6 cidades do interior de São Paulo para conhecer no outono

0
39
Compartilhe

O outono é a estação do ano considerada de baixa temporada, uma ótima oportunidade para realizar viagens curtas sem gastar muito.

“Algumas cidades do interior possuem um clima agradável no outono, e por ser considerada uma época de baixa temporada, os custos com a visitação costumam ser menores. Por isso, vale a pena passar um final de semana para conhecer os principais pontos turísticos da cidade ou ficar por muito tempo para entender a rotina da comunidade”, comenta o diretor da Moura Leite, Felipe Moura Leite.  

Como trabalhar de qualquer lugar já se tornou uma tendência, e ainda mais no Outono, época do ano fora de temporada para turismo,  selecionamos 6 cidades do interior de São Paulo para você conhecer com opções para quem procura viagens ou moradia a curto e longo prazo, confira:

Boituva  (SP)

Localizada a 117 quilômetros de São Paulo, Boituva proporciona lazer e atividades ao ar livre. Em 2021 a cidade foi finalista no Prêmio “Top Destinos Turístico” pela referência na prática em paraquedismo e balonismo, uma característica responsável por atrair turistas de todos os cantos do Estado de São Paulo. Além das atrações citadas, também é possível praticar trekking, cavalgadas, tirolesa, paintball e pesca. Para quem gosta de história, a cidade abriga o Museu do Tropeiro e o zoológico municipal, com espécies raras e em extinção. 

Botucatu  (SP)

Botucatu está entre uma das melhores cidades para se viver no estado de São Paulo, segundo pesquisa realizada pela Urban System, por toda a sua infraestrutura e desenvolvimento social, a cidade é bem vista por sua inteligência de mercado. No estudo citado, a cidade ocupa a 79º colocação.  A Cachoeira da Marta, a 8,1 km do centro, atrai os turistas por uma piscina natural formada à sua volta. Além da natureza, o município possui o Museu do Café, onde guarda registros de grandes acontecimentos da memória da cidade. 

Avaré  (SP)

De acordo com o Instituto de Longevidade Mongeral Aegon em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV), Avaré está entre as 40 melhores cidades brasileiras para se envelhecer, o que é excelente para quem busca qualidade de vida. O município é conhecido pelo quesito natureza e uma de suas referências é a Cachoeira da Liberdade, que fica a 58,4 km do centro da cidade. Além das cachoeiras e praias de água doce, você encontrará a Floresta Estadual de Avaré. O local conta com vasta quantidade de espécies de árvores raras, um gramado lindo que fica ao redor da represa que chama a atenção por sua preservação ambiental. 

Cerqueira César (SP)

A cidade Cerqueira César conta com ampla infraestrutura que atende a um público diversificado. O local abriga a Represa de Jurumirim, localizada no rio Paranapanema, atraindo visitantes para diversas atividades de lazer como pesca e passeios de barco. Outro destaque é a Cachoeira do Macuco que tem um paredão de pedras com queda d’água que cai na represa, constantemente visitado para apreciação da paisagem. 

Itu (SP)

Considerada uma cidade inteligente, Itu se destaca também como uma das cidades mais seguras do Brasil, ocupando a 10º posição nacional, segundo o ranking Connected Smart Cities 2019. Considerada como “cidade dos exageros”, o Orelhão de Itu é um dos principais pontos turísticos. Outro destaque é o Semáforo Gigante instalado na Praça Padre Miguel, a mesma praça do Orelhão que faz alusão à fama “exagerada” do município. 

Piraju (SP)

Distante, a 340 km a oeste da capital e próxima à fronteira com o Paraná, a cidade de Piraju é conhecida por ser uma das principais produtoras de café do Brasil. Desde 2016, o município é uma das 70 cidades do estado de São Paulo que possuem o status de estância turística. A cidade é cercada pelo verde da Mata Atlântica e cachoeiras com quedas d’água com mais de 10 metros de altura. Para quem busca adrenalina, a Cachoeira do Arco Íris é o destino perfeito!

Dicas extras para economizar na viagem para o interior

  • Antes de viajar, tenha um planejamento financeiro para custear transporte, alimentação e hospedagem;
  • Quando o assunto é lugar para ficar, há diversas maneiras de economizar e uma delas é ficar hospedado em um hostel. Os hosteis costumam cobrar diárias que custam, em média, R$65 por quarto coletivo. Além de economizar, você terá oportunidade de conhecer pessoas novas;
  • Para quem for viajar sozinho, monte seu roteiro turístico e contrate um guia local. Ele pode ajudá-lo a garantir boas memórias de sua viagem;
  • Tenha consciência ao usar o cartão de crédito. A viagem pode acabar, mas a fatura chega!;
  • Não economize no diálogo, peça dicas! Pergunte para os moradores sobre os restaurantes mais badalados da cidade, lojas que possam atender às suas necessidades ou qualquer outra experiência que possa agregar em sua viagem. Simplesmente aproveite as belezas do interior. 

Sobre Moura Leite Loteamentos

A Moura Leite Loteamentos, empresa especializada que há mais de 25 anos desenvolve projetos inteligentes de urbanização, com soluções acessíveis de moradia e convivência. Atualmente conta com três unidades localizadas em Botucatu, Cerqueira César e São Paulo. Para os próximos anos, a empresa tem como meta explorar novas cidades do interior de São Paulo e lançar novos projetos de urbanização em regiões próximas à capital paulista. Para saber mais, acesse: www.mouraleite.com.br.  


Compartilhe
Artigo anteriorBlue Tree Lins completa 21 anos e celebra com mural do artista L7matrix
Próximo artigoSandi Hotel aposta em Fazenda Marinha para cultivo de vieiras em Paraty
Sou jornalista com MBA em Gestão Empresarial pela FGV. No início da década de 80 atuei no Rádio e no jornal impresso. Como a curiosidade é a alma do bom jornalista, troquei Rio Preto pela mochila. Morei em Berlim, quando esta ainda era ladeado pelo muro, colhi uva nos campos franceses e vivi em Paris. Depois de viajar pela Europa fui morar em um Kibbutz onde conheci meu primeiro marido, um britânico. Na Inglaterra formei-me em catering pelo Southgate Technical College. De volta ao Brasil, fui ser agricultora orgânica e passei a assinar uma coluna sobre alimentação no Diário da Região. Em 99 nasceu a “Talk Club Assessoria”, uma das primeiras agências de assessoria de imprensa de Rio Preto. Durante uma década a empresa atendeu grandes clientes. Acompanhando o mercado a “Talk Club” se transformou em uma produtora de vídeo, e tem como sócio o cinegrafista e diretor de arte Luis Soares, meu atual marido. Em outubro 2007, criamos o primeiro programa de TV o “ Maturidade Feliz” Programa este que alcançou nível nacional, em 2010, na Rede Vida de Televisão. No final de novembro de 2010 surgiu o “ Malu Rodrigues Visita”, um programa de jornalismo social.