Olímpia inaugura Novo Museu do Folclore

0
168
FEFOL - Abertura Museu
FEFOL - Abertura Museu

Olímpia inaugurou, no último sábado (05), o prédio do Novo Museu do Folclore. Em ato solene breve realizado pouco antes da abertura do 59º Festival do Folclore (FEFOL, autoridades, imprensa e convidados prestigiaram a entrega da nova estrutura que marca o fortalecimento do rico acervo sobre o folclore que a cidade tem, considerado um dos mais completos do mundo.

Anteriormente alocado em outros prédios históricos do município, o Museu do Folclore de Olímpia foi criado na década de 70, pelo idealizador do FEFOL, Professor José Sant’anna, construindo no decorrer do tempo, um acervo único de manifestações folclóricas e memórias reunidas em quase 60 anos de história do festival.

Agora, buscando ampliar sua visitação e transformar o equipamento em fonte de pesquisa e contemplação com o seu merecido valor, para despertar ainda mais o interesse do público, o novo projeto nasce com a ideia de que Olímpia celebre o folclore durante todo o ano, movimentando ainda o Recinto do Folclore, sede do novo museu.

A obra construção do novo espaço foi executada com recursos do DADETUR – Departamento de Apoio ao Desenvolvimento dos Municípios Turísticos, órgão vinculado à Secretaria de Turismo e Viagens do Estado de São Paulo, com investimento de mais de cerca de R$ 1,5 milhão. O projeto do Museu é da arquiteta olimpiense Germana Zanetti (Arquitetura Zanetti e Madi), com supervisão da execução com apoio da secretaria de Obras, Engenharia e Infraestrutura de Olímpia.

A nova estruturação contempla não só o ambiente físico, mas também o conteúdo do museu, que conta com a inédita e ilustre parceria do município com a renomada Fundação Roberto Marinho, que traz uma nova concepção, difundindo o conteúdo de forma inovadora, atraente e interativa. Firmada no ano passado, durante o 58º FEFOL, a parceria desde então tem contado com diversos pesquisadores envolvidos, que estudaram a fundo o festival e a importância de Olímpia para valorização e preservação da cultura brasileira, resultando em uma mostra do que será o futuro acervo completo do museu, que foi apresentada durante a inauguração do prédio.

Com curadoria de Regina Machado e Edilberto Fonseca e apoio da cenógrafa Renata Pittigliani, o conceito do Museu leva os visitantes a percorrerem 5 caminhos encantadores: das Festas, da Terra, da Palavras que o vento leva, da Fontes e o caminho de Olímpia, em uma imersão e viagem lúdica e cultural.

“ Através dos recursos vindos do Governo do Estado, nós temos mais este atrativo que é uma contribuição para o legado da cidade, que carrega essa marca de fomentar a cultura brasileira. Na nossa visão, o Folclore, como ele é cultuado aqui em Olímpia, é uma pedra preciosa em estado bruto e nós tivemos a felicidade de encontrar na Fundação Roberto Marinho, uma instituição e uma equipe que vai lapidar essa pedra preciosa. Esse museu será uma vitrine, será um ponto de encontro da autêntica cultura popular brasileira. É isso que nós sempre nos propusemos a fazer, uma parte expositiva, uma parte pedagógica que sempre esteve e está muito presente em Olímpia. Aqui ela demonstra uma aliança entre a Fundação Roberto Marinho e administração pública, sendo a primeira cidade no estado de SP a fazer uma exposição para o Brasil, desta pedra preciosa que é o nosso Folclore”, destacou o prefeito Fernando Cunha.

Ainda durante o uso da palavra, o secretário geral da Fundação Roberto Marinho, João Alegria, e o secretário de Turismo e Viagens do Estado de São Paulo, Roberto de Lucena, destacaram a importância e o potencial de Olímpia no cenário turístico e cultural do país. Também estiveram presentes na abertura, o deputado estadual Valdomiro Lopes, os secretários municipais Priscila Foresti (Turismo e Cultura) e Gilberto Tonelli (Obras), o presidente da Câmara, vereador Sargento Barrera, e demais vereadores e secretários municipais, os diretores regionais da TV TEM, Luiz Queiroz, e da Record, Adriano de Freitas, colaboradores do Festival do Folclore, sociedade civil e imprensa local e regional.

O Novo Museu do Folclore, que fica dentro do Recinto do Folclore, está disponível para visitação gratuita, todos os dias, das 14h às 22 horas, aberto a toda população.

Conheça o Canal Malu Visita no Youtube