Homem de 56 anos morre e deixa Rio Preto com duas mortes em 24 horas

0
952
Saúde
Compartilhe

Os dados foram divulgados pelo Secretário da Saúde,  Aldenis Borim,  em entrevista coletiva ao vivo nesta manhã, 17/04.   A última morte foi registrada na  noite desta quinta-feira, dia 16/04.

A vítima é um homem de 56 anos, que apresentou os primeiros sintomas no dia 28/3 e foi internado no dia 5/4.

Na quinta-feira (16), havia sido registrada a morte de uma mulher de 69 anos, com comorbidades. Saiba mais aqui.

 

 

Agora são 66 pessoas contaminadas e 227 com Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG)

A Secretaria de Saúde de Rio Preto atualizou os casos de coronavírus (COVID-19) em Rio Preto durante nova transmissão ao vivo pela página da Prefeitura no Facebook. A cidade tem agora 66 pessoas contaminadas pela doença, um aumento de 2 casos em 24 horas. Foram 118 novos casos recebidos pela saúde local, totalizando 2.122 registros desde o início da pandemia do vírus.

Ao todo 812 notificações foram descartadas, 126 permanecem em investigação e 1.118 pessoas apresentaram algum sintoma referente a síndrome gripal.

Dos casos de pacientes com Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), 227 no total, 27 foram detectados com o COVID-19, sendo que neste momento 2 permanecem em enfermaria e outros 5 em UTI.

Foram confirmados nas últimas 24 horas a morte de duas pessoas pelo coronavírus, somando agora 5 óbitos na cidade. O último registro trata-se de um homem de 56 anos que apresentou os sintomas no dia 28 de março, sendo internado no dia 5 de abril, com piora no quadro no dia 6, vindo a óbito nesta quinta-feira, dia 16. Dos 28 óbitos notificados, 23 foram descartados e não tem relação com o COVID-19.

Coube ao secretário de Saúde de Rio Preto, Aldenis Borin, apresentar os dados atualizados. Ele explicou alguns gráficos sobre a evolução da curva de contaminados pela doença na cidade. Neles, Aldenis lembrou da importância da manutenção do isolamento para que o pico do gráfico não ultrapasse a capacidade total dos leitos de internação e de UTI disponíveis no sistema público de saúde.

“Com o isolamento preparamos o sistema de saúde, aumentamos os leitos. Sempre monitorando os números de casos para não ultrapassar o limite de atendimento. O período foi para nos prepararmos. Se tiver mais casos contaminados nos próximos dias, não estranhe”, explicou.

Aldenis lembrou que a abertura gradual do comércio foi estudada pelo Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus e que a partir da próxima segunda-feira, dia 20, a Secretaria de Saúde vai mudar a estratégia na realização de testes junto a população. O chamado teste PCR, mil no total, serão realizados apenas nas pessoas que apresentarem síndrome gripal leve.

“Mudamos a estratégia para eu ter uma abertura gradual. Para isso eu tenho que saber como a população está. Se eu for restringir (o comércio) mais, ou vou liberar mais, porque os casos estão poucos”, disse.

A abertura gradual, segundo Aldenis, é fundamental porque, caso contrário, o isolamento social precisa ser prolongado por mais tempo.

No final da apresentação o secretário de Saúde voltou a cobrar o uso de máscaras pela população e reforço na higiene.

“A partir de agora todos devem utilizar as máscaras. Pode ser cirúrgica, de tecido, caseira. Da metade da face até o queixo”, disse.

 


Compartilhe
Artigo anterior Prefeitura interdita estacionamentos dos Parques da Represa e Rio Preto
Próximo artigoTereos abre inscrições para programa de estágio 2020
Sou jornalista com MBA em Gestão Empresarial pela FGV. No início da década de 80 atuei no Rádio e no jornal impresso. Como a curiosidade é a alma do bom jornalista, troquei Rio Preto pela mochila. Morei em Berlim, quando esta ainda era ladeado pelo muro, colhi uva nos campos franceses e vivi em Paris. Depois de viajar pela Europa fui morar em um Kibbutz onde conheci meu primeiro marido, um britânico. Na Inglaterra formei-me em catering pelo Southgate Technical College. De volta ao Brasil, fui ser agricultora orgânica e passei a assinar uma coluna sobre alimentação no Diário da Região. Em 99 nasceu a “Talk Club Assessoria”, uma das primeiras agências de assessoria de imprensa de Rio Preto. Durante uma década a empresa atendeu grandes clientes. Acompanhando o mercado a “Talk Club” se transformou em uma produtora de vídeo, e tem como sócio o cinegrafista e diretor de arte Luis Soares, meu atual marido. Em outubro 2007, criamos o primeiro programa de TV o “ Maturidade Feliz” Programa este que alcançou nível nacional, em 2010, na Rede Vida de Televisão. No final de novembro de 2010 surgiu o “ Malu Rodrigues Visita”, um programa de jornalismo social.