Rio Preto – Desfile das Escolas de Samba deve receber 10 mil foliões

0
77

O desfile das escolas de samba deve reunir um público de até 10 mil pessoas. Acontece no domingo, 03, às 20h,  em frente ao Complexo Swift.

O sambódromo que está sendo montado inclui arquibancada coberta com 115 metros de extensão e  área de acessibilidade. Possui som e iluminação em todo perímetro do desfile,  cronômetro em LED para orientação das escolas,  pintura de solo, para valorizar as cores e detalhes das fantasias.  A infraestrutura para o público como sanitários químicos (masculino, feminino e de acessibilidade) e  equipe de segurança também foi pensado.

A escolas são:

Grêmio Recreativo Escola de Samba Acadêmicos de Rio Preto com o enredo “Nas cores da cidade e de minhas andanças sem destino: “Bem-vindos à epopeia do primitivista Daniel Firmino”;

Grêmio Recreativo Escola de Samba e Assistência Social Gaviões do Samba, com o enredo “Igual a fênix, Gaviões do Samba renasce e alça seu voo triunfal no carnaval rio-pretense” e

Grêmio Recreativo Escola de Samba Trem do Samba, com o enredo “Viajando por diferentes trilhos, muito prazer: Trem do Samba”.

O desfile será aberto pelo Obará Bloco Afro e pela Corte Real, composta pelo Rei Momo, Paulo Teixeira,  pela Rainha, Fabiana Ricardo Alves e pela Princesa, Ingrid Silvestre de Paula que serão acompanhados da Velha Guarda do Samba Rio-Pretense.

Normas do desfile

O desfile das Escolas de Samba obedecerá às normas contidas no regulamento, disponível no portal da Prefeitura (www.riopreto.sp.gov.br/carnaval2019). A ordem foi definida por sorteio, realizado na Secretaria Municipal de Cultura com as três escolas participantes. As escolas que não desfilarem ou descumprirem o regulamento sofrerão as penalidades previstas.

O Desfile

O tempo máximo será de 45 minutos e o mínimo de 30 minutos para o desfile de cada Escola de Samba. O tempo passa a ser contado com a autorização para o início do desfile, feito pelo representante da Comissão Organizadora. A coordenação do desfile é de competência da Secretaria Municipal de Cultura. A direção artística dos desfiles das Escolas compete a cada uma das agremiações, representadas por sua diretoria.

Os desfiles das agremiações devem trazer obrigatoriamente, bateria, com no mínimo 30 componentes; ala das baianas com, no mínimo, 15 pessoas, formada por mulheres e/ou transgêneros, vestidos rigorosamente iguais. A Comissão de Frente com, no mínimo, seis elementos; três carros alegóricos, incluindo-se neste número o abre-alas; mínimo de 150 componentes; duas alas temáticas, exceto a das baianas, com 30 componentes.

 

Comissão Julgadora

A Comissão Julgadora será composta por nove membros, contratados pela Secretaria Municipal de Cultura e indicados pela UESP (União das Escolas de Samba de SP), que julgarão os quesitos: Comissão de Frente; Ala das Baianas; Mestre-Sala e Porta-Bandeira; Bateria; Conjunto, Harmonia e Evolução; Samba-Enredo; Enredo e Alegorias, Adereços e Fantasias.

Cada julgador concederá a cada Escola de Samba notas de sete a 10. A apuração ocorrerá no Prédio da Chaminé, no Complexo Swift, no dia 4 de março, segunda-feira, às 15h.  É  de responsabilidade exclusiva da Secretaria Municipal de Cultura a adoção de todas as medidas indispensáveis à realização dos trabalhos.  Limitando-se a presença de cinco representantes de cada Escola de Samba. A apuração será feita por uma comissão integrada por membros da Secretaria Municipal de Cultura e acompanhada por representantes das agremiações envolvidas no desfile.

Será vencedora a Escola de Samba que tiver obtido as maiores notas nos seguintes quesitos, exatamente nesta ordem de precedência: Bateria; Samba-Enredo e Enredo; Conjunto, Harmonia e Evolução; Alegorias e Adereços; Fantasias; Comissão de Frente; Mestre-Sala e Porta-Bandeira; Ala das Baianas. As Escolas de Samba premiadas receberão o Troféu Celso Caran.

 

Trânsito e interdições

Haverá interdições para trânsito na alça de acesso do viaduto Luiz de Abreu Sodré  sentido Centro-Represa e também na alça de acesso que liga o final da avenida Philadelpho Gouveia Netto com o início da Avenida Duque de Caixas, também sentido único Centro-Represa , a partir do prédio da Biblioteca Municipal até o Teatro Paulo Moura no Complexo de Educação e Cultura Swift. Essa será a área que abrigará o sambódromo montado especialmente para o evento, bem como área de dispersão e concentração das escolas de samba.

Essa área entre o viaduto Luiz Abreu Sodré e o Complexo da Swift terá interdição total da avenida Duque de Caxias desde os acessos da avenida Alberto Andaló e Philadelpho Gouveia Netto, nos dias 01, 02 , 03 e 04. A interdição começará às 8h do dia 01 e será mantida até o dia 04 as 18h.

Na alça da avenida Duque de Caxias paralela ao viaduto que dá acesso à avenida Murchid Homsi, haverá interdição parcial (meia pista) da Avenida Duque de Caxias na altura do acesso ao Teatro Paulo Moura no dia 03.

Ônibus Carnaval

A Secretaria de Trânsito, Transporte e Segurança informa que as empresas integrantes do consórcio Riopretrans terão a seguinte forma de operação durante o Carnaval: na segunda-feira, dia 4, as linhas de ônibus  transitam de acordo com a tabela de horários idêntica à de sábado e na terça-feira, dia 5, os horários regulares são os mesmos de domingo. Na quarta-feira, dia 6, volta a ser utilizado o cronograma de horários normal de dias úteis.

 

 

Artigo anteriorCom mistura de ritmos, OBA Festival atrai foliões e aquece economia
Próximo artigoVisita traz a Pré-Carnaval da Agerip, DenteSpa, Di Sotti e Bella Capri
Sou jornalista com MBA em Gestão Empresarial pela FGV. No início da década de 80 atuei no Rádio e no jornal impresso. Como a curiosidade é a alma do bom jornalista, troquei Rio Preto pela mochila. Morei em Berlim, quando esta ainda era ladeado pelo muro, colhi uva nos campos franceses e vivi em Paris. Depois de viajar pela Europa fui morar em um Kibbutz onde conheci meu primeiro marido, um britânico. Na Inglaterra formei-me em catering pelo Southgate Technical College. De volta ao Brasil, fui ser agricultora orgânica e passei a assinar uma coluna sobre alimentação no Diário da Região. Em 99 nasceu a “Talk Club Assessoria”, uma das primeiras agências de assessoria de imprensa de Rio Preto. Durante uma década a empresa atendeu grandes clientes. Acompanhando o mercado a “Talk Club” se transformou em uma produtora de vídeo, e tem como sócio o cinegrafista e diretor de arte Luis Soares, meu atual marido. Em outubro 2007, criamos o primeiro programa de TV o “ Maturidade Feliz” Programa este que alcançou nível nacional, em 2010, na Rede Vida de Televisão. No final de novembro de 2010 surgiu o “ Malu Rodrigues Visita”, um programa de jornalismo social.