Lançamento do curta-metragem ‘Luiz’, com Nicette Bruno será neste sábado em Uchoa

0
282
Lançamento do curta-metragem ‘Luiz’, com Nicette Bruno será neste sábado em Uchoa

O Café da Colônia, em Uchôa,   é palco para o lançamento nacional do curta-metragem “Luiz”. O filme é  dirigido por Alexandre Estevanato, da empresa rio-pretense Estevacine Filmes. O lançamento acontece neste sábado, dia 18, a partir das 19h.

O roteiro do curta foi escrito pela rio-pretense Cintia Sumitani .  Traz no elenco a atriz global Nicette Bruno (Dona Laura). No elenco, também, Gabriel Freire (Luis), Rafael Santos (Luiz), Marcelo Matos (Luiz Alberto) e Luciana Curtiss (Silvia). As gravações foram realizadas no Café da Colônia, em Uchôa e em Rio Preto.

A trilha sonora e finalização foi feita por Leandro Fermino . A música tema é “Trem-Bala”, da compositora e cantora Ana Vilela. A direção de fotografia foi assinada por Fábio Roger e a direção de produção foi feita por Flávia Facin.

“A duração do filme é de aproximadamente 15 minutos. Faremos uma exibição ao ar livre, inspirada nos charmosos Drive-ins de anos atrás”, afirma Estevanato, que além de diretor é professor no curso de Comunicação Social, da Unilago (União das Faculdades dos Grandes Lagos).

O lançamento na instituição de ensino será no dia 24 deste mês, a partir das 19h30.

De acordo com Cintia, o curta-metragem narra a história de uma família de classe média típica dos anos 1990.

“A mãe é uma dona de casa e o pai trabalha fora. O casal tem um filho chamado Luis, que tem nove anos e afirma ter um amigo imaginário, que também chama Luiz. Durante a trama, a avó Laura (Nicette Bruno) fica doente e a família vai visitá-la. O menino que não é muito ouvido pelos familiares, por falar com um amigo imaginário, é bem aceito na casa da avó e embarca em uma viagem para resgatar sentimentos familiares e muitas descobertas”, diz a roteirista.

Ressalta ainda que o curta propõe uma reflexão sobre a importância de preservarmos o lado infantil que, na maioria das vezes, perdemos na fase adulta.

A intenção do diretor e da roteirista é de que nos próximos dois anos o curta-metragem percorra o Brasil e o mundo.  Levando essa mensagem espiritualista para inúmeras plateias. Entre os curtas dirigidos por Estevanato está o “#Apaixonadinho”, que já participou de mais de 70 festivais, entre nacionais e internacionais, sendo premiado seis vezes como Melhor Filme. Desse total, cinco prêmios nacionais e um internacional, em Bogotá, na Colômbia.

O orçamento inicial para o curta “Luiz” era de R$ 25 mil, mas a equipe não conseguiu nenhum tipo de patrocínio empresarial e nem de leis de incentivo à cultura.

“Diante dessa realidade, agravada pelas turbulências econômicas e até políticas no país, reduzimos esse valor para R$ 10 mil e bancamos, eu e minha mulher (Cintia). Contamos com o apoio de vários parceiros que ajudaram na produção geral, com alguns serviços como alimentação, locação e hospedagem”, disse Estevanato, ressaltando que o processo de criação do curta-metragem durou cerca de um ano.

 

SERVIÇO:

Lançamento nacional do curta-metragem “Luiz”

Dia: 18 de março (sábado), a partir das 19h

Local: Café da Colônia, rua Abel Rodrigues Castanheira, s/nº, Uchôa (SP)

Mais informações pelo (17) 99201-6854

Artigo anteriorPosto de Atendimento ao Trabalhador tem vagas abertas para trabalhar na Usina Guarani
Próximo artigo Bloco Pirraça inicia montagem da estrutura em São José do Rio Preto
Sou jornalista com MBA em Gestão Empresarial pela FGV. No início da década de 80 atuei no Rádio e no jornal impresso. Como a curiosidade é a alma do bom jornalista, troquei Rio Preto pela mochila. Morei em Berlim, quando esta ainda era ladeado pelo muro, colhi uva nos campos franceses e vivi em Paris. Depois de viajar pela Europa fui morar em um Kibbutz onde conheci meu primeiro marido, um britânico. Na Inglaterra formei-me em catering pelo Southgate Technical College. De volta ao Brasil, fui ser agricultora orgânica e passei a assinar uma coluna sobre alimentação no Diário da Região. Em 99 nasceu a “Talk Club Assessoria”, uma das primeiras agências de assessoria de imprensa de Rio Preto. Durante uma década a empresa atendeu grandes clientes. Acompanhando o mercado a “Talk Club” se transformou em uma produtora de vídeo, e tem como sócio o cinegrafista e diretor de arte Luis Soares, meu atual marido. Em outubro 2007, criamos o primeiro programa de TV o “ Maturidade Feliz” Programa este que alcançou nível nacional, em 2010, na Rede Vida de Televisão. No final de novembro de 2010 surgiu o “ Malu Rodrigues Visita”, um programa de jornalismo social.