Fiscalização encontra sete estabelecimentos descumprindo decreto de Combate ao Coronavírus

0
641

Locais foram multados após notificações e orientações da vigilância sobre o Decreto

 Sete estabelecimentos comerciais foram multados por descumprirem as medidas de prevenção contra o Coronavírus. A multa é R$ 6 mil, equivalente a 200 Ufesp (Unidade Fiscal do Estado de São Paulo).

A Vigilância Sanitária de Rio Preto autuou entre ontem, segunda (23/3) e a tarde de hoje (24/3), sete locais por descumprirem o Decreto 18.559 e 18.561, da Prefeitura de Rio Preto.

Só hoje, já foram multados dois estabelecimentos que também desobedecem ao  Decreto 64.881 assinado pelo governador João Doria, que passou a valer nesta terça para todos os 645 municípios do estado de São Paulo.

O decreto estadual, assim como o municipal determina a suspensão de uma série de atividades e estabelece o funcionamento apenas de serviços essenciais. Recomenda, ainda, que a circulação de pessoas em todo o estado de São Paulo se limite às necessidades imediatas de alimentação, cuidados de saúde e exercício de atividades essenciais, dentre outros pontos.

As fiscalizações nos locais estão sendo realizadas pela Vigilância Sanitária, a Guarda Civil Municipal, a Polícia Militar e os fiscais de postura de outras secretarias que integram o do Comitê Gestor de Enfrentamento do Coronavírus.

De acordo com a Vigilância, até o momento foram sete estabelecimentos multados: um culto religioso, um restaurante, três supermercados, uma sorveteria e uma indústria, esta última por conta do refeitório.

As infrações mais comuns são de descumprimento da distância mínima estabelecida entre as pessoas, estabelecidas pelo decreto.  Nenhum desses locais foi fechado, apenas lavradas multas. O fechamento ocorre diante da reincidência das infrações.

 

 

 

Artigo anteriorRio Preto tem 95 casos suspeitos de Coronavírus e 5 confirmados
Próximo artigoRio Preto tem OITO casos positivos e Prefeito decreta calamidade pública
Sou jornalista com MBA em Gestão Empresarial pela FGV. No início da década de 80 atuei no Rádio e no jornal impresso. Como a curiosidade é a alma do bom jornalista, troquei Rio Preto pela mochila. Morei em Berlim, quando esta ainda era ladeado pelo muro, colhi uva nos campos franceses e vivi em Paris. Depois de viajar pela Europa fui morar em um Kibbutz onde conheci meu primeiro marido, um britânico. Na Inglaterra formei-me em catering pelo Southgate Technical College. De volta ao Brasil, fui ser agricultora orgânica e passei a assinar uma coluna sobre alimentação no Diário da Região. Em 99 nasceu a “Talk Club Assessoria”, uma das primeiras agências de assessoria de imprensa de Rio Preto. Durante uma década a empresa atendeu grandes clientes. Acompanhando o mercado a “Talk Club” se transformou em uma produtora de vídeo, e tem como sócio o cinegrafista e diretor de arte Luis Soares, meu atual marido. Em outubro 2007, criamos o primeiro programa de TV o “ Maturidade Feliz” Programa este que alcançou nível nacional, em 2010, na Rede Vida de Televisão. No final de novembro de 2010 surgiu o “ Malu Rodrigues Visita”, um programa de jornalismo social.