Olímpia passa a ter 100% de esgoto tratado 

0
33

A Estância Turística de Olímpia acaba de colocar em operação definitiva a maior obra de saneamento da história da cidade, a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE). Depois de mais de um século, o município tem, pela primeira vez, capacidade para tratar 100% do esgoto.

Trata-se de um marco importante na questão de qualidade de vida e meio ambient.  Até então, apenas 22,8% do esgoto do município era tratado. Havia uma estação compacta, e o restante era lançado in natura no Córrego Olhos D’Água.

O funcionamento oficial da ETE teve início na tarde desta quarta-feira (20).  O emissário, com 2,5 quilômetros, foi liberado para canalizar o esgoto da cidade até a estação. A execução foi acompanhada pelo prefeito Fernando Cunha, pelo vice Dr. Fábio Martinez, os vereadores Zé das Pedras, João Magalhães, Marcão Coca e Hélio Lisse, o Comandante da Polícia Militar de Olímpia, Capitão Righetti, secretários municipais e servidores da Prefeitura e da Daemo Ambiental.

A ETE começou a ser construída em 2011, ficou paralisada por alguns anos e foi retomada, no início de 2018, após empenho e gestão do prefeito Fernando Cunha, com apoio do deputado federal olimpiense Geninho Zuliani, para liberação de recursos junto ao DAEE – Departamento de Águas e Energia Elétrica, responsável pela obra, por meio do programa estadual “Água Limpa”.

A parte civil do empreendimento foi inaugurada pelo Governo do Estado em agosto deste ano.  E, desde então, a Daemo Ambiental, que administra a ETE, vinha realizando os testes dos equipamentos como bombas, painéis e válvulas de manobras.  Formalizou, também,  os trâmites legais necessários para a operação, como a liberação da CETESB e a outorga que autoriza o município a devolver o esgoto tratado ao Córrego Olhos D’Água.

“Não podíamos admitir  ter tão pouco esgoto tratado. Então, desde que assumimos, buscamos concluir esta obra. Agradeço aos três Governadores e ao Geninho . Esse sistema começa próximo ao Thermas dos Laranjais onde o esgoto é jogado no Córrego Olhos D’Água desde que Olímpia existe. Agora, o esgoto chega ao emissário e é levado, rapidamente, até a estação. O condutor levará o esgoto para a estação de bombeamento onde será feito o processo de tratamento de bactérias, digestão de poluentes, filtragem e operação de limpeza”, explicou o prefeito Fernando Cunha .

“A estação tem capacidade para receber 500 mil litros por hora de esgoto. Este é um marco histórico na cidade.  A partir de hoje, Olímpia terá 100% de tratamento de esgoto e sem poluir o córrego. Tínhamos uma dívida com o rio e estamos devolvendo a vida a ele. Então, agora, renasce um novo Olhos D’Água”, acrescentou o prefeito.

A ETE, cujo investimento foi de R$ 28 milhões, permitirá a retirada de aproximadamente 81 toneladas/mês de esgoto doméstico do córrego. Isto beneficia toda a população da cidade e da região, bem como as bacias hidrográficas dos rios Turvo e Grande.

 

Artigo anteriorNatal Luz em Rio Preto , D’Olhos Hospital Dia recebe George Spaeth, e mais
Próximo artigoLançamento da obra “A Céu Aberto, a história de Domingo Braile, o consertador de corações ” em Rio Preto
Sou jornalista com MBA em Gestão Empresarial pela FGV. No início da década de 80 atuei no Rádio e no jornal impresso. Como a curiosidade é a alma do bom jornalista, troquei Rio Preto pela mochila. Morei em Berlim, quando esta ainda era ladeado pelo muro, colhi uva nos campos franceses e vivi em Paris. Depois de viajar pela Europa fui morar em um Kibbutz onde conheci meu primeiro marido, um britânico. Na Inglaterra formei-me em catering pelo Southgate Technical College. De volta ao Brasil, fui ser agricultora orgânica e passei a assinar uma coluna sobre alimentação no Diário da Região. Em 99 nasceu a “Talk Club Assessoria”, uma das primeiras agências de assessoria de imprensa de Rio Preto. Durante uma década a empresa atendeu grandes clientes. Acompanhando o mercado a “Talk Club” se transformou em uma produtora de vídeo, e tem como sócio o cinegrafista e diretor de arte Luis Soares, meu atual marido. Em outubro 2007, criamos o primeiro programa de TV o “ Maturidade Feliz” Programa este que alcançou nível nacional, em 2010, na Rede Vida de Televisão. No final de novembro de 2010 surgiu o “ Malu Rodrigues Visita”, um programa de jornalismo social.