Campanha estrelada por George Clooney reforça compromisso mundial da Nespresso com o meio ambiente

0
37

O profundo cuidado humano e com o meio ambiente por trás de cada xícara de café. Com essa proposta a Nespresso, que completa 15 anos de Brasil, apresenta a campanha “Com Todo O Cuidado”. Estrelada por George Clooney, embaixador de longa data da marca e membro do Conselho Consultivo de Sustentabilidade da Nespresso , a campanha global foi ao ar em 17 de maio. Conta com a participação de vários integrantes da cadeia produtiva da Nespresso, além da participação de apoiadores da causa sustentável.

A ativista sudanesa-americana Emi Mahmoud, o chef francês Jean Imbert, o fundador do PUR Projet Tristan Lecomte e o ator de cinema e televisão Mark Chao são alguns dos convidados, dentre outros grandes nomes mundiais engajados nas causas social e ambiental para reforçar o compromisso da empresa com a sustentabilidade e importância de continuar preservando o meio ambiente.

Com 30 segundos de duração, o filme principal da nova campanha é dirigido por Grant Heslov e idealizado pela agência McCann Worldgroup, Nova York. Será veiculado nos principais canais da TV aberta e fechada no Brasil. A veiculação inicia na segunda quinzena de junho. E, estará também nas plataformas digitais e nas redes sociais, bem como nas Boutiques Nespresso e no site da empresa. “O cuidado é algo fundamental para a Nespresso”, afirma Marcos Djinishian, Head de Marketing da Nespresso no Brasil.

“O nosso compromisso é fazer com que cada xícara de café Nespresso tenha impacto positivo para a sociedade e para o meio ambiente. investimos em iniciativas para redução da emissão de carbono com o plantio de árvores dentro e ao redor das fazendas que fornecem café para a Nespresso. Seremos neutros em carbono até 2022. e, reduziremos em 50% as emissões até 2030. Além disso, a companhia trabalha no Brasil com 100% dos cafés adquiridos de maneira sustentável”, completa o executivo.

A nova campanha da Nespresso, “Com Todo O Cuidado”, que dá início também às celebrações mês do meio ambiente, utiliza o embaixador da marca George Clooney para dar vida aos valores fundamentais da marca, ao mostrar que a produção de café de alta qualidade sustentável pode ser uma arte, um catalisador para uma mudança positiva se o cuidado estiver em cada detalhe.

As iniciativas estão incorporadas em toda a cadeia de valor da empresa, desde o Programa Nespresso AAA de Qualidade Sustentável™ – projetado para garantir que somente os grãos da melhor qualidade sejam selecionados enquanto melhora a subsistência dos agricultores e protege o meio ambiente – até seu compromisso de reviver cafés e comunidades ameaçadas de extinção com o programa Reviving Origins.

Esse mesmo sentido profundo de cuidado está por trás do compromisso da empresa em neutralizar a pegada de carbono de todas as xícaras de café Nespresso até 2022 para contribuir no combate às mudanças climáticas.

Participação brasileira na cadeia produtiva sustentável

Para mostrar o que está por trás de cada xícara de café Nespresso, aliado ao profundo cuidado humano e com a sustentabilidade na cadeia produtiva, como embaixadores locais, foram convidados importantes personagens da cadeia produtiva brasileira que exemplificam a dedicação da empresa com a sustentabilidade.

“A Nespresso tem um profundo cuidado com a cadeia produtiva de ponta a ponta. e, valorizamos muito a ajuda de nossos parceiros e de pessoas que acreditam na nossa missão e nossos compromissos com a sociedade e o meio ambiente” diz Cecilia Seravalli, Gerente de Sustentabilidade da Nespresso no Brasil.

Gilvania Bedin, Engenheira Agrônoma do Programa Nespresso AAA é peça chave da história da marca no Brasil. Com 15 anos de atuação no campo, ingressou na Nespresso há 11 anos e lidera a frente da agricultura regenerativa, orientando as fazendas parcerias no cuidado do campo e compromisso sustentável das lavouras.

“Minha paixão por café começou quando eu era criança, percebi que a bebida trazia momentos de união com minha família. Hoje, vejo de perto o quanto o meu trabalho e o cuidado da Nespresso no campo refletem na qualidade do café e o quanto isso é importante na vida dos consumidores”

Além do cuidado com o campo, a Nespresso se preocupa com o pós-consumo. Telines Basílio, mais conhecido como Carioca, é um dos parceiros da Nespresso na frente de coleta e reciclagem de cápsulas. Presidente da Coopercaps há 13 anos, atua no gerenciamento de resíduos dentro do cenário de cooperativas de reciclagem e proporciona a mais de 350 famílias a oportunidade de ingressar ao mercado de trabalho, por meio do Cooperativismo, promovendo capacitação profissional e desenvolvimento socioambiental.

“As cápsulas de café estão presentes em boa parte da vida dos brasileiros e poucos sabem a importância de sua segregação e destinação ambientalmente adequada nos dias atuais. Podemos apoiar a reinserção da matéria prima na cadeia produtiva da cápsula e colaborar com as empresas nos preceitos de sustentabilidade, e dentro disso, as cooperativas de reciclagem e os agentes ambientais autônomos são fundamentais para ajudar a cumprir esse papel e a legislação que nos rege hoje”, completa Carioca.

A Morada da Floresta encerra esse ciclo como parceira da Nespresso no Projeto Hortas, que dá segunda vida aos resíduos e é responsável por organizar todos os elos do processo, a logística da borra de café, orientação de uso e consultoria para os agricultores, “O projeto é extremamente importante, reforça a viabilidade da economia circular em diversas escalas! Além de devolver matéria orgânica para o solo e ofertar um insumo para adubação orgânica, estamos ajudando na redução de custos dos produtores. O projeto exemplifica a importância de parcerias para efetivação da economia circular, juntando seus diversos elos.”, diz Victor Argentino, consultor técnico da Morada da Floresta.

Acesse o canal da Nespresso no YouTube para assistir ao filme de lançamento e ao conteúdo da campanha subsequente, apresentando histórias de produtores de café em suas próprias palavras. As pessoas também estão convidadas a aderir ao movimento, compartilhando online o que significa cuidado para elas com a hashtag #ComTodooCuidado.

Compromisso da Nespresso com a sustentabilidade

A sustentabilidade está no centro de tudo o que a Nespresso faz. A empresa está comprometida em fazer uma diferença positiva para as pessoas e para o planeta, ao mesmo tempo que leva alguns dos cafés de mais alta qualidade aos consumidores.

Alumínio

Todas as cápsulas de café Nespresso são feitas de alumínio, um material infinitamente reciclável, que protege cuidadosamente o frescor, a qualidade e o sabor dos cafés por mais tempo. A expectativa é que, em menos de 2 anos, todas as cápsulas de a linha Original serão feitas de 80% de alumínio reciclado e da linha Vertuo, 85%.

Reciclagem

No Brasil, a Nespresso iniciou a reciclagem em 2011 e investe mais de R$ 5 milhões de reais por ano em ações ligadas à reciclagem. Hoje 100% dos consumidores tem acesso a uma alternativa para coleta cápsulas usadas, sem custo e em qualquer lugar do Brasil.

A solução de logística reversa Entrega Verde, que está presente em São Paulo e Rio de Janeiro, e recentemente chegou a Porto Alegre e Recife, promove a coleta de cápsulas usadas no ato da entrega de novas cápsulas, sem que o cliente precise ir até um ponto de coleta.

A Nespresso conta com mais de 200 pontos de coleta de cápsulas espalhados pelo Brasil e no primeiro trimestre deste ano, a marca se uniu aos Correios para disponibilizar uma base para recebimento de cápsulas de café usadas em agências. O projeto-piloto começou em 4 cidades e tem o potencial de atingir mais de 3500 agências por todo país.

Por fim, o consumidor que não tem acesso a um ponto de coleta pode enviar suas cápsulas pelos Correios, sem custo, solicitando uma Autorização de Postagem por meio do site https://www.nespresso.com/reciclagem

Cooperativas e Centro de Reciclagem

A Nespresso tem parceria com 80 cooperativas de reciclagem em 14 cidades, que trabalham com coleta seletiva para a triagem de cápsulas em diversas regiões, um trabalho importante pelo impacto ambiental e social gerado. A Nespresso adquire essas cápsulas e as leva até o Centro de Reciclagem, gerando renda a esses trabalhadores.

As cápsulas usadas são destinadas ao Centro de Reciclagem da Nespresso, que existe desde 2011 e fica em Osasco, região metropolitana de São Paulo, para separação do pó de café do alumínio sem a utilização de água.

O pó de café é destinado ao projeto Nespresso Hortas, que oferece o resíduo orgânico como alternativa de adubo para cultivo de alimentos orgânicos, de forma regenerativa, pela Cooperapas – Cooperativa Agroecológica de Produtores Rurais e de Água Limpa da Região Sul de São Paulo, localizada em Parelheiros.

Já o alumínio, destinado à indústria química, volta para o seu ciclo de vida em formas variadas, como bicicletas, canetas e até peças de esquadria. O alumínio reciclado requer 95% menos energia para produzir do que o alumínio virgem, além de colaborar com uma redução significativa na pegada de carbono.

Programa AAA de Qualidade Sustentável™

Hoje, 100% das fazendas fornecedoras para Nespresso no Brasil fazem parte do Programa Nespresso AAA de Qualidade Sustentável™, desenvolvido em 2003 em parceria com a Rainforest Alliance e o Imaflora, para fornecer aos produtores conhecimentos e técnicas que os apoiem na produção de um café de alta qualidade, utilizando práticas sustentáveis e também contribuindo para sua qualidade de vida. Atualmente, mais de 110 mil fazendas parceiras em 17 países participam e são auxiliados por mais de 450 agrônomos, que os ajudam a cultivar o café de forma ambiental, social e economicamente sustentável.

Agricultura Regenerativa

Com o objetivo de restaurar 277 hectares da floresta de Mata Atlântica, a Nespresso se uniu com a Fundação SOS Mata Atlântica em uma parceria que pretende revitalizar a região da bacia do Rio Pardo, em São Paulo. A Nespresso já investiu US$ 170 mil na iniciativa, que resultou no plantio de 70 mil árvores de mais de 60 espécies nativas, em 30 hectares. Com isso, exemplares de ipê, jatobá, palmito-juçara, quaresmeira, dentre outras dezenas de espécies típicas da Mata Atlântica vão crescer na região. A ação criará corredores ecológicos, recuperando a mata na margem de rios e nascentes. Fazendas de café com espécies nativas também farão parte da restauração. A previsão é chegar a quase 700 mil árvores plantadas, além do cuidado, restauração e proteção de 154 nascentes.

As fazendas de café que a empresa trabalha, por conta da política de produção sustentável da Nespresso, estão bem em termos de preservação florestal, mas os vizinhos, muitas vezes não estão. Para que o sistema seja completamente sustentável é importante ver e cuidar do entorno. Dessa forma, surgiu a parceria. Ainda em relação ao entorno dessas regiões, algumas fazendas por terem outro tipo de atividade, como criação de gado, produção de oliveiras ou macadâmias, embora não trabalhem diretamente com a Nespresso também são contempladas com a iniciativa. A reconstrução florestal proposta vai ajudar a todos em termos de biodiversidade e disponibilidade de água.

Acesse o canal Malu Visita no Youtube:

Artigo anteriorVacinação contra Covid inclui pessoas com comorbidades e deficiência de 45 a 49 anos
Próximo artigoEco Resort Foz do Marinheiro realiza Festa Junina no próximo mês
Sou jornalista com MBA em Gestão Empresarial pela FGV. No início da década de 80 atuei no Rádio e no jornal impresso. Como a curiosidade é a alma do bom jornalista, troquei Rio Preto pela mochila. Morei em Berlim, quando esta ainda era ladeado pelo muro, colhi uva nos campos franceses e vivi em Paris. Depois de viajar pela Europa fui morar em um Kibbutz onde conheci meu primeiro marido, um britânico. Na Inglaterra formei-me em catering pelo Southgate Technical College. De volta ao Brasil, fui ser agricultora orgânica e passei a assinar uma coluna sobre alimentação no Diário da Região. Em 99 nasceu a “Talk Club Assessoria”, uma das primeiras agências de assessoria de imprensa de Rio Preto. Durante uma década a empresa atendeu grandes clientes. Acompanhando o mercado a “Talk Club” se transformou em uma produtora de vídeo, e tem como sócio o cinegrafista e diretor de arte Luis Soares, meu atual marido. Em outubro 2007, criamos o primeiro programa de TV o “ Maturidade Feliz” Programa este que alcançou nível nacional, em 2010, na Rede Vida de Televisão. No final de novembro de 2010 surgiu o “ Malu Rodrigues Visita”, um programa de jornalismo social.