Sesc abre processo seletivo para estágio temporário como educador de exposição de arte

0
310
Sesc abre processo seletivo para estágio temporário como educador de exposição de arte
Sesc abre processo seletivo para estágio temporário como educador de exposição de arte

O Sesc Rio Preto inicia processo seletivo para estágio temporário como educador de exposição de arte a partir de 19/9. O estágio tem duração de quatro meses e ocorrerá no período de janeiro a abril de 2018. Para participar do processo seletivo é preciso que os estudantes estejam regularmente matriculados em 2018, no mínimo no 2º ano, de um dos seguintes cursos: Arquitetura e Urbanismo, Comunicação Social (Publicidade e Propaganda), Comunicação Social (Jornalismo), História, Letras, Pedagogia, Psicologia e Turismo. O estágio não é válido para cursos técnicos, modulares ou sequenciais.

Durante o período de estágio, o estudante terá que cumprir a carga horária de 27 horas semanais divididas em seis dias por semana, conforme escala. O valor da bolsa auxílio é de R$1.252,80/mensal, além de benefícios.

Os interessados deverão enviar o currículo para o e-mail estagiarios@riopreto.sescsp.org.br a partir das 15h do dia 19/09 até às 18h do dia 22/09, informando no item “assunto” o nome do curso.

Exposição Pai dos Burros


    O estudante atuará como educador da exposição Pai dos Burros. Os artistas Teresa Berlinck e Julio de Paula revisitam e “atualizam” o Dicionário do Folclore Brasileiro, de Luís da Câmara Cascudo, contrapondo-o à memória contemporânea e à Internet.

As páginas de uma edição de 1962 da obra servem de suporte aos 400 desenhos de Teresa Berlinck, criados a partir de pesquisas no Google Imagens sobre os verbetes do alto de cada folha.

A peça sonora de Júlio de Paula explora verbetes escolhidos do Dicionário em 50 fragmentos poético-musicais que articulam depoimentos, ruídos, música e paisagens sonoras.

Pai dos Burros questiona as formas de percepção e transmissão da cultura tradicional brasileira, explorando a ideia de Cascudo de que somos agentes e reagentes, portadores e intérpretes de culturas sobrepostas.

Artigo anteriorMalu Visita traz Especial ” Beer Day” Iguatemi Rio Preto
Próximo artigoBalcão de empregos tem hoje 91 oportunidades de trabalho
Sou jornalista com MBA em Gestão Empresarial pela FGV. No início da década de 80 atuei no Rádio e no jornal impresso. Como a curiosidade é a alma do bom jornalista, troquei Rio Preto pela mochila. Morei em Berlim, quando esta ainda era ladeado pelo muro, colhi uva nos campos franceses e vivi em Paris. Depois de viajar pela Europa fui morar em um Kibbutz onde conheci meu primeiro marido, um britânico. Na Inglaterra formei-me em catering pelo Southgate Technical College. De volta ao Brasil, fui ser agricultora orgânica e passei a assinar uma coluna sobre alimentação no Diário da Região. Em 99 nasceu a “Talk Club Assessoria”, uma das primeiras agências de assessoria de imprensa de Rio Preto. Durante uma década a empresa atendeu grandes clientes. Acompanhando o mercado a “Talk Club” se transformou em uma produtora de vídeo, e tem como sócio o cinegrafista e diretor de arte Luis Soares, meu atual marido. Em outubro 2007, criamos o primeiro programa de TV o “ Maturidade Feliz” Programa este que alcançou nível nacional, em 2010, na Rede Vida de Televisão. No final de novembro de 2010 surgiu o “ Malu Rodrigues Visita”, um programa de jornalismo social.