59º Festival do Folclore de Olímpia bate recorde de público

0
207
59º Festival do Folclore de Olímpia bate novo recorde de público com mais de 32 mil pessoas na abertura
59º Festival do Folclore de Olímpia bate novo recorde de público com mais de 32 mil pessoas na abertura

O Festival do Folclore da Estância Turística de Olímpia estreou neste fim de semana superando o público do ano passado e registrando o recorde de mais de 32 mil pessoas no Recinto do Folclore “Professor José Sant’anna” já no dia da abertura.

#image_title

Sob clima de grande entusiasmo e emoção, o primeiro dia do 59º Fefol atraiu milhares de famílias olimpienses e visitantes para prestigiar o tão esperado Espetáculo de Abertura, produzido pela secretaria municipal de Educação. Com mais de 550 pessoas envolvidas, sendo cerca de 300 crianças das escolas municipais, também integraram a apresentação a Escola Estadual Capitão Narciso Bertolino, Colégio Liceu, os grupos parafolclóricos, Frutos da Terra e GODAP, Companhia Arte N’Alma, Projeto Iniciação Teatral Olímpia, Grupo Geração Folclore, ONG Humanizar (Samba Lata do professor Gilson Brender), Banda Estação com arranjos de João Carlos Rocha (Rochinha), entre outros.

#image_title

Durante a apresentação, a arena se preencheu de muita alegria, cores, dança e uma viagem pela cultura brasileira, em especial pelo Sergipe, com ênfase nas manifestações folclóricas do Estado e do grupo homenageado desta edição, os Parafusos, de Lagarto. Com o tema, “Vem ver Sergipe! Tradição em movimento, nosso Brasil Cultural!”, o espetáculo uniu a rica diversidade cultural do Brasil, celebrando o reencontro de histórias e alegrias vividas no decorrer do Festival do Folclore de Olímpia, que preserva, há quase 60 anos, as manifestações de todo o país e as reúne em um só lugar: na Capital Nacional do Folclore. A apresentação de cerca de uma hora, composta por diversas cenas, arrancou aplausos e euforia do público que lotou a arquibancada do Recinto.

Na sequência, as autoridades subiram ao palco para receber, junto com os espectadores cerca de 20 grupos participantes da edição que já estão em Olímpia. Os visitantes foram recepcionadas pelo prefeito Fernando Cunha, o vice Dr. Fábio Martinez, a secretária de Turismo e Cultura, Priscila Foresti, também presidente da Comissão Organizadora do Festival, e a vice-presidente da Comissão, Professora Cidinha Manzoli, a secretária de Educação, Maria Cláudia Padilha e demais secretários municipais, vereadores, representantes da associação Olímpia Para Todos, membros da Comissão Executiva do 59º Fefol, além do secretário de Estado de Turismo e Viagens, Roberto de Lucena, representando o Governador Tarcísio de Freitas, e o secretário geral da Fundação Roberto Marinho, João Alegria, que estiveram no Recinto também para a entrega do Novo Museu do Folclore, inaugurado pouco antes da abertura oficial do FEFOL.

“Vocês, grupos, que vieram de tão longe, de tantos Estados, são as estrelas da nossa festa. Olímpia procura todos os anos manter essa bandeira da autêntica cultura popular brasileira viva e só vamos manter se vocês estiverem vivos, atuando em cada estado e, por isso, vocês são as grandes estrelas do nosso festival e a quem a gente agradece toda a contribuição. Ao lado disso temos também o nosso trabalho na Capital do Folclore, com a rede municipal e acredito que o show das nossas crianças é a razão maior do nosso festival fazer 59 anos porque nas nossas escolas a gente aprende a conhecer e valorizar o folclore e, por isso, ele se perpetuou em nossa cidade por tanto tempo. Como dizia nosso querido Professor Wadão, cabe o mundo inteiro no balaio brasileiro e, assim, declaro aberto o 59º FEFOL”, destacou o prefeito Fernando Cunha.

Com isso, foi dado início às apresentações no Palco Principal. O grupo que abriu o 59º FEFOL foi Parafusos, de Lagarto-SE, homenageado da edição de 2023. Em seguida, as apresentações ficaram por conta das Taieiras e Grupo de Pífanos, também de Lagarto, seguidos dos grupos folclóricos Congada Terno de Sainha Irmãos Paiva, de Santo Antônio da Alegria (SP), Moçambique Mamãe do Rosário, de Catalão (GO), Batalhão de Bacamarteiros, de Carmópolis (SE). O estreante Grupo EITA de Projeções Folclóricas, de João Pessoa (PB) também levantou o público, juntamente com a alegria do Papanguarte Balé Popular, de Bezerros (PE), da Associação Cultural Flor do Campo, de Cuiabá (MT), e dos gaúchos do Grupo Juvenil do Centro de Tradições Gaúcha Aldeia dos Anjos, de Gravataí (RS). Finalizando a noite, se apresentaram os nordestinos Grupo de Tradições Folclóricas Raízes Nordestinas, de Fortaleza (CE), e o estreante Reviver Alagoano, de Maceió (AL).

No domingo, dia 06, a programação começou pela manhã, com a Missa dos Violeiros, em Ação de Graças ao 59º FEFOL. À noite, às 20 horas, mais 11 grupos abrilhantaram o palco do festival com apresentações de norte a sul do Brasil. Segundo levantamento da Comissão Organizadora, cerca de 10 mil pessoas passaram pelo Recinto na segunda noite do evento. O público se espalhou para aproveitar todos os espaços da festa como a arena, Vila Brasil, o Pavilhão do Artesanato, a variada praça de alimentação e o parque de diversões.

Além do público presencial do Recinto, a programação também é transmitida ao vivo no Youtube e Facebook oficiais do FEFOL. No primeiro fim de semana, cerca de 25 mil visualizações foram computadas nos canais

O 59º FEFOL segue até o dia 13 de agosto, com diversas atividades gratuitas, no Recinto do Folclore Professor José Sant’anna. A programação completa (sujeita a alterações) está disponível no site https://bit.ly/Programacao_FEFOL2023.

O Festival do Folclore de Olímpia é uma realização da Prefeitura, por meio da secretaria de Turismo e Cultura, com apoio do projeto do Governo do Estado – ProAC, via Grupo Tereos, da Associação Olímpia para Todos e patrocínio de empresas olimpienses.

Mais informações:

 http://www.folcloreolimpia.com.br

http://www.facebook.com/folcloreolimpiaoficial

http://www.instagram.com/fefoloficial

Conheça o Canal Malu Visita no Youtube