Jorge Amado analisado pelo BEM LIDO, no Sesc Rio Preto

0
72

 

Capitães de Areia é a obra de Jorge Amado escolhida para ser analisada no Sesc Rio Preto  na próxima terça, dia 30, às 19h30, no Teatro.

O bate-papo tem a presença do Profº Marcio Schell, Doutor em Estudos Literários pela UNESP.

O livro retrata a vida de menores abandonados, os “Capitães de Areia”, nome pelo qual eram conhecidos os “meninos de rua” na cidade de Salvador dos anos 30.

A obra de Jorge Amado (1912-2001) sempre despertou interesse do grande público. Por isso, já foi traduzida para diversas línguas inclusive Japonês, Russo e Tcheco.

Apesar do grande sucesso somente nas últimas décadas a crítica reconheceu suas qualidades literárias.

Para os estudiosos de hoje, a principal característica do autor de “Capitães de Areia” (1937) é a técnica de narrador de ofício. A obra é recomendada para estudantes de ensino médio pela presença constante na lista dos livros solicitados para os vestibulares de todo o país.

Para mais informações acesse www.sescsp.org.br/riopreto ou ligue para (17) 3216 9300.

Artigo anteriorVaranda do Golfe recebe mostra de quadros com pedras semi preciosas
Próximo artigoLe Blanc no Rancho do Tropeiro
Sou jornalista com MBA em Gestão Empresarial pela FGV. No início da década de 80 atuei no Rádio e no jornal impresso. Como a curiosidade é a alma do bom jornalista, troquei Rio Preto pela mochila. Morei em Berlim, quando esta ainda era ladeado pelo muro, colhi uva nos campos franceses e vivi em Paris. Depois de viajar pela Europa fui morar em um Kibbutz onde conheci meu primeiro marido, um britânico. Na Inglaterra formei-me em catering pelo Southgate Technical College. De volta ao Brasil, fui ser agricultora orgânica e passei a assinar uma coluna sobre alimentação no Diário da Região. Em 99 nasceu a “Talk Club Assessoria”, uma das primeiras agências de assessoria de imprensa de Rio Preto. Durante uma década a empresa atendeu grandes clientes. Acompanhando o mercado a “Talk Club” se transformou em uma produtora de vídeo, e tem como sócio o cinegrafista e diretor de arte Luis Soares, meu atual marido. Em outubro 2007, criamos o primeiro programa de TV o “ Maturidade Feliz” Programa este que alcançou nível nacional, em 2010, na Rede Vida de Televisão. No final de novembro de 2010 surgiu o “ Malu Rodrigues Visita”, um programa de jornalismo social.