Rio Preto registra 13 novos casos e agora tem 518 pessoas com coronavírus

0
105

Com novos 13 casos positivos Rio Preto chega nesta sexta-feira, dia 22, a 518 pessoas contaminadas pelo coronavírus (Covid-19).

São 18 óbitos, 235 recuperados, 116 profissionais da saúde contaminados e outros 89 casos em que pacientes apresentaram síndrome respiratória aguda grave (SRAG).

Ao todo dos 6.485 pacientes atendidos desde o início da pandemia 59% deles passaram por testes para detecção da doença, o que corresponde a 3.834 pessoas. O coeficiente da doença na cidade é de 112 casos para cada 100 mil habitantes.

São 573 casos notificados para SRAG, com 86 pacientes permanecendo internados (62 em enfermaria e 24 em UTI).

 

Durante a atualização dos casos nesta sexta-feira, o secretário de Saúde Aldenis Borim apresentou dados referentes ao atendimento da população nas unidades básicas de saúde e centros médicos.

De janeiro a abril deste ano, apenas na Atenção Básica nas unidades não respiratórias, houve importante queda no número de atendimentos. Em janeiro foram 171.683 atendimentos e em abril o número caiu para 106.057 atendimentos.

No Laboratório de Patologia Clínica, no primeiro quadrimestre deste ano, os atendimentos que registraram 132.983 em janeiro caiu para 46.762 em abril. No entanto, a falta de atendimento deve ser explicada pelo número de pessoas que deixaram de procurar as unidades, o chamado absenteísmo, que chegou a 47% no mês passado.

“Grande parte desses pacientes não foram as consultas, atendendo a recomendação da própria Secretaria que se mantivesse em casa e também para que não houvesse superlotação das salas de espera”, explicou Aldenis Borim.

Em relação ao atendimento na Atenção Especializada e no Poupatempo da Saúde, também houve queda em relação aos números quando se comparado aos primeiros quatro meses do ano passado.

Em 2019, consultas médicas de especialidade somaram 80.962 atendimentos e no mesmo período deste ano 62.904. São 58% de pessoas que faltaram as consultas pré-agendadas. Exames de imagem e diagnósticos foram 46.961 atendimentos nos quatro primeiros meses de 2019 e 37.805 neste ano, com 67% de faltosos.

“Na retomada da rotina nós teremos uma quantidade muito grande de consultas. Mas a prioridade neste momento é o coronavírus”, disse o secretário de Saúde.

A novidade é que a Unidade de Saúde do Jardim Vetorazzo que atendia apenas casos respiratórios retorna o atendimento habitual a partir de segunda-feira, dia 25.

“Chegamos à conclusão que poderíamos suspender mais uma unidade de síndrome respiratória para poder atender a população nas consultas de rotina. Ali é uma região com uma densidade grande de pessoas”, explica Aldenis.

Com a decisão continuam o atendimento para casos respiratórios as unidades dos bairros Anchieta, Solo Sagrado, Estoril, Lealdade e Amizade e Faceres (para casos infantis)

Feriado

Durante a atualização o secretário de Saúde comentou sobre o feriado em todo o Estado de São Paulo na próxima segunda-feira, dia 25.

A decisão foi aprovada pela Assembleia Legislativa Estadual de antecipar o feriado do dia 9 de julho, a Revolução Constitucionalista de 1932. Com isso não haverá atendimento nas unidades de saúde de Rio Preto, exceto de urgência e emergência.

“ segunda-feira não funcionará nenhuma unidade de saúde eletiva. Na terça começarão a entrar em contato com os pacientes para remarcar as consultas de acordo com a disponibilidade de vagas. Fomos pegos de surpresa”, afirmou Aldenis

Sobre uma possível retomada das atividades econômicas em Rio Preto a partir do dia 31 de maio, quando acaba o decreto estadual em vigor, o secretário disse que o governo vai seguir o plano elaborado que prevê várias etapas e critérios.

“ Percebemos cidades de médio e grande porte que estão falando em flexibilização sem ter um planejamento, não existe indicadores para fazer. Rio Preto não é assim”, explicou.

 

Artigo anteriorCoronavírus em Rio Preto supera a marca de 500 casos e foi confirmado o 18° óbito pela doença
Próximo artigoRio Preto apresenta plano de flexibilização ao governo do Estado
Sou jornalista com MBA em Gestão Empresarial pela FGV. No início da década de 80 atuei no Rádio e no jornal impresso. Como a curiosidade é a alma do bom jornalista, troquei Rio Preto pela mochila. Morei em Berlim, quando esta ainda era ladeado pelo muro, colhi uva nos campos franceses e vivi em Paris. Depois de viajar pela Europa fui morar em um Kibbutz onde conheci meu primeiro marido, um britânico. Na Inglaterra formei-me em catering pelo Southgate Technical College. De volta ao Brasil, fui ser agricultora orgânica e passei a assinar uma coluna sobre alimentação no Diário da Região. Em 99 nasceu a “Talk Club Assessoria”, uma das primeiras agências de assessoria de imprensa de Rio Preto. Durante uma década a empresa atendeu grandes clientes. Acompanhando o mercado a “Talk Club” se transformou em uma produtora de vídeo, e tem como sócio o cinegrafista e diretor de arte Luis Soares, meu atual marido. Em outubro 2007, criamos o primeiro programa de TV o “ Maturidade Feliz” Programa este que alcançou nível nacional, em 2010, na Rede Vida de Televisão. No final de novembro de 2010 surgiu o “ Malu Rodrigues Visita”, um programa de jornalismo social.