oliveira, Eduardo Oliveira, Erica Rejane, Flavia Mendes, Guilherme Bachini, Julio Santana, Lila Santiago, Mara Matsumori, Mileny Clemente, Nassara Bueno; Produção Executiva: Julio Santana e Mara Matsumori

Duração: 75 minutos

Classificação: 14 anos

 

Provocarena

Arena Cacilda

Videoinstalação – atividade surpresa

 

Arena Margarida

 

A partir das 22h

 

Bodas de Papel

Zeca Barreto e André Fernandes

Música

Sinopse: Entre a sutileza dos amores, a destreza dos amantes e a coragem dos poetas afoitos, Bodas de Papel passeia pelo imaginário do inconsciênte trazendo letras amarguradas, cinematográficas e de uma alegria quase intangível que faz com que o público se deleite, letra após

letra, prendendo a atenção de quem faz da poesia o seu mundo. Comemoração dos 15 anos da parceria de Zeca Barreto e André Fernandes.

Duração: 60 minutos

Classificação: livre

 

Brasileirando em free style           

Milton F. Verderi                                

(Playbecker)

Sinopse: O som que salta das picapes no estilo free style é resultado de uma pesquisa dançante que vai dos anos 50 até aqui, com pepitas do jazz, música brasileira e black music.

Duração: necessidade do evento

Classificação: livre

 

ENDEREÇOS:

TEATRO MUNICIPAL: Av. Brigadeiro Faria Lima, 5381 – Chácara Municipal

ARENA MARGARIDA: Rua Alfredo Braga, 114 – Vila Angélica (próximo ao Viaduto Jordão Reis)

BARTELIÊ: Rua Três Fronteiras, 2695 – Eldorado

CASA DAS JANELAS: Rua João Teixeira, 346 – Santa Cruz

 

Matrística
Livre de vírus. www.avast.com.

 

Artigo anteriorEstão abertas as inscrições para a “Rodobens Night Run”
Próximo artigoEscola de Mentores oferece palestra gratuita em Rio Preto
Sou jornalista com MBA em Gestão Empresarial pela FGV. No início da década de 80 atuei no Rádio e no jornal impresso. Como a curiosidade é a alma do bom jornalista, troquei Rio Preto pela mochila. Morei em Berlim, quando esta ainda era ladeado pelo muro, colhi uva nos campos franceses e vivi em Paris. Depois de viajar pela Europa fui morar em um Kibbutz onde conheci meu primeiro marido, um britânico. Na Inglaterra formei-me em catering pelo Southgate Technical College. De volta ao Brasil, fui ser agricultora orgânica e passei a assinar uma coluna sobre alimentação no Diário da Região. Em 99 nasceu a “Talk Club Assessoria”, uma das primeiras agências de assessoria de imprensa de Rio Preto. Durante uma década a empresa atendeu grandes clientes. Acompanhando o mercado a “Talk Club” se transformou em uma produtora de vídeo, e tem como sócio o cinegrafista e diretor de arte Luis Soares, meu atual marido. Em outubro 2007, criamos o primeiro programa de TV o “ Maturidade Feliz” Programa este que alcançou nível nacional, em 2010, na Rede Vida de Televisão. No final de novembro de 2010 surgiu o “ Malu Rodrigues Visita”, um programa de jornalismo social.