Empresa adota o Pet Day

0
148
Pet Day Shift
Pet Day Shift

A Shift, especializada em Tecnologia da Informação (TI) para medicina diagnóstica e preventiva, com sede em São José do Rio Preto, está abrindo as suas portas para os melhores amigos dos seus colaboradores. A iniciativa, realizada algumas vezes em caráter experimental, foi um sucesso. Agora, levar os pets toda quinta-feira para o escritório já faz parte da rotina dos colaboradores.

Pesquisas mostram que o isolamento social e o home-office refletiram em um aumento considerável no número de animais de estimação nos lares brasileiros. Passada a parte crítica da pandemia, muitos tutores tiveram que voltar  para a rotina do trabalho presencial,  o que em alguns causou insegurança e até mesmo um sentimento de tristeza.

Segundo um estudo recente da Universidade Nacional de Singapura (NUS), a companhia dos pets no ambiente de trabalho é, inesperadamente, benéfica aos funcionários, ajudando a desenvolver a empatia, pois animais são treinados a observar constantemente os sinais não-verbais de desconforto.

Essa compaixão, é curiosamente transferida para os comportamentos em relação aos colegas de trabalho. O estudo analisou as emoções de cerca de 370 pessoas, entre funcionários do Zoológico de Singapura e de organizações com espaços pet-friendly, nos Estados Unidos, em um período de dois anos. 

No caso da Shift, Cristina Bertolino, diretora de Governança e DO, explica que um dos motivadores está relacionado ao fato da empresa entender que os pets são um excelente meio de contribuir para melhorias do clima organizacional. Durante as edições de Pet Day já realizadas foi notória a descompressão do clima e alívio do stress, além de uma maior interação entre colaboradores e mais oportunidades de socialização, o que é crucial, por exemplo, para fomentar a cooperação entre as áreas. 

“ queremos que os colaboradores estejam sempre felizes aqui e entendemos que esta é uma ótima forma. Sem falar que percebemos que o Pet Day colabora com o clima e tem incentivado a presença dos colaboradores no escritório”,  enfatiza. 

Paula Zolini, analista de marketing da Shift, está entre as apaixonadas por cachorros e uma das colaboradoras que está não só aderindo, como também amando a ideia. Seus cães Benjamin e Afonso participaram das edições especiais e agora baterão ponto toda quinta-feira no escritório. Além do apoio emocional concedido pelos pets,  ela acredita que a ação proporciona um ambiente mais interativo e  descontraído.

“Vejo que a Shift está indo além, buscando integrar cada vez mais as pessoas, fazer com que se sintam acolhidas e à vontade. Poder ter a companhia deles na empresa é uma experiência incrível. De fato, notei que as pessoas sorriem e se comunicam mais. Outra coisa legal foi ver pessoas mostrando um lado que não estávamos habituados a ver no trabalho, sendo elas mesmas. Imagina ver quem às vezes nunca interagimos muito confortáveis em brincar e fazendo carinho nos dogs?”, comemora. 

A equipe da Shift espera que, em média, deverão frequentar o pet day entre 10 e 15 pets por semana. Para garantir a “boa convivência” foram criadas algumas regras. Entre elas que os pets sejam  amigáveis e obedientes ao seu tutor, além de estarem com as vacinas e o passeio em dia na data da visita ao escritório. As necessidades só são permitidas nos tapetes higiênicos ou áreas externas e os brinquedinhos são bem-vindos.  

Além do Pet Day, a empresa investe fortemente em ações que proporcionam aos colaboradores um ambiente de trabalho mais produtivo e propício ao desenvolvimento. Desde 2017, a  Shift mantém o “Jeito Shift de Cuidar”, programa consolidado e com orçamento próprio, com foco em ações de prevenção para a saúde de seus colaboradores.

Além disso, são frequentes as ações e programas que visam estimular o desenvolvimento da equipe. Como um dos resultados, figura em 5º lugar na 9ª edição do ranking Melhores Empresas Saúde 2022, que acaba de ser divulgado pelo Great Place to Work. Este é o oitavo ano consecutivo que a Shift é classificada.  

Artigo anteriorOutback se une ao MasterChef Brasil 2022 e traz para menu três novas receitas exclusivas
Próximo artigoConcessão da SP-310 na região de Rio Preto é vencida pela EcoRodovias
Sou jornalista com MBA em Gestão Empresarial pela FGV. No início da década de 80 atuei no Rádio e no jornal impresso. Como a curiosidade é a alma do bom jornalista, troquei Rio Preto pela mochila. Morei em Berlim, quando esta ainda era ladeado pelo muro, colhi uva nos campos franceses e vivi em Paris. Depois de viajar pela Europa fui morar em um Kibbutz onde conheci meu primeiro marido, um britânico. Na Inglaterra formei-me em catering pelo Southgate Technical College. De volta ao Brasil, fui ser agricultora orgânica e passei a assinar uma coluna sobre alimentação no Diário da Região. Em 99 nasceu a “Talk Club Assessoria”, uma das primeiras agências de assessoria de imprensa de Rio Preto. Durante uma década a empresa atendeu grandes clientes. Acompanhando o mercado a “Talk Club” se transformou em uma produtora de vídeo, e tem como sócio o cinegrafista e diretor de arte Luis Soares, meu atual marido. Em outubro 2007, criamos o primeiro programa de TV o “ Maturidade Feliz” Programa este que alcançou nível nacional, em 2010, na Rede Vida de Televisão. No final de novembro de 2010 surgiu o “ Malu Rodrigues Visita”, um programa de jornalismo social.