Sugadores de sangue invadem o Sesc Rio Preto em A HORA DOS VAMPIROS

0
122

Festival promove exibições de nove filmes, bate-papos e passeio temático por Rio Preto

O Sesc Rio Preto vai entrar no mundo sombrio dos vampiros em dezembro. A sexta-feira 13 que se aproxima é o mote para A Hora dos Vampiros, um festival cheio de capas pretas, dentes afiados e caixões de madeira. Ao todo, serão 12 atividades entre exibições de filmes clássicos e contemporâneos sobre o tam, dois bate-papos, um com o diretor vampiresco Ivan Cardoso e outro com o escritor André Vianco, e um passeio pela arquitetura gótica de Rio Preto.  A programação é inteiramente gratuita e acontece de 10 a 14 de dezembro, terça a sábado. Os ingressos para todas as atividades são distribuídos com uma hora de antecedência. Confira todos os detalhes da programação a seguir.

 

DIA 10. TERÇA

 

20h | Filme | NOSFERATU

Direção: Friedrich Wilhelm Murnau. Alemanha: 1922, 94 min. Terror.

O agente imobiliário Hutter (Gustav Von Wangenheim) viaja até os Montes Cárpatos para vender um castelo no Mar Báltico de propriedade do excêntrico conde Graf Orlock (Max Schreck), que na verdade é um milenar vampiro. Nosferatu é a primeira versão da clássica história do conde Drácula nos cinemas.

Data: Dia 10, terça, 20h.

Local: Teatro. Grátis.

 

21h30 | Filme | DRÁCULA, DE BELA LUGOSI

Direção: Bela Lugosi. Estados Unidos: 1931, 75 min. Terror.

Drácula (Bela Lugosi) é um conde dos Cárpatos que aterroriza Londres por carregar uma maldição que o obriga a beber sangue humano para sobreviver. Após transformar uma jovem em vampira, ele concentra suas atenções em uma amiga dela, que por azar de Drácula é filha de Van Helsing (Edward Van Sloan), um cientista holandês especialista em vampiros que pode acabar com seu reinado de terror.

Data: Dia 10, terça, 21h30.

Local: Teatro. Grátis.

 

DIA 11. QUARTA

 

20h | Filme | OS GAROTOS PERDIDOS (The Lost Boys)

Direção: Joel Schumacher. Estados Unidos: 1987, 97 min. Terror.

Lucy (Dianne Wiest) vai morar com seus dois filhos, Michael (Jason Patric) e Sam (Corey Haim), em Santa Clara, uma cidade americana que há algum tempo vem registrando o desaparecimento de jovens. Os dois irmãos logo descobrem que uma gangue de motoqueiros que irrita a população na verdade está mais morta do que viva, transformando seus agregados em vampiros. Sam tem que correr contra o tempo depois que Michael se apaixona por Star (Jami Gertz), uma destas criaturas, e corre o risco de se tornar um deles.

Data: Dia 11, quarta, 20h.

Local: Teatro. Grátis.

 

22h | Filme | DRÁCULA DE BRAM STOKER (Bram Stoker’s Dracula)

Direção: Francis Ford Coppola. Estados Unidos/ Reino Unido/ Romênia: 1992, 128 min. Terror.

No século XV, o líder guerreiro dos Cárpatos Vlad Tepes renega a Igreja quando esta se recusa a enterrar em solo sagrado a mulher que amava, depois que ela se jogou no rio acreditando que ele estivesse morto. Assim, ele desafia Deus e jura só beber sangue a partir daquele momento, sendo condenado à sede eterna e à perambulação através dos séculos como um morto-vivo conhecido como Conde Drácula. Anos mais tarde, ao contratar um advogado britânico, descobre que a noiva deste é a reencarnação da sua amada. Drácula o deixa preso e vai para a Londres no intuito de encontrar a mulher que sempre amou.

Data: Dia 11, quarta, 22h.

Local: Teatro. Grátis.

 

DIA 12. QUINTA

 

19h30 | Bate-papo | O VAMPIRO NO CINEMA

Com Diego Paleólogo, graduado em Letras e doutorando sobre o imaginário do vampiro na UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro).

 

21h30 | Filme | A DANÇA DOS VAMPIROS (The Fearless Vampire Killers)

Direção: Roman Polanski. Estados Unidos/ Reino Unido: 1967, 108 min. Terror cômico.

Abronsius (Jack MacGowran) é um professor universitário especialista em vampiros que decide ir até a Transilvânia, no coração da Europa Central, acompanhado de seu fiel discípulo Alfred (numa incursão do diretor Roman Polanski pela atuação), que infelizmente é bem medroso. Abronsius tem como objetivo aprender sobre vampiros e combatê-los, se possível, mas os fatos tomam um rumo inesperado, indo de encontro aos objetivos do professor.

Data: Dia 12, quinta, 21h30.

Local: Teatro. Grátis.

 

DIA 13. SEXTA

 

19h30 | Filme | AS SETE VAMPIRAS

Direção: Ivan Cardoso. Brasil: 1986, 87 min. Terror cômico.

Rio de Janeiro, meados do século XX. O botânico Fred Rossi (Ariel Coelho) é atacado por uma planta carnívora, vinda da África. Sua esposa, Silvia (Nicole Puzzi), ao tentar salvá-lo, é mordida pela planta e transformada em uma espécie de vampiro. Após o ataque, Silvia é convidada pelo amigo Rogério (John Herbert) para ajudá-lo a administrar uma casa noturna que está próxima da falência. Ela então elabora um show chamado “As Sete Vampiras”, um misto de terror e erotismo. A apresentação se torna um sucesso, a clientela aumenta na boate e, paralelamente, várias mortes começam a acontecer.

Data: Dia 13, sexta, 19h30.

Local: Teatro. Grátis.

 

21h | Bate-papo com IVAN CARDOSO

Após a exibição desta que é considerada a obra-prima de Cardoso, os espectadores terão a oportunidade de conversar com ele sobre sua vida e obra e como ele acabou se tornando o mestre do gênero terrir, que designa os filmes que mesclam terror e humor.

Data: Dia 13, sexta, 21h.

Local: Teatro. Grátis.

 

22h30 | Filme | A HORA DO ESPANTO (Fright Night)

Direção: Tom Holland. Estados Unidos: 1985, 106 min. Terror.

O jovem Charley Webster (William Ragsdale) adora ver velhos filmes de terror de madrugada. Quando novos moradores ocupam a casa vizinha, ele desconfia de que o comportamento estranho deles pode explicado pelo fato de eles serem vampiros. Charley pede ajuda a Peter Vincent (Roddy McDowell), o apresentador do programa de terror preferido de Charley, mas acontece que Peter, além de covarde, não acredita em vampiros e está neste negócio apenas por dinheiro. Para piorar, a mãe de Charley fica encantada com Jerry Dandrige (Chris Sarandon), um dos vampiros, e o convida para entrar na casa dela.

Data: Dia 13, sexta, 22h30.

Local: Teatro. Grátis.

 

DIA 14. SÁBADO

 

11h | Passeio | ARQUITETURAS GÓTICAS DA CIDADE

Com o arquiteto e professor de História da Arte Augusto Vasconcelos Neto. 

Passeio por arquiteturas góticas de São José do Rio Preto. Inscrições na Central de Atendimento. Vagas limitadas.

Data: Dia 14, sábado, 11h.

Local: Saída do Sesc Rio Preto (transporte disponibilizado). Grátis.

 

14h | Bate-papo com ANDRÉ VIANCO

Vianco tem produzido obras contagiantes sobre o mundo dos vampiros, sendo considerado o melhor escritor atual deste filão literário no território brasileiro, com mais de 100 mil exemplares vendidos. Entre suas obras, estão os sucessos ‘Os Setes’ e ‘Sétimio’.

Data: Dia 14, sábado, 14h.

Local: Teatro. Grátis.

 

16h | Filme | ENTREVISTA COM O VAMPIRO

Direção: Neil Jordan. Estados Unidos: 1994, 123 min. Terror.

São Francisco, anos 1990. Um jornalista entrevista um jovem que afirma ser vampiro, narrando suas experiências dos últimos 200 anos. Em flashback, conhecemos Louis de Pointe du Lac (Brad Pitt), um homem que perdeu a mulher, morta durante o parto, e consequentemente a vontade de viver. Com a ajuda de uma criatura da noite, Lestat de Lioncourt (Tom Cruise), ele se torna um vampiro.

Data: Dia 14, sábado, 16h.

Local: Teatro. Grátis.

 

18h | Filme | FOME DE VIVER

Direção: Tony Scott. Reino Unido: 1983, 100 min. Terror.

David Bowie estrela esta produção britânica vivendo John, parceiro de Miriam Blaylock (Catherine Deneuve), uma vampira que consegue se manter “viva” e bela através dos séculos com o sangue dos seus amantes, e em retribuição garante que o tempo também pare de passar para aqueles que se envolvem com ela. John, no entanto, pode ter um destino mais trágico, pois está envelhecendo extremamente rápido, com apenas 24 horas de expectativa de vida. Desesperado, ele procura a ajuda da médica Sarah Roberts (Susan Sarandon), que é especialista em envelhecimento prematuro. Inicialmente ela não crê na história de John, mas após verificar que ele envelheceu décadas em apenas duas horas, ela decide tentar trata-lo. Sarah vai até a casa dele e acaba conhecendo Miriam. Após uma conversa e uma bebida elas vão para cama e logo Sarah descobre que sua vida tomou um rumo totalmente inesperado.

Data: Dia 14, sábado, 18h.

Local: Teatro. Grátis.

 

UM POUCO MAIS SOBRE OS VAMPIROS

 

O vampiro é uma criatura clássica, definida como um morto-vivo que se nutre do sangue de pessoas vivas. Este ser já povoava a imaginação dos que viviam no século IX, especialmente a dos chineses, que reservavam um lugar para ele na sua mitologia e o conheciam como ‘kiang shi’. Ele era concebido com cabelos compridos, a pele dotada de tons verdes ou brancos, devido à presença de fungos em seus caixões.
Já os gregos imaginavam os vampiros com pupilas dilatadas e imóveis, e avessas ao manjericão, para eles era uma erva provida de poderes mágicos. Medvegia, cidade sérvia, testemunhou, em 1732, um episódio supostamente protagonizado por estes seres. Os moradores desta região estavam certos de que algumas pessoas assassinadas pelo Arquiduque Arnold Paole haviam se transformado em vampiros.
A expressão ‘vampiro’ se originou no século XVIII, particularmente na literatura, através das narrativas de escritores famosos como Lord Byron, Charles Baudelaire e Alexandre Dumas. Sua figura tradicional foi disseminada pelo autor irlandês Bram Stoker em sua obra-prima Drácula, de 1897. Seu protagonista tinha ares nobres e habitava um castelo que se tornaria inesquecível para os fãs desta criatura. O conde vivia do sangue alheio, não suportava a luz solar, virava morcego e só podia ser destruído com uma estaca fincada no coração. Uma das transcrições do livro de Stoker para a linguagem cinematográfica se tornou um clássico do cinema expressionista alemão, Nosferatu, lançado em 1922, no período do cinema mudo. Em 1931 esta versão foi refilmada por Tod Browning e protagonizada pelo ator Bela Lugosi, interpretação que muitos críticos consideram definitiva.
O diretor de cinema Francis Ford Coppola concebeu sua própria imagem do vampiro na composição do filme Drácula de Bram Stoker, apresentando um ser que já não é mais tão temido como antes, mas que seduz e encanta o público e as personagens femininas. Até então a fonte geradora de produções artísticas vampirescas vinha da obra de Stoker, mas em 1976 a escritora Anne Rice lança seu livro Entrevista com o Vampiro, trazendo criaturas desprovidas de características monstruosas, revestidas de emoções e virtudes humanas e dilaceradas por questões existenciais. Esta nova imagem é adaptada também para as telas dos cinemas, em 1994.
André Vianco tem produzido igualmente obras contagiantes, sendo atualmente considerado o melhor escritor deste filão literário no território brasileiro, com mais de 100 mil exemplares vendidos. A nova safra de vampiros invade hoje as prateleiras das livrarias e as salas de cinemas, sem falar nas séries que povoam a televisão. A escritora do momento nos círculos mais jovens é Stephenie Meyer, autora de uma série iniciada com o livro Crepúsculo.
Aqui o vampiro ganha uma roupagem mais romântica e leve; as criaturas do bem, que só se nutrem do sangue de animais, se contrapõem às do mal, que ainda se alimentam do sangue humano. Hoje não faltam séries, filmes, livros, novelas, jogos e sites totalmente voltados para a abordagem desse tema, o que permite o crescimento constante do número de fãs do gênero.

 

Sesc Rio Preto

Avenida Francisco das Chagas Oliveira, 1333, Chácara Municipal – São José do Rio Preto (SP). CEP 15.090-190.

Tel.: (17) 3216 9300

Artigo anteriorPrimeiro sorteio da Campanha “O Natal em Rio Preto Vale Prêmios” acontece nesta quinta-feira
Próximo artigoGeisy Arruda inaugura restaurante em sociedade com novo namorado
Sou jornalista com MBA em Gestão Empresarial pela FGV. No início da década de 80 atuei no Rádio e no jornal impresso. Como a curiosidade é a alma do bom jornalista, troquei Rio Preto pela mochila. Morei em Berlim, quando esta ainda era ladeado pelo muro, colhi uva nos campos franceses e vivi em Paris. Depois de viajar pela Europa fui morar em um Kibbutz onde conheci meu primeiro marido, um britânico. Na Inglaterra formei-me em catering pelo Southgate Technical College. De volta ao Brasil, fui ser agricultora orgânica e passei a assinar uma coluna sobre alimentação no Diário da Região. Em 99 nasceu a “Talk Club Assessoria”, uma das primeiras agências de assessoria de imprensa de Rio Preto. Durante uma década a empresa atendeu grandes clientes. Acompanhando o mercado a “Talk Club” se transformou em uma produtora de vídeo, e tem como sócio o cinegrafista e diretor de arte Luis Soares, meu atual marido. Em outubro 2007, criamos o primeiro programa de TV o “ Maturidade Feliz” Programa este que alcançou nível nacional, em 2010, na Rede Vida de Televisão. No final de novembro de 2010 surgiu o “ Malu Rodrigues Visita”, um programa de jornalismo social.