Startup Weekend Women acontece na Unorp, em Rio Preto

0
32

O Centro Universitário do Norte Paulista – UNORP recebe  a segunda edição do Startup Weekend Women, de sexta-feira, 14, a domingo, dia 16. O encontro propõe imersão ao fomento de novas ideias e negócios para o público feminino.

Em 2017, Rio Preto foi a primeira cidade fora de uma Capital a receber o SW Women. Foram 31 ideias apresentadas e 11 desenvolvidas. Desde de 2014, já foram realizados 127 SW Women pelo mundo, 28 deles só no Brasil.

Durante 54 horas, mulheres da região participam de uma imersão prática sobre o universo de startups, passando pelas várias fases de criação, com a orientação de mentoras e avaliação de juradas.

“Promover o empreendedorismo e mostrar do que as mulheres são capazes é enriquecedor”, afirma a diretora da UNORP, Ana Paula Casseb.

Geralmente, 70% dos participantes do Startup Weekend são homens. O SW Women pretende mudar essa realidade ao propor que 75% das participantes, mentoras e organizadoras sejam do sexo feminino.

“Nossa primeira edição foi linda de se ver . deixou o gostinho de quero mais.  sabemos que ainda são necessárias mais edições do SWW, para as mulheres se conectarem com outras empreendedoras e ideias. E, em um futuro próximo, sintam-se à vontade para participar da versão mista, o Startup Weekend”, explica Loraine Garutti, uma das organizadoras do evento em Rio Preto.

Uma das mentoras confirmadas é a Lhaís Rodrigues. Ela é desenvolvedora da startup Mete a Colher. Trata-se de  uma rede colaborativa entre mulheres que buscam ajudar outras que sofrem com relacionamento abusivo.  Oferecem apoio psicológico, jurídico, abrigo e inserção no mercado de trabalho. A Startup nasceu em um SW Women e é uma rede totalmente baseada na solidariedade

Não é necessário ter uma ideia, ser empreendedora ou dominar o assunto startup para participar do SW Women. O evento tem uma cota para homens também. Toda pessoa é bem-vinda a expor as suas ideias.

Para participar do SW Women é necessário comprar um ingresso (bit.ly/swrp-women).

 

Esquenta

Um painel gratuito sobre inovação será realizado quarta-feira, dia 12, às 19h30, no Parque Tecnológico de Rio Preto. O evento tem como objetivo discutir e propor uma reflexão sobre a presença das mulheres em cargos de liderança de corporação.

Neste encontro, Ana Paula Casseb, diretora da UNORP, Daniela Luiz, diretora da Didactica – Soluções em Educação e Conhecimento, e Milena Lidor, diretora da Franquear, vão compartilhar suas experiências nesse mercado, com base em suas empresas.

O bootcamp é aberto e gratuito. Inscrições pelo https://goo.gl/AyKKG4.

 

O que são Startups?

Para o empreendedor do Vale do Silício, Steve Blank, startup “é uma organização temporária, projetada para criar um modelo de negócio repetível e escalável”. É um grupo de pessoas trabalhando com uma ideia diferente que, aparentemente, pode render lucros. Buscapé, Instagram e Peixe Urbano são alguns exemplos de empresas que nasceram Startups. O Nubank, uma das empresas com maior potencial de crescimento no mundo, tem como fundadoras mulheres, assim como a Trustvox e a TimoKids.

 

O que é o Startup Weekend?

Mantido pela Techstars, o Startup Weekend já foi realizado em 933 cidades de 134 países. Mais de 3 mil empresas foram criadas durante os fins de semana de trabalho intenso. Executado por empreendedores voluntários, o evento tem como objetivo transformar problemas em soluções inteligentes, atrativas para usuários e passíveis de receber investimentos.

 

Serviço

Startup Weekend Women Rio Preto

De 14 a 16 de setembro.  Na sexta-feira, dia 14, das 18h30 às 22h. Sábado, dia 15, das 8h às 22h. Domingo, das 8h às 20h. Na UNORP, em Rio Preto.

Ingresso: R$ 150 (segundo lote). Compra pelo link: bit.ly/swrp-women. Incluso refeições.

 

 

 

Artigo anterior3° Alarme Food Festival acontece sábado com 7 food trucks e 12 restaurantes
Próximo artigoEsta semana tem Rodeio em Bady Bassitt e outras notícias da região
Sou jornalista com MBA em Gestão Empresarial pela FGV. No início da década de 80 atuei no Rádio e no jornal impresso. Como a curiosidade é a alma do bom jornalista, troquei Rio Preto pela mochila. Morei em Berlim, quando esta ainda era ladeado pelo muro, colhi uva nos campos franceses e vivi em Paris. Depois de viajar pela Europa fui morar em um Kibbutz onde conheci meu primeiro marido, um britânico. Na Inglaterra formei-me em catering pelo Southgate Technical College. De volta ao Brasil, fui ser agricultora orgânica e passei a assinar uma coluna sobre alimentação no Diário da Região. Em 99 nasceu a “Talk Club Assessoria”, uma das primeiras agências de assessoria de imprensa de Rio Preto. Durante uma década a empresa atendeu grandes clientes. Acompanhando o mercado a “Talk Club” se transformou em uma produtora de vídeo, e tem como sócio o cinegrafista e diretor de arte Luis Soares, meu atual marido. Em outubro 2007, criamos o primeiro programa de TV o “ Maturidade Feliz” Programa este que alcançou nível nacional, em 2010, na Rede Vida de Televisão. No final de novembro de 2010 surgiu o “ Malu Rodrigues Visita”, um programa de jornalismo social.