Rota do café: destinos que os amantes do café

0
183
Rota do café
Rota do café

O Brasil possui uma longa trajetória associada ao café, que começa no século XVIII, quando o cultivo foi iniciado e tornou a bebida uma presença indispensável em várias regiões. Atualmente, o café é responsável por representar pontos turísticos que fazem parte da rota do café, roteiro que abriga destinos para os amantes da bebida.

Como principal produtor de café do mundo, o Brasil ocupa o primeiro lugar no ranking, contribuindo com 38,1% da produção total, conforme informações da Agroadvance. Com foco no agroturismo, a rota do café engloba várias fazendas produtoras desse grão, proporcionando aos visitantes a oportunidade de explorar mais do grão.

Café em Minas Gerais

Minas Gerais desempenha um papel significativo na produção de café no Brasil, contribuindo com 50% do total nacional. Por esse motivo, é uma das regiões imperdíveis para os turistas que exploram a rota do café. A cidade de São Lourenço abriga diversos restaurantes, cafeterias e produtoras de café. Além disso, o local conta com um dos principais pontos turísticos da rota. A Fazenda Sertão oferece informações sobre a história do café através do Museu do Café, visita pelos cafezais, um passeio de balão e degustação do café.

Café em São Paulo

O estado de São Paulo possui uma rica história no cultivo de café, sendo palco de diversas cidades que fazem parte da rota do café, incluindo localidades como Santos e Jaú.

Em Santos, os visitantes têm a oportunidade de explorar o acervo do Museu do Café, situado em uma construção histórica. Este espaço abriga peças de mobiliário de época, obras de arte temáticas, uma loja especializada e uma cafeteria, proporcionando uma experiência completa para os interessados no universo do café.

A Fazenda Mandaguahy, situada em Jaú, é um destino que proporciona uma experiência gastronômica única para os amantes de café. Com um cardápio que inclui queijos artesanais, biscoitos caseiros e geleias, o local também oferece a oportunidade de degustar café enquanto os visitantes aprendem mais sobre a produção local.

Café no Ceará

Com uma produção livre de agrotóxicos, a rota abriga o Sítio Águas Finas, local que possibilita aos visitantes conhecerem o plantio ao lado da mata nativa. No Sítio São Luís, localizado a 300 km de Fortaleza, os turistas são convidados a conhecerem o casarão no estilo colonial do século XIX. Além disso, o local disponibiliza um café da tarde com queijos, pães e bolos caseiros.

Café no Paraná

Londrina, reconhecida como a Capital Mundial do Café, abriga o Museu Padre Carlos Weiss, um local que narra a importante história da cidade na produção do grão. No passado, Londrina foi responsável por mais da metade da produção mundial de café comercializado.

Além dessas experiências, a rota do café engloba vários outros destinos como parte de um projeto conjunto do Ministério do Turismo, em colaboração com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, juntamente da Universidade Federal Fluminense (UFF). Essa iniciativa busca fomentar o turismo e destacar a relevância da agricultura familiar nas regiões que abrigam produções tradicionais.

Aqueles que desejam percorrer a rota do café e aproveitar todas as atrações podem considerar a opção de antecipadamente buscar pacotes de viagem em promoção. Com esse planejamento, além de garantir um roteiro bem elaborado e completo, é possível economizar nos custos de transporte entre as diferentes localidades.

Leia também:

Conheça o canal Malu Visita no Youtube