Pedidos do Açúcar Guarani pelo e-commerce crescem 307% durante a quarentena

0
28
Tereos - Indústria

 A pandemia de Covid-19 trouxe muitos desafios para a população mundial, principalmente para as empresas de alimentação, que, apesar da quarentena, precisaram continuar produzindo e distribuindo alimentos para as pessoas.

Lançado em maio de 2018, o e-commerce do Açúcar Guarani, marca de varejo da Tereos, está sendo de extrema importância para pequenos e médios varejistas durante o isolamento social e registrou crescimento de 307% neste período de pandemia.

A loja online da marca, a única focada em PMEs, continuou abastecendo estabelecimentos comerciais que utilizam ou vendem o açúcar.

Entre os meses de março e agosto, o site também conquistou 283% a mais de clientes e o faturamento consolidou uma alta de 387%.

De acordo com Gustavo Segantini, diretor de Vendas, Marketing e Logítica da Tereos , os diferenciais do comércio eletrônico da Guarani ajudaram a impulsionar as vendas.

“A nossa plataforma é pioneira no setor.  nasceu para atender pequenos varejistas. possibilita que eles possam comprar direto da indústria, de forma prática, simples e com excelentes condições. Tudo isso sem que o cliente tenha que se locomover para buscar o produto. Basta realizar o pedido no site e aguardar o recebimento em seu estabelecimento”.

 

“ nosso intuito é nunca deixar os pequenos comerciantes desabastecidos. ainda mais em um momento delicado como a quarentena”, explica Segantini.

 

Crescimento do comércio eletrônico

O comércio eletrônico encerrou o 1º semestre de 2020 com alta de 145% nas vendas em comparação com o mesmo período do ano passado, segundo o estudo “E-commerce na Pandemia”, realizado pela plataforma Nuvemshop.

Para a pesquisa, a quarentena impulsionou o comércio de essenciais. “Alimentação & Bebidas” liderou o ranking, com aumento de 282% no segundo trimestre.

De acordo com a Associação Brasileira de Comércio Eletrônicohouve um aumento de 196% no setor de lojas virtuais de supermercado no mundo. Isto aconteceu apesar dos comércios essenciais  estarem abertos.

 No Brasil, o crescimento da área foi de quase 300%.

 

 

Artigo anteriorRio Preto tem 604 mortes provocadas pelo coronavírus
Próximo artigoAbraços Virtuais : iniciativa marca Dia da Não Violência no Iguatemi
Sou jornalista com MBA em Gestão Empresarial pela FGV. No início da década de 80 atuei no Rádio e no jornal impresso. Como a curiosidade é a alma do bom jornalista, troquei Rio Preto pela mochila. Morei em Berlim, quando esta ainda era ladeado pelo muro, colhi uva nos campos franceses e vivi em Paris. Depois de viajar pela Europa fui morar em um Kibbutz onde conheci meu primeiro marido, um britânico. Na Inglaterra formei-me em catering pelo Southgate Technical College. De volta ao Brasil, fui ser agricultora orgânica e passei a assinar uma coluna sobre alimentação no Diário da Região. Em 99 nasceu a “Talk Club Assessoria”, uma das primeiras agências de assessoria de imprensa de Rio Preto. Durante uma década a empresa atendeu grandes clientes. Acompanhando o mercado a “Talk Club” se transformou em uma produtora de vídeo, e tem como sócio o cinegrafista e diretor de arte Luis Soares, meu atual marido. Em outubro 2007, criamos o primeiro programa de TV o “ Maturidade Feliz” Programa este que alcançou nível nacional, em 2010, na Rede Vida de Televisão. No final de novembro de 2010 surgiu o “ Malu Rodrigues Visita”, um programa de jornalismo social.