TALENTOS DA INDÚSTRIA EMOCIONAM O PÚBLICO NA FINAL DO FESTIVAL SESI MÚSICA 2014

0
64
Pedro Mariano canta na final. foto - Marcos-Madi
Pedro Mariano canta na final. foto – Marcos-Madi

O Festival Sesi Música – Edição São Paulo, concurso estadual voltado aos trabalhadores da indústria, chega à quinta edição com uma das disputadas mais acirradas de sua história. O resultado foi anunciado na noite do último sábado (1º/11), no palco do Teatro do Sesi São José do Rio Preto, após a decisão do júri composto por Alaíde Costa, Blacy Gulfier e Marcelo Jeneci.

Anderson Aranda Araújo, do Frigorífico Marba, de São Bernardo do Campo, e Jorge Luis Júnior, da Biotechnology Ortopedia, de Rio Claro, são os grandes vencedores.

Com a canção “Trabalhador”, Aranda conquistou o primeiro lugar na categoria Composição Inédita, na qual o candidato precisa compor letra e música. Já o prêmio de melhor Interpretação ficou com Jorge Luis Júnior pela apresentação de “Final Feliz”, sucesso de Jorge Vercilo. Foram premiados três participantes em cada categoria, que receberam R$ 6 mil, R$ 4 mil e R$ 3 mil, respectivamente.

Acompanhados por uma banda profissional formada especialmente para o festival, com arranjos e regência do maestro José Simonian, os candidatos empolgaram a plateia e deixaram os jurados com uma difícil tarefa – escolher seis vencedores entre os dez finalistas.

“O nível de todos eles é muito bom, mas o mais bonito foi vê-los se esforçando para colocar em prática tudo o que aprenderam nos workshops durante o concurso”, destaca a preparadora vocal Blacy Gulfier, do programa “Esse Artista Sou Eu”, do SBT. E complementa: “O grande diferencial do festival é o investimento na formação dos trabalhadores e a oportunidade de conviver com outros artistas.”

Para o cantor e compositor Marcelo Jeneci, iniciativas como esta do Sesi-SP oferecem uma plataforma e equipamentos essenciais para o estímulo a novos talentos. “Acho que toda família tem alguém que cozinha bem e alguém que sabe fazer música boa. Esse projeto oferece um espaço para as pessoas se expressarem”, diz.

Já a saudosa cantora Alaíde Costa, com mais de 60 anos de carreira, ficou impressionada com os candidatos e bastante dividida na hora da decisão. “É maravilhoso ver os trabalhadores terem uma oportunidade de se apresentar para o público”, comemora.

Foram cerca de 80 horas de atividades para mais de 4 mil pessoas ao longo de uma semana de programação, de 26 de outubro a 1º de novembro.

Para o show de encerramento, o convidado foi o cantor e compositor Pedro Mariano, filho da cantora Elis Regina (1945-1982) e do pianista e arranjador Cesar Camargo Mariano, que fechou a noite com canções que marcaram sua trajetória, entre as quais “Perdoa” e “Sei de Mim”.

 

Vencedores na categoria Composição Inédita

1º lugar: Anderson Aranda Araújo com “Trabalhador”, do Frigorífico Marba – São Bernardo do Campo

2º lugar: Fernanda Marques com “Canto ao Sabiá”, da Klassipé Indústria de Calçados – Birigui

3º lugar: Adriano Porto com “Vida Feliz”, da Ford Motor Company – São Bernardo do Campo

 

Vencedores na categoria Interpretação

1º lugar: Jorge Júnior com “Final Feliz”, da Biotechnology Ortopedia – Rio Claro

2º lugar: Danilo Suizu com “João de Barro”, da Nestlé Brasil – Marília

3º lugar: Fernanda Carvalho com “A História de Lily Braun”, da JP Indústria Farmacêutica – Ribeirão Preto

 

 

 

 

Artigo anteriorRogério Gabriel do Grupo Prepara faz parte do livro #VQD – VAI QUE DÁ da Endeavor
Próximo artigoSão José do Rio Preto – Balcão de Empregos tem 202 vagas
Sou jornalista com MBA em Gestão Empresarial pela FGV. No início da década de 80 atuei no Rádio e no jornal impresso. Como a curiosidade é a alma do bom jornalista, troquei Rio Preto pela mochila. Morei em Berlim, quando esta ainda era ladeado pelo muro, colhi uva nos campos franceses e vivi em Paris. Depois de viajar pela Europa fui morar em um Kibbutz onde conheci meu primeiro marido, um britânico. Na Inglaterra formei-me em catering pelo Southgate Technical College. De volta ao Brasil, fui ser agricultora orgânica e passei a assinar uma coluna sobre alimentação no Diário da Região. Em 99 nasceu a “Talk Club Assessoria”, uma das primeiras agências de assessoria de imprensa de Rio Preto. Durante uma década a empresa atendeu grandes clientes. Acompanhando o mercado a “Talk Club” se transformou em uma produtora de vídeo, e tem como sócio o cinegrafista e diretor de arte Luis Soares, meu atual marido. Em outubro 2007, criamos o primeiro programa de TV o “ Maturidade Feliz” Programa este que alcançou nível nacional, em 2010, na Rede Vida de Televisão. No final de novembro de 2010 surgiu o “ Malu Rodrigues Visita”, um programa de jornalismo social.