Aplicativo de transporte para mulheres, crianças e idosos chega a Rio Preto

0
234
Compartilhe

O maior aplicativo de mobilidade feminina do mundo, Lady Driver, passa a operar em São José do Rio Preto. A partir do dia 18 de janeiro às 12h, após lançamento na Dodge American Bar, o sinal do app estará ativo e as motoristas vão poder atender às solicitações de mulheres, crianças e idosos moradores da maior cidade do noroeste paulista. 

Um dos grandes diferenciais do Lady Driver é ter somente mulheres dirigindo para mulheres, o que proporciona mais tranquilidade e segurança nas viagens, tanto para passageiras como para motoristas. O aplicativo é o único liberado pelo Estado e pelo município a poder transportar crianças acima de 8 anos desacompanhadas, desde autorizadas pelos pais. 

Além da segurança e conforto, o Lady Driver possibilita uma oportunidade de independência financeira para muitas mulheres no mercado de trabalho. Uma pesquisa do IBGE, divulgada no final de novembro de 2021, aponta um índice de 15,9% de desemprego entre as brasileiras, ante a um percentual de 10,1% entre os homens.

Os aplicativos de viagem têm sido uma alternativa de ocupação e renda para milhares de pessoas.

“Com o app as motoristas têm sua fonte de renda, independência financeira e ajudam a reduzir os índices de violência contra a mulher”, afirma Daniele Marconi, licenciada Lady Driver em São José do Rio Preto.

São mais de 65 mil condutoras cadastradas pelo Lady Driver no Brasil e em Rio Preto já são quase 3 mil downloads, e isso antes do sinal estar aberto.

Outro grande diferencial da Lady Driver é o agendamento de corridas, o que facilita mais a vida das motoristas e das clientes – o aplicativo só aceita passageiras; homens apenas se forem acompanhantes. O valor é calculado a partir do aceite da corrida, dessa forma as motoristas não perdem nem tempo nem dinheiro no trajeto para buscar as passageiras. Também é possível salvar o contato da motorista, para fazer as viagens sempre com a mesma condutora. 

Nesse primeiro momento, as usuárias poderão contar com os serviços de transporte nas áreas central, leste e sul de São José do Rio Preto, distribuídos por 180 motoristas cadastradas no aplicativo. 

Com o intuito de prezar pela segurança das mulheres, o app é rigoroso quanto ao cadastramento de passageiras. A Lady Driver tem um sistema para verificar a veracidade do CPF informado, caso não seja real, ela não consegue realizar o cadastro na plataforma. 

Sobre o Lady Driver 

O aplicativo também opera em outras cidades brasileiras, como São Paulo (SP), Manaus (AM), Fortaleza (CE), Santo André (SP) e Joinville (SC). Além dos municípios que já contam com os serviços da plataforma atualmente, outras dezenas serão acrescentados em 2022.  

Disponível para os sistemas Android e iOS, a Lady Driver iniciou suas operações no Brasil em 2017 e, hoje, conta com milhares de condutoras e passageiras que já baixaram o app em todo o país. 

Para fazer o download do aplicativo basta acessar a play store ou apple store, ou ainda ser direcionada pelo site www.ladydriver.com.br


Compartilhe
Artigo anteriorImunização de crianças contra covid-19 em Rio Preto começa nesta segunda-feira
Próximo artigoCrianças de 5 a 11 anos já estão se vacinando contra Covid em Rio Preto
Sou jornalista com MBA em Gestão Empresarial pela FGV. No início da década de 80 atuei no Rádio e no jornal impresso. Como a curiosidade é a alma do bom jornalista, troquei Rio Preto pela mochila. Morei em Berlim, quando esta ainda era ladeado pelo muro, colhi uva nos campos franceses e vivi em Paris. Depois de viajar pela Europa fui morar em um Kibbutz onde conheci meu primeiro marido, um britânico. Na Inglaterra formei-me em catering pelo Southgate Technical College. De volta ao Brasil, fui ser agricultora orgânica e passei a assinar uma coluna sobre alimentação no Diário da Região. Em 99 nasceu a “Talk Club Assessoria”, uma das primeiras agências de assessoria de imprensa de Rio Preto. Durante uma década a empresa atendeu grandes clientes. Acompanhando o mercado a “Talk Club” se transformou em uma produtora de vídeo, e tem como sócio o cinegrafista e diretor de arte Luis Soares, meu atual marido. Em outubro 2007, criamos o primeiro programa de TV o “ Maturidade Feliz” Programa este que alcançou nível nacional, em 2010, na Rede Vida de Televisão. No final de novembro de 2010 surgiu o “ Malu Rodrigues Visita”, um programa de jornalismo social.