Grupo olimpiense de FOLCLORE se apresenta no Encontro com Fátima Bernardes na sexta, 3 de julho

0
96

 

Após o grande sucesso do vídeo da Dança do Bambu, compartilhado na Fanpage no Facebook do GODAP – Grupo Olimpiense de Danças Parfolclóricas Cidade Menina Moça, o grupo se prepara para apresentar-se na sexta-feira, 3 de julho, na sede na TV Globo ao vivo no Programa Encontro com Fátima, a partir das 11 da manhã.

Após a viralização do vídeo que obteve mais de 3 milhões de visualizações e mais de 100 mil compartilhamentos, o vídeo ainda foi compartilhado pelo turco Bora Yeter alcançando mais de 18 milhões de visualizações, contribuindo ainda mais para a divulgação da dança.

Dai para o contato de diversos veículos interessados em divulgar o folclore do grupo olimpiense foi um pulo. Assim eles se apresentam  inicialmente no programa global e levam além de toda história dos 48 anos do GODAP a trajetória dos 51 anos do Festival do Folclore de Olímpia, precursor desta caminhada da professora Maria Aparecida de Araújo Manzolli à frente do grupo de dança.

A dança- A dança do bambu é da região de Ibitinga (interior de São Paulo), remete ao ciclo junino e as celebrações pelo tempo de colheita. Pesquisada pela professora Maria Aparecida de Araújo Manzolli em 1967, desde então é apresentada pelo Grupo de Danças Parafolclóricas “Cidade Menina Moça” – GODAP – de Olímpia (São Paulo). Originalmente dançada por apenas um casal sobre um único par de bambus, a dança sofreu adaptações relacionadas à música e a coreografia, até chegar ao formato apresentado hoje pelo GODAP. (MANZOLLI, M. A. de. In Anuário do 26º Festival do Folclore, Olímpia, 1990). Nas Filipinas pode ser observada um dança similar, com menos bambus e menos dançarinos.

Artigo anteriorExposição fotográfica- 10 anos de corrida ” Seven” no Riopreto Shopping
Próximo artigoSandra Mussi é empossada presidente do Rotary Clube São José do Rio Preto Centenário
Sou jornalista com MBA em Gestão Empresarial pela FGV. No início da década de 80 atuei no Rádio e no jornal impresso. Como a curiosidade é a alma do bom jornalista, troquei Rio Preto pela mochila. Morei em Berlim, quando esta ainda era ladeado pelo muro, colhi uva nos campos franceses e vivi em Paris. Depois de viajar pela Europa fui morar em um Kibbutz onde conheci meu primeiro marido, um britânico. Na Inglaterra formei-me em catering pelo Southgate Technical College. De volta ao Brasil, fui ser agricultora orgânica e passei a assinar uma coluna sobre alimentação no Diário da Região. Em 99 nasceu a “Talk Club Assessoria”, uma das primeiras agências de assessoria de imprensa de Rio Preto. Durante uma década a empresa atendeu grandes clientes. Acompanhando o mercado a “Talk Club” se transformou em uma produtora de vídeo, e tem como sócio o cinegrafista e diretor de arte Luis Soares, meu atual marido. Em outubro 2007, criamos o primeiro programa de TV o “ Maturidade Feliz” Programa este que alcançou nível nacional, em 2010, na Rede Vida de Televisão. No final de novembro de 2010 surgiu o “ Malu Rodrigues Visita”, um programa de jornalismo social.