A Vida em Israel, filmes israelenses premiados, em exibição no Sesi Rio Preto

0
159
A Vida em Israel, filmes israelenses premiados, em exibição no Sesi Rio Preto

 

O SESI  Rio Preto exibe, de hoje até o dia  21 de junho, os filmes da mostra A Vida em Israel.  Realizada em parceria com o Consulado Geral de Israel.

Na décima edição do Cine SESI-SP no Mundo, a viagem proposta é para o Oriente Médio.  Conduzida por oito filmes israelenses premiados, que mostram o cotidiano do único país de maioria judaica no mundo.

A reflexão sobre os costumes desse país, que parece tão distante cultural e geograficamente,  revela uma proximidade com o Brasil.

Com curadoria do SESI-SP, os filmes escolhidos datam da primeira década do século XXI. Neste período o cinema israelense ganhou maior relevância no mundo, conquistando prêmios em importantes festivais.

O filme mais premiado de Israel, A Banda, de 2007, do diretor Eran Korilin, somou mais de 70 indicações e 46 conquistas.  Entre elas o Prêmio da Juventude no Festival de Cannes.   Livre para todos os públicos, a comédia apresenta a convivência amistosa entre um conjunto musical egípcio e um povoado israelense, apesar da cicatriz entre os povos, consequente de suas rivalidades históricas e ainda latentes.

Estão presentes na mostra nomes como Eytan Fox e Eran Riklis, que ganharam destaque ao dirigirem produções que entraram no circuito comercial brasileiro. Como eles, os demais cineastas da mesma época, preferiram simplesmente tratar sobre o dia a dia, em vez de escancarar as questões políticas e religiosas de sua terra.

A Missão do Gerente de Recursos Humanos, de 2010, de Eran Riklis, traz a violência como pontapé inicial da história, tratada num contexto tragicômico, pela figura de um gerente de RH da maior panificadora de Jerusalém, que é obrigado a ter uma postura realmente mais humana, depois de ser criticado por suas reações insensíveis.

Outro aspecto da realidade local, o serviço militar obrigatório para homens e mulheres (praticamente todos os jovens israelenses são levados para linhas de defesa), é retratado no filme Delicada Relação, de 2002, do diretor Eytan Fox, tendo como verdadeiro foco o romance entre dois soldados.

Dias Congelados é mais um exemplo. O filme de 2005, dirigido por Danny Lerner, aborda um atentado a bomba, no contexto de uma jovem solitária de Tel Aviv, que após o encontro com uma das vítimas começa a questionar a própria realidade.

Sobre o cinema israelense

Israel é um dos poucos países desenvolvidos cuja fundação é posterior à disseminação da arte cinematográfica pelo mundo. Da década de 1950, suas primeiras produções são filmes heroicos e patrióticos, produzidos com incentivo do Estado. O primeiro filme israelense a ter sucesso internacional data de 1964, Sallah Shabati foi indicado ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro.

Os filmes de 1970 foram os primeiros a trazer questões políticas e históricas, com assuntos como o Holocausto. Em 1980, diretores e atores israelenses começam a aparecer e a língua nacional, hebraica, passa a ser utilizada.

Já nos anos de 1990, os filmes privilegiaram o humano, os tabus e temas da vida cotidiana, arraigados de valores e questões religiosas e sociais. Dispensando a figura maniqueísta de heróis e vilões, os filmes buscaram registrar as minorias e aqueles que estavam à margem e conquistaram maior interesse internacional.

Dessa forma, o cinema israelense passa a receber atenção dos coprodutores internacionais, maior investimento do governo e as TVs locais começaram a participar da produção cinematográfica.

Nos anos 2000, o que mudou foi a forma do audiovisual abarcar os conflitos que permeiam a vida cotidiana. Os filmes mantiveram a característica de retratar a realidade do país, mas de maneira não panfletária, sem assumir lados e opiniões e sem fugir dos temas polêmicos, mas deixando-os nas entrelinhas, para conclusão e reflexão do público.

O resultado do trabalho autoral dos anos 1990 e o desenvolvimento técnico que conferiram melhor qualidade à produção cinematográfica israelense nos anos 2000 é o que chega ao público da mostra: produções premiadas internacionalmente, com diversidade de temas e maturidade artística.

P

Programação SESI São José do Rio Preto

Cine SESI-SP no Mundo: A Vida em Israel

A Banda 03 de maio, quarta, às 16h30
As Aparências Enganam 11 de maio, quinta, às 10h
A Enchente 17 de maio, quarta, às 10h
Aviva, Meu Amor 24 de maio, quarta, às 16h30
Dias Congelados 31 de maio, quarta, às 19h30
As Medusas 07 de junho, quarta, às 19h30
A Missão do Gerente de Recursos Humanos 14 de junho, quarta, às 10h
Delicada Relação 21 de junho, quarta, 16h30

 

Sinopses

A Banda | Bikur Ha-Tizmoret

Israel/EUA/França, 2007, exibição digital, colorido, legendado em português

Classificação indicativa: Livre para todos os públicos

Gênero: Comédia

Duração: 87 min.

A Banda Cerimonial da Polícia de Alexandria, chefiada pelo exigente e recatado Tawfiq, viaja do Egito para Israel, para tocar na inauguração de um centro cultural árabe. Após um mal entendido no aeroporto, tomam o ônibus errado e se veem obrigados a passar a noite, sem dinheiro, numa comunidade isolada. Dina, falante e desinibida, é a dona do restaurante local e lidera a iniciativa de abrigar os visitantes inesperados – e é aí que o choque entre as culturas começa.

Vencedor do Prêmio da Juventude no Festival de Cannes

Ficha-técnica: Direção: Eran Kolirin | Elenco: Sasson Gabai, Ronit Elkabetz, Saleh Bakri

 

As Aparências Enganam | Lemarit Ain

Israel, 2006, exibição digital, colorido, legendado em português

Classificação indicativa: 14 anos

Gênero: Suspense

Duração: 86 min.

Yara é uma jovem cega que deixou a família em Israel para perseguir carreira científica em uma conceituada universidade americana. Quando fica sabendo que sua prima Talia se matou, corre de volta para casa – as duas eram grandes amigas. Porém, ao hospedar-se com seus tios para o Shivá – o período de sete dias de luto – Yara começa a desvendar segredos de sua prima, embarcando numa investigação sobre as reais razões de seu suicídio. Mentiras e segredos revelados abalam a família.

Vencedor do prêmio de melhor filme no Festival de Cinema Asiático de Vesoul

Ficha-técnica: Direção: Daniel Syrkin | Elenco: Tali Sharon, Assi Dayan, Sandra Sade

 

A Enchente | Mabul

Israel, 2010, exibição digital, colorido, legendado em português

Classificação indicativa: 12 anos

Gênero: Drama

Duração: 100 min.

O Bar Mitzvah (cerimônia que marca a maturidade religiosa no judaísmo, que inicia a passagem de um garoto à vida adulta, aos 13 anos) de Yoni está chegando, mas seus pais mal se falam e não parecem ser capazes de dar a atenção que esse evento pede. Na escola, os outros alunos – todos muito maiores e com vozes mais graves que ele – o tratam na base de ameaças e intimidação. O desafio maior vem quando a instituição onde seu irmão mais velho está internado para tratar de um autismo debilitante fecha as portas e o manda de volta para casa. É nessa situação limite que Yoni deverá provar sua determinação.

Vencedor do Urso de Cristal do Festival de Berlim

Ficha-técnica: Direção: Guy Nattiv | Elenco: Yoav Rotman, Michael Moshonov, Ronit Elkabetz

 

Aviva, Meu Amor |Aviva Ahuvati

Israel, 2006, exibição digital, colorido, legendado em português

Classificação indicativa: Livre para todos os públicos

Gênero: Comédia

Duração: 107 min.

Outras pessoas poderiam entrar em desespero se, como Aviva, tivessem que lidar com três filhos apáticos, um marido desempregado, uma irmã cheia de ambições irrealizáveis e uma mãe que perde a sanidade a cada dia. Ela faz diferente – resolve transformar seus conflitos em histórias onde a personagem tem que costurar belos vestidos enquanto sua cabeça se transforma em uma melancia. Um famoso escritor ajuda Aviva a reescrever seus contos em busca de chances de publicar, mas as estratégias de seu tutor começam a fazê-la questionar cada vez mais seus próprios sonhos.

Prêmio de melhor atriz no Festival de Jerusalém para Assi Levy

Ficha-técnica: Direção: Shemi Zarhin | Elenco: Assi Levy, Rotem Abuhab, Levana Finkelstein

 

Dias Congelados | Yamim Kfuim

Israel, 2005, exibição digital, em preto e branco e colorido, legendado em português

Classificação indicativa: 12 anos

Gênero: Suspense

Duração: 90 min.

Uma jovem solitária se esgueira pelas noites e clubes de Tel Aviv, nunca revelando seu próprio nome. Após sobreviver a um atentado a bomba, ela ocupa o apartamento de outra vítima, que está hospitalizada em coma, e passa a viver a vida desta pessoa. Aos poucos, sua percepção da realidade começa a desabar: quem está naquela cama de hospital e quem é ela mesma de verdade?

Vencedor do prêmio de melhor filme israelense no Festival de Haifa

Ficha-técnica: Direção: Danny Lerner | Elenco: Anat Klausner, Sandra Sade, Uli Sternberg

 

As Medusas | Meduzot

Israel/França, 2007, exibição digital, colorido, legendado em português

Classificação indicativa: 12 anos

Gênero: Drama

Duração: 78 min.

O filme acompanha três mulheres em Tel Aviv, cujas histórias se cruzam de forma a compor um retrato inusitado da vida moderna em Israel. Batya, uma garçonete em festas de casamentos, se depara com uma criança muda que aparentemente surge do mar. Keren quebra a perna saindo do banheiro, trancado por acidente, em seu próprio casamento, arruinando a lua de mel dos seus sonhos. Joy, uma doméstica filipina, precisa se comunicar com seus empregadores mesmo sem falar a língua local. Imagens poéticas desenham as conexões entre as vidas dessas mulheres, que encontram consolo no mar.

Vencedor do prêmio Camera d’Or no Festival de Cannes

Ficha-técnica: Direção: Shira Geffen e Etgar Keret | Elenco: Sarah Adler, Nikol Leidman, Gera Sandler

 

A Missão do Gerente de Recursos Humanos | Shlichuto Shel Hamemune Al Mashabei Enosh

Israel/Alemanha/França/Romênia, 2010 exibição digital, colorido, legendado em português

Classificação indicativa: 12 anos

Gênero: Comédia

Duração: 103 min.

O gerente de RH da maior empresa panificadora de Jerusalém está com problemas. Ele se separou da mulher, não vê a filha e está preso a um trabalho que odeia. Quando uma de suas funcionárias morre num atentado terrorista, ele é chamado de insensível e desumano. O gerente então embarca numa missão para honrar uma mulher que nem conhecia, mas que começa a cativá-lo. Na jornada, acaba encontrando sua própria sensibilidade e descobrindo a habilidade de realmente se importar com os recursos humanos.

Vencedor do prêmio do público no Festival Internacional de Locarno

Ficha-técnica: Direção: Eran Riklis | Elenco: Mark Ivanir, Guri Alfi, Noah Silver, Rosina Kambus

 

Delicada Relação | Yossi & Jagger

Israel, 2002, exibição digital, colorido, legendado em português

Classificação indicativa: 14 anos

Gênero: Drama

Duração: 65 min.

Yossi é o comandante em um posto avançado do exército israelense. Ele e o seu subordinado, Lior – a quem os soldados apelidam de Jagger – estão apaixonados. No entanto, a ambição de Yossi em seguir a carreira militar impede que vivam seu romance abertamente. O que Jagger precisará fazer para que Yossi se declare para ele?

Prêmio de melhor ator no Festival de Tribeca para Ohad Knoller

Ficha-técnica: Direção: Eytan Fox | Elenco: Ohad Knoller, Yehuda Levi, Assi Cohen

 

Cine SESI-SP no Mundo

Criado em 2013, o Cine SESI-SP no Mundo tem como objetivo a formação de plateia para cinematografia de diversos países. O projeto, realizado em parcerias com embaixadas, consulados e organizações culturais internacionais, democratiza o acesso à produção audiovisual de reconhecimento da crítica, nem sempre presente nos circuitos comerciais.

Os dramas, comédias, documentários, entre outros gêneros, integram as mostras, que têm a diversidade curatorial como destaque. A seleção dos filmes vai desde os títulos clássicos até os contemporâneos e contemplam diferentes públicos.

Com a crença de que a arte e a cultura são agentes de transformação e desenvolvimento social, a pluralidade cultural apresentada pelo Cine SESI-SP no Mundo estimula a reflexão sobre a realidade e o mundo em que vivemos, a cada nova edição em que um país é retratado.

 

SERVIÇO

Mostra Cine SESI-SP no Mundo: A Vida em Israel

Local: Teatro do SESI São José do Rio Preto – Av. Duque de Caxias, 4656, Vila Elvira

 

Data e horário: 03 de maio a 21 de junho

Capacidade: 376 lugares 08 para cadeirantes

Informações: (17) 3224-6611

Site: riopreto.sesisp.org.br

Entrada gratuita – Reservas antecipadas pelo Meu SESI (www.sesisp.org.br/meu-sesi).

 

 

 

Artigo anteriorVice-campeão nacional, Vila Aurora participa pela sexta vez do Comida di Buteco
Próximo artigoMercado de Peixe volta a Rio Preto com seu caipira pop
Sou jornalista com MBA em Gestão Empresarial pela FGV. No início da década de 80 atuei no Rádio e no jornal impresso. Como a curiosidade é a alma do bom jornalista, troquei Rio Preto pela mochila. Morei em Berlim, quando esta ainda era ladeado pelo muro, colhi uva nos campos franceses e vivi em Paris. Depois de viajar pela Europa fui morar em um Kibbutz onde conheci meu primeiro marido, um britânico. Na Inglaterra formei-me em catering pelo Southgate Technical College. De volta ao Brasil, fui ser agricultora orgânica e passei a assinar uma coluna sobre alimentação no Diário da Região. Em 99 nasceu a “Talk Club Assessoria”, uma das primeiras agências de assessoria de imprensa de Rio Preto. Durante uma década a empresa atendeu grandes clientes. Acompanhando o mercado a “Talk Club” se transformou em uma produtora de vídeo, e tem como sócio o cinegrafista e diretor de arte Luis Soares, meu atual marido. Em outubro 2007, criamos o primeiro programa de TV o “ Maturidade Feliz” Programa este que alcançou nível nacional, em 2010, na Rede Vida de Televisão. No final de novembro de 2010 surgiu o “ Malu Rodrigues Visita”, um programa de jornalismo social.