Brotas é destino “bom pra cachorro”

0
30
Compartilhe

Com os olhos voltados para o amplo mercado da região Sudeste do Brasil, que concentra 47% dos chamados “pais de pets”, empresas de Brotas, a 250 quilômetros de São Paulo, reúnem uma infinidade de propostas para uma vivência única ao lado do “melhor amigo”.

Entre as referências na hospedagem pet, o Hotel Fazenda Recanto Shagri-lá tem uma área de 1.000 metros quadrados cercada e segura só para os animais de estimação, monitorada por câmeras para que o dono relaxe enquanto seu pet se diverte.

Para gastar a energia, a pista de agility é um convite aos que gostam de percorrer obstáculos. E se a língua estiver saltando para fora, não faltam bebedouros e um mimo parar refrescar: sorvete pet com frutas naturais.

Outra novidade que o empreendimento acaba de lançar para atender a demanda crescente de hospedagem – que já representa 90% das reservas no Hotel Fazenda – é a piscina pet, de 60 metros quadrados e em formato “V”, que facilita a entrada e saída dos bichinhos.

O lago do hotel fazenda também é um ponto de encontro dos animais.

No Brotas Eco Hotel Fazenda, o “Dog Park” é uma área criada com “apartamentos”, canis com área verde para os cães de grande porte – animais de médio e pequeno porte são permitidos nos quartos. Os bichos também se divertem em pistas de agility para cães, recepcionados logo na chegada com kits pets, com comedouro e bebedouro, aperitivos e tapete higiênico. 

Trilha e rafting

Fazer trilhas, banhar-se nas cachoeiras, estas são as experiências que atendem às expectativas de visitantes com espírito aventureiro, tanto para os tutores como para seus bichos.

Nos ecoparques Cassorova, Recanto das Cachoeiras e Areia que Canta, esta experiência é garantida, todos eles com a norma de que os animais estejam com a guia. O Areia que Canta, além da opção day use, também oferece pacotes de hospedagem com animais.

No Viva Brotas, o compartilhamento da acomodação com o pet é permitido no “Chalé do Lago” com diária específica. O ecoparque também tem trilha para passear com o animal de estimação que dá acesso à cachoeira Santa Eulália.

Já para os grupos mais radicais, as operadoras Território Selvagem e EcoAção oferecem o rafting com pet. Os percursos são reduzidos, em trechos do rio Jacaré-Pepira somente de corredeiras, e têm duração média de uma hora. Os animais também fazem o passeio equipados com colete salva-vidas.

Convivência

Destino democrático, Brotas é visitado não só por cães e gatos, mas também por outros pets. No Shangri-lá, por exemplo, é comum a presença de tartarugas, gatos, coelhos, pássaros e hamsters.

“ Esta percepção dos empreendedores contribui com o aquecimento da movimentação do setor e faz da estância referência a públicos de diversas localidades que viajam com seus animais na expectativa de que vivam momentos tão satisfatórios quanto de seus tutores”, afirma Fabio Pontes, secretário de Turismo de Brotas.

A receptividade do destino aos pets é acompanhada de contrapartidas para a convivência com outros turistas. Todos os espaços em que os animais têm lugar cativo trazem regras. Basicamente, o uso de coleiras, atendimento a condições de higiene e respeitar limites, entre elas, a restrição a restaurantes de hotéis, entre outros espaços sociais inapropriados para a presença de animais.


Compartilhe
Artigo anteriorGrand Hyatt São Paulo oferece uma noite cortesia na estadia
Próximo artigoRio Preto amplia número de bicicletas no CicloLazer
Sou jornalista com MBA em Gestão Empresarial pela FGV. No início da década de 80 atuei no Rádio e no jornal impresso. Como a curiosidade é a alma do bom jornalista, troquei Rio Preto pela mochila. Morei em Berlim, quando esta ainda era ladeado pelo muro, colhi uva nos campos franceses e vivi em Paris. Depois de viajar pela Europa fui morar em um Kibbutz onde conheci meu primeiro marido, um britânico. Na Inglaterra formei-me em catering pelo Southgate Technical College. De volta ao Brasil, fui ser agricultora orgânica e passei a assinar uma coluna sobre alimentação no Diário da Região. Em 99 nasceu a “Talk Club Assessoria”, uma das primeiras agências de assessoria de imprensa de Rio Preto. Durante uma década a empresa atendeu grandes clientes. Acompanhando o mercado a “Talk Club” se transformou em uma produtora de vídeo, e tem como sócio o cinegrafista e diretor de arte Luis Soares, meu atual marido. Em outubro 2007, criamos o primeiro programa de TV o “ Maturidade Feliz” Programa este que alcançou nível nacional, em 2010, na Rede Vida de Televisão. No final de novembro de 2010 surgiu o “ Malu Rodrigues Visita”, um programa de jornalismo social.