Montelena by Tarraf recebe Selo Casa Azul da Caixa Econômica Federal

0
38

O Montelena by Tarraf, empreendimento residencial de alto padrão da TARRAF, acaba de receber o Selo Casa Azul da Caixa Econômica Federal,  na categoria Prata.

Para Olavo Tarraf Filho, vice-presidente da TARRAF, a certificação da Caixa reafirma o compromisso da empresa com a sustentabilidade e a qualidade de vida .

O Selo Casa Azul da Caixa é uma classificação socioambiental que reconhece soluções sustentáveis de empreendimentos. Reconhece, também,  a  eficiência energética e o conforto ambiental, a gestão eficiente da água, o desenvolvimento social e  a inovação.

“O Montelena é um projeto do seu tempo. e,  essa certificação valoriza ainda mais o empreendimento.   o selo mostra que o projeto está em sintonia com as preocupações do mundo atual e real. Está em sintonia com a sustentabilidade, com o respeito ao meio ambiente e com o desenvolvimento urbano planejado da cidade”, diz Tarraf Filho.

 

Obras aceleradas

Localizado em uma das regiões mais nobres de Rio Preto, o Montelena, residencial de luxo da TARRAF, está  mudando o cenário no entorno do Iguatemi, zona sul da cidade. Mudança já bastante visível graças à velocidade da construção.

As obras começaram em outubro do ano passado e estão aceleradas. A entrega das duas torres, batizadas de Áurea e Rubra, está programada para o final de 2021.

Único em conceito, projeto, tamanho e estilo, e inspirado no que há de mais atual em design e arquitetura no mundo, o Montelena representa um marco na história de mais de 60 anos da TARRAF.

A torre Áurea, onde se encontram os apartamentos maiores, de 343 m², quatro suítes e cinco vagas de garagem, por exemplo, está há meses com todas as unidades vendidas. Já na Rubra, onde estão mais 22 apartamentos de 256 m², restam apenas nove.

A partir deste mês, a TARRAF inicia uma campanha com condições especiais para venda das últimas unidades.

 

“Rio Preto  merece um empreendimento como o Montelena, que reúne o que há de melhor no mundo contemporâneo em termos de tendência no segmento de alto padrão. e que, certamente, será referência para o mercado imobiliário”, diz Olavo Tarraf, presidente da TARRAF.

Com 17 mil m² de área construída em um terreno de 3.150 m² ao lado do Iguatemi, o Montelena terá 12 andares e 33 apartamentos distribuídos entre suas duas torres (sendo o 1º andar de área comum aos moradores). O valor geral de vendas (VGV) é de R$ 64,5 milhões.

Inspiração e conceito

O projeto arquitetônico do Montelena é resultado de um estudo do que existe de mais atual em design. Empreendimentos residenciais de referência em sofisticação, como Fendi Chateaux e o Regalia, ambos em Miami .

O nome do empreendimento, Montelena, faz conexão com o Chateaux Montelena, vinícola no Vale de Napa, na Califórnia. Em 1976, com seu rótulo de Chardonnay, ficou em primeiro lugar em um teste às cegas em Paris. Este fato  chocou e abriu os olhos do Velho Mundo para a qualidade dos vinhos produzidos fora da Europa. A história virou até filme, “O Julgamento de Paris” (2008), de Randal Miller.

“E assim como o vinho o nosso Montelena chega para fazer o mesmo. surpreender o mercado, subir a régua, marcar o momento da virada no nível de edifícios de alto padrão em Rio Preto”, diz Olavo Tarraf .

O projeto de arquitetura do Montelena é assinado pelo escritório Königsberger Vannucchi, de São Paulo. É reconhecido por projetos emblemáticos como Brascan Century Plaza e Sesc Paulista, ambos na capital. Já o projeto paisagístico e o design de interiores trazem respectivamente as assinaturas de Luciano Fiaschi e Solange Cálio.

 

 

Artigo anteriorComo fazer moqueca baiana com tilápia
Próximo artigoRio Preto confirma mais 694 casos confirmados e dez mortes
Sou jornalista com MBA em Gestão Empresarial pela FGV. No início da década de 80 atuei no Rádio e no jornal impresso. Como a curiosidade é a alma do bom jornalista, troquei Rio Preto pela mochila. Morei em Berlim, quando esta ainda era ladeado pelo muro, colhi uva nos campos franceses e vivi em Paris. Depois de viajar pela Europa fui morar em um Kibbutz onde conheci meu primeiro marido, um britânico. Na Inglaterra formei-me em catering pelo Southgate Technical College. De volta ao Brasil, fui ser agricultora orgânica e passei a assinar uma coluna sobre alimentação no Diário da Região. Em 99 nasceu a “Talk Club Assessoria”, uma das primeiras agências de assessoria de imprensa de Rio Preto. Durante uma década a empresa atendeu grandes clientes. Acompanhando o mercado a “Talk Club” se transformou em uma produtora de vídeo, e tem como sócio o cinegrafista e diretor de arte Luis Soares, meu atual marido. Em outubro 2007, criamos o primeiro programa de TV o “ Maturidade Feliz” Programa este que alcançou nível nacional, em 2010, na Rede Vida de Televisão. No final de novembro de 2010 surgiu o “ Malu Rodrigues Visita”, um programa de jornalismo social.