Veja as recomendações da Saúde de Rio Preto para os serviços de delivery

0
69

Muitos donos de estabelecimentos comerciais e até mesmo consumidores tem dúvidas sobre o que deve ser feito em relação aos serviços delivery, aqueles em que os pedidos são feitos à distância com a entrega do produto e/ou mercadoria na própria residência.

Com as medidas de isolamento social adotadas por causa da disseminação do coronavírus, os deliverys crescem como opção para os rio-pretense pedirem serviços sem sair de casa.

Como os entregadores mantêm contato com muitas pessoas, a Secretaria Municipal da Saúde de Rio Preto reforça as recomendações para garantir a segurança dos trabalhadores e dos clientes:

 

– É preciso que os entregadores mantenham distância de 1,5m de demais entregadores e demais funcionários dos restaurantes, enquanto aguardam os pedidos serem elaborados.

– O entregador deve higienizar as mãos com álcool gel 70% antes e depois de cada entrega.

– Na hora da entrega, manter o maior distanciamento possível.

– Em condomínios, a orientação é para que as entregas sejam realizadas na portaria, evitando-se acesso e circulação dos entregadores nas áreas comuns.

– As empresas de delivery devem dar aos funcionários e entregadores acesso fácil a pias providas com água corrente, sabonete líquido, toalhas descartáveis, lixeiras com tampa acionada por pedal, além de frascos com álcool 70% gel.

– É preciso intensificar a limpeza das sedes dos deliveries com água e sabão ou produto próprio para limpeza.

– A máquina de pagamento dos pedidos deve ser constantemente higienizada pelo entregador com produto próprio de limpeza.

– Funcionários e entregadores com sintomas respiratórios devem ser afastados e orientados a seguir isolamento domiciliar por 14 dias.

– O funcionário com sintomas como febre alta e falta de ar e que tenha viajado ou tido contato com quem viajou ao exterior ou estados com transmissão comunitária deve realizar isolamento domiciliar e procurar orientação pelo 0800-77-22-123.

 

Para os consumidores: 

 

O pagamento de conta pelo cliente deve ser realizado, preferencialmente, por aplicativo ou site. Não sendo isso possível, preferencialmente por aproximação ou via cartão de crédito ou débito, em que o próprio cliente deve manusear o cartão ou celular.

Assim que receber o produto, o consumidor deve primeiro higienizar as mãos, logo em seguida descartar saco ou sacola que envolva o produto, higienizar as mãos novamente e só então consumir o alimento.

 

 

Artigo anteriorGeninho se reúne com vice-governador e diretoria do HB para traçar estratégias
Próximo artigoCinco Unidades Respiratórias voltam à rotina na próxima semana
Sou jornalista com MBA em Gestão Empresarial pela FGV. No início da década de 80 atuei no Rádio e no jornal impresso. Como a curiosidade é a alma do bom jornalista, troquei Rio Preto pela mochila. Morei em Berlim, quando esta ainda era ladeado pelo muro, colhi uva nos campos franceses e vivi em Paris. Depois de viajar pela Europa fui morar em um Kibbutz onde conheci meu primeiro marido, um britânico. Na Inglaterra formei-me em catering pelo Southgate Technical College. De volta ao Brasil, fui ser agricultora orgânica e passei a assinar uma coluna sobre alimentação no Diário da Região. Em 99 nasceu a “Talk Club Assessoria”, uma das primeiras agências de assessoria de imprensa de Rio Preto. Durante uma década a empresa atendeu grandes clientes. Acompanhando o mercado a “Talk Club” se transformou em uma produtora de vídeo, e tem como sócio o cinegrafista e diretor de arte Luis Soares, meu atual marido. Em outubro 2007, criamos o primeiro programa de TV o “ Maturidade Feliz” Programa este que alcançou nível nacional, em 2010, na Rede Vida de Televisão. No final de novembro de 2010 surgiu o “ Malu Rodrigues Visita”, um programa de jornalismo social.