Pausa no turismo do Rio Grande do Sul: o que fazer caso tenha uma viagem marcada

0
75
Rio Grande do Sul
Rio Grande do Sul

Os principais destinos turísticos do estado foram afetados; aeroportos fechados, cidades devastadas; o que fazer?

Conhecido por suas paisagens deslumbrantes e cidades encantadoras, o Rio Grande do Sul enfrenta um momento desafiador devido a desastres naturais que impactaram significativamente o turismo na região. Com diversos municípios afetados, a situação exige atenção e solidariedade de todos.

De acordo com a Defesa Civil do Rio Grande do Sul, até o momento, 425 municípios foram afetados, com um número alarmante de pessoas desabrigadas, desalojadas e desaparecidas. Os principais aeroportos estão fechados, limitando severamente o transporte aéreo no estado, que atualmente é utilizado principalmente para resgates e envio de suprimentos.

Voos com destino ao Aeroporto Internacional Salgado Filho, em Porto Alegre, estão paralisados, no mínimo, até o dia 30 de maio. Na última segunda-feira (6), a concessionária Fraport, responsável pela administração do terminal, notificou a Aeronáutica sobre a interrupção das operações. No entanto, a empresa ainda não definiu uma data precisa para a retomada dos serviços.

O site Casa Temporada separou dicas para quem tem uma viagem marcada para RS: 

A agente de viagens e empresária, Juliana Santos, ressalta que cancelar as viagens nem sempre é a melhor escolha.

“Existem muitas coisas a serem analisadas pelos passageiros, como novas datas, condições de remarcação. é válido considerar uma remarcação. Ainda mais nessas condições”, afirma a proprietária da agência ViaMundo. 

Juliana ainda destaca que o cancelamento pode agravar ainda mais a crise no turismo para as regiões afetadas pelas enchentes.

“Essas cidades turísticas movimentam a economia da região. Cancelar uma viagem seria dificultar com que todos se reerguessem. Sabemos que daqui para frente, companhias e fornecedores estão trabalhando arduamente para que esse impacto seja amenizado e estão oferecendo boas condições de remarcações para seus passageiros”, explicou a empresária.

Se você possui uma viagem marcada para o Rio Grande do Sul, é essencial entrar em contato com seus fornecedores, como agências de viagens, hotéis e pousadas para obter informações sobre as condições atuais e possíveis alterações em seus planos. De prioridade para e-mail, já que muitas empresas estão sem comunicação. 

Neste momento difícil, demonstrar solidariedade e compreensão é fundamental. Muitas pessoas perderam suas casas, empregos e entes queridos. Considere remarcar sua viagem ao invés de cancelar, para evitar perdas financeiras e apoiar a reconstrução da região

É importante entrar em contato com as companhias aéreas para obter informações atualizadas sobre voos e cancelamentos.

Se sua viagem foi organizada por uma agência, entre em contato para obter as últimas atualizações sobre o destino e as condições locais. Se optar por remarcar, para não perder o valor investido, tente remarcar a viagem ou trocar para outro destino.

“ É uma catástrofe, mas acredito que com um pouco de paciência e empatia sonhos não serão interrompidos e sim adiados, como aconteceu na pandemia”, afirma, Julian Santos, agente de viagem. 

Leia também:

Conheça o Canal Malu Visita no Youtube