Marca “Festa do Peão de Barretos” chega ao mercado com expectativa de alcançar público de 10 milhões de pessoas

0
216
Marca “Festa do Peão de Barretos” chega ao mercado com expectativa de alcançar público de 10 milhões de pessoas
Marca “Festa do Peão de Barretos” chega ao mercado com expectativa de alcançar público de 10 milhões de pessoas

O evento é consagrado e reconhecido em todo mundo pela sua tradição.  São mais de 60 anos promovendo o rodeio como esporte e profissão.  Além de ser símbolo de entretenimento do universo sertanejo. Agora a Festa do Peão de Barretos carrega toda esta força em uma marca. Chega ao mercado com a expectativa de alcançar 10 milhões de pessoas com  ações de marketing.

De cachaça a capas para celulares, um grande número de produtos entra no mercado ainda este ano com a marca do evento.

 Segundo o presidente da Associação Os Independentes, Hussein Gemha Junior, estão sendo buscados parceiros em diversos segmentos para assim pulverizar a marca .

“É uma ótima maneira de conhecermos a força do nome Festa do Peão de Barretos. O  alcance do evento que está no rodeio desde 1956 carregando a tradição da cultura boiadeira, com respeito e profissionalismo”, declarou Hussein Gemha Junior, presidente da Associação Os Independentes criadora e mantenedora do evento.

Produtos licenciados e Projetos Especiais

O primeiro produto lançado e que já está à venda é a “Cachaça do Peão”, da Cachaçaria Seleta. Já está nas gondolas dos supermercados, também,  uma linha de Espetinhos de Carne – Espetinhos Mimi.

Em vestuário, a Festa dá nome a uma linha de calçados e acessórios através da grife Sandro Moscoloni.  São botas, botinas, alpargatas, sandálias, sapatênis, carteiras, cintos, pulseiras e colares, jóias, bolsas e mochilas, masculinos e femininos. No setor de confecção estão em andamento negociações. Deverá ser criada uma linha completa de camisetas, camisas, jaquetas, malhas, coletes e acessórios.

Capinhas de celulares, power banks (carregadores portáteis), earphones e almofadas também estão entre os itens em lançamento da festa através da Spirit One .

Completando a linha de acessórios há ainda uma linha de chapéus com um dos principais fabricantes da América Latina – Chapéus Pralana. Eles  já trabalham com alguns cantores sertanejos conhecidos do público. Uma coleção de adesivos resinados, emblemas 3D e acessórios injetados estão em desenvolvimento com o Grupo Marçon.

Em projetos especiais foi fechado um grande contrato de exclusividade com a STONE. Trata-se de uma  empresa de Tecnologia e Inovação que possui meios de pagamentos buscando sempre proporcionar experiências novas e dinâmicas tanto para o consumidor quanto para o lojista. Para o ano de 2017 serão implementadas “maquininhas Stone” por toda a festa .

De acordo com Os Independentes, estão previstos ainda investimentos no licenciamento de produtos de outros segmentos como cosméticos, óculos e utensílios domésticos.

Souvenir Oficial

O licenciamento de marca é um passo além da comercialização de souvenir que o evento promove desde a década de 90 alcançando turistas que passam pela cidade de Barretos, e pela Festa em si.

Atualmente são comercializados 1.699 itens em duas unidades de lojas oficiais, sendo uma instalada dentro do Parque do Peão, complexo criado para receber a Festa do Peão de Barretos e principal ponto turístico da cidade. São camisetas, camisas, chaveiros, bonés, copos, canecas, toalhas, adesivos, botinas, botas, chapéus, cintos, fivelas, calças, shorts, chinelos, entre outros artigos. De acordo com Hussein Gemha Junior, o produto mais vendido nas lojas é a camiseta oficial: são comercializadas aproximadamente 40 mil unidades no ano. Bonés, chaveiros e adesivos ficam em segundo lugar de vendas.

Artigo anteriorEm parceria com Automóvel Clube, Zico 10, a escola de futebol do Galinho de Ouro, inicia atividades em Rio Preto
Próximo artigoIguatemi Rio Preto recebe a 1ª Expo Baby Kids, feira do universo infantil
Sou jornalista com MBA em Gestão Empresarial pela FGV. No início da década de 80 atuei no Rádio e no jornal impresso. Como a curiosidade é a alma do bom jornalista, troquei Rio Preto pela mochila. Morei em Berlim, quando esta ainda era ladeado pelo muro, colhi uva nos campos franceses e vivi em Paris. Depois de viajar pela Europa fui morar em um Kibbutz onde conheci meu primeiro marido, um britânico. Na Inglaterra formei-me em catering pelo Southgate Technical College. De volta ao Brasil, fui ser agricultora orgânica e passei a assinar uma coluna sobre alimentação no Diário da Região. Em 99 nasceu a “Talk Club Assessoria”, uma das primeiras agências de assessoria de imprensa de Rio Preto. Durante uma década a empresa atendeu grandes clientes. Acompanhando o mercado a “Talk Club” se transformou em uma produtora de vídeo, e tem como sócio o cinegrafista e diretor de arte Luis Soares, meu atual marido. Em outubro 2007, criamos o primeiro programa de TV o “ Maturidade Feliz” Programa este que alcançou nível nacional, em 2010, na Rede Vida de Televisão. No final de novembro de 2010 surgiu o “ Malu Rodrigues Visita”, um programa de jornalismo social.