Sucessor do Bandido, touro Agressivo morre aos 17 anos de idade

0
439

Animal conquistou notoriedade por ficar oito anos invicto e ganhar os títulos mais importantes do rodeio

Considerado o astro das arenas do Brasil na era pós-touro Bandido e vencedor dos principais títulos do mundo do rodeio, o touro Agressivo morreu na manhã desta sexta-feira, dia 27, em Rio Preto, aos 17 anos de idade, no hospital veterinário da Unirp.

Com seu talento e treinamento para as montarias, Agressivo foi considerado o melhor touro de Barretos e da PBR Brasil em 2010, segundo melhor touro em 2011 e conquistou 13 fivelas de melhor touro. Durante toda sua trajetória nas arenas, apenas dois pões conseguiram permanecer oito segundos em cima dele.

Agressivo chegou à Companhia de Rodeio Paulo Emílio em 2008, aos seis anos de idade, e logo ganhou o status de “o mais temido das arenas”, ficando invicto em 34 montarias. “Ele tinha um estilo único de pular, com movimentos rápidos, altos e com muita rotação”, explica o tratador Paulo Mulato.

O comportamento na arena e o nome “Agressivo”, porém, não eram demonstrados no dia a dia. Por isso, Agressivo era considerado o Anderson Silva dos rodeios. Semelhante ao ex-lutador do UFC, o touro era calmo fora das competições, mas quando estava em ação, se transformava. “Na fazenda ele era muito manso”, relembra Paulo Emílio, dono do animal.

Estava aposentado das arenas há 3 anos.  Ele sofria de artrose na articulação e morreu por conta da idade avançada, segundo os veterinários.

“É uma grande perda. Todos sabem que trato meus touros como filhos, vibro com eles e proporciono todo bem-estar que eles merecem durante as competições e após a aposentadoria. É um dia triste para o mundo dos rodeios”, afirmou Paulo Emílio Marques.

Agressivo será enterrado na Fazenda Santa Martha, em Icém.