Pernas cansadas, por Prof. Dr. Sthefano Atique Gabriel

0
25

As dores nas pernas representam uma queixa muito comum na população em geral e constituem um dos principais motivos de um paciente procurar o atendimento médico em consultórios, ambulatórios e hospitais.

Muitas vezes a dor nas pernas é pouco valorizada, sendo tratada empiricamente, com analgésicos e anti-inflamatórios, e sem orientação médica. Entretanto, seu diagnóstico tardio ou a falta de adequada avaliação pode resultar em graves complicações, tais como úlceras e trombose.

Um tipo frequente de dor nas pernas é a “dor em peso”, que ocorre frequentemente no final do dia ou após a jornada de trabalho. Geralmente manifestada também como “ardência nas pernas” ou “pernas cansadas”, este tipo de dor nas pernas pode representar a presença de varizes nos membros inferiores, caracterizando o quadro clínico da insuficiência venosa crônica.

As varizes dos membros inferiores caracterizam-se pelo desenvolvimento de veias dilatadas e insuficientes que acumulam sangue na região da perna e do tornozelo, causando sintomas como dor, edema, sensação de peso e cansaço nas pernas. Seu diagnóstico pode ser rapidamente realizado com o ultrassom Doppler venoso dos membros inferiores, especialmente nos casos em que houver comprometimento da veia safena magna.

Na presença de insuficiência ou refluxo na veia safena magna é importante o tratamento médico precoce para evitar a evolução para trombose, tromboflebite e úlcera venosa.

Medidas simples como exercícios com as pernas, fisioterapia motora e o uso de meias elásticas de média compressão podem minimizar a dor nas pernas, reduzindo a sensação de “perna cansada”.

            Se você apresenta dores nas pernas e “pernas cansadas”, procure seu cirurgião vascular.

 

*Doutor em Pesquisa em Cirurgia pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, especialista nas áreas de Cirurgia Vascular, Angiorradiologia e Cirurgia Endovascular e coordenador do curso de Medicina da União das Faculdades dos Grandes Lagos (Unilago)

 

 

 

Artigo anteriorRio Preto Shopping tem ” Jardim de Natal”
Próximo artigoRA Embalagens, empresa da região é eleita melhor fabricante de embalagens de papel
Sou jornalista com MBA em Gestão Empresarial pela FGV. No início da década de 80 atuei no Rádio e no jornal impresso. Como a curiosidade é a alma do bom jornalista, troquei Rio Preto pela mochila. Morei em Berlim, quando esta ainda era ladeado pelo muro, colhi uva nos campos franceses e vivi em Paris. Depois de viajar pela Europa fui morar em um Kibbutz onde conheci meu primeiro marido, um britânico. Na Inglaterra formei-me em catering pelo Southgate Technical College. De volta ao Brasil, fui ser agricultora orgânica e passei a assinar uma coluna sobre alimentação no Diário da Região. Em 99 nasceu a “Talk Club Assessoria”, uma das primeiras agências de assessoria de imprensa de Rio Preto. Durante uma década a empresa atendeu grandes clientes. Acompanhando o mercado a “Talk Club” se transformou em uma produtora de vídeo, e tem como sócio o cinegrafista e diretor de arte Luis Soares, meu atual marido. Em outubro 2007, criamos o primeiro programa de TV o “ Maturidade Feliz” Programa este que alcançou nível nacional, em 2010, na Rede Vida de Televisão. No final de novembro de 2010 surgiu o “ Malu Rodrigues Visita”, um programa de jornalismo social.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here