Morre Domingo Braile, o cardilogista, que cuidou de pessoas e montou uma indústria

0
4023

O médico cirurgião Domingo Braile faleceu neste domingo, 22/03, em São José do Rio Preto. Ele tinha 81 anos e estava em casa,com sua família, e tratava um quadro de pneumonia.

Na  missão de cuidar das pessoas, Dr. Domingo Braile faz parte da história da cardiologia do país e do mundo. Ele  tinha várias habilidades. Poderia ter sido só engenheiro, só empresário, só piloto de avião ou, ainda só bom mecânico. Sua opção pela medicina não o impediu de exercer todas estas funções.

Inovou, produzindo novas tecnologias e dando acesso à população e, esta constatação vem em forma das milhares de vidas preservadas ao longo da história. Domingo Braile foi o fundador da Braile Biomédica   .

Construída pela necessidade em viabilizar a cirurgia cardíaca para toda a população, a Braile Biomédica foi fundada em 1977 . É  conhecida por ser um avançado pólo fabricante de produtos médico-cirúrgico-hospitalares.

Não haverá velório.

O médico deixa a esposa Maria Cecília, as filhas, Patricia Braile Verdi e Valéria Braile Sternieri e netos Rafael, Sofia, Giovanni e Luiza .

 

 

Artigo anteriorRio Preto confirma o quarto caso confirmado de coronavírus, e 72 notificações
Próximo artigoVacinação contra a gripe em Rio Preto será nas escolas e terá drive-thru para evitar aglomerações
Sou jornalista com MBA em Gestão Empresarial pela FGV. No início da década de 80 atuei no Rádio e no jornal impresso. Como a curiosidade é a alma do bom jornalista, troquei Rio Preto pela mochila. Morei em Berlim, quando esta ainda era ladeado pelo muro, colhi uva nos campos franceses e vivi em Paris. Depois de viajar pela Europa fui morar em um Kibbutz onde conheci meu primeiro marido, um britânico. Na Inglaterra formei-me em catering pelo Southgate Technical College. De volta ao Brasil, fui ser agricultora orgânica e passei a assinar uma coluna sobre alimentação no Diário da Região. Em 99 nasceu a “Talk Club Assessoria”, uma das primeiras agências de assessoria de imprensa de Rio Preto. Durante uma década a empresa atendeu grandes clientes. Acompanhando o mercado a “Talk Club” se transformou em uma produtora de vídeo, e tem como sócio o cinegrafista e diretor de arte Luis Soares, meu atual marido. Em outubro 2007, criamos o primeiro programa de TV o “ Maturidade Feliz” Programa este que alcançou nível nacional, em 2010, na Rede Vida de Televisão. No final de novembro de 2010 surgiu o “ Malu Rodrigues Visita”, um programa de jornalismo social.