Zoológico recebe 41 corn snakes apreendidas pela Polícia Ambiental

0
71

O Zoológico Municipal de São José do Rio Preto, órgão da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo, recebeu na manhã desta sexta-feira, 10/7, por meio de apreensão da Polícia Ambiental 41 cobras da espécie Corn snake, também conhecida como cobra do milho.

Os animais foram apreendidos em uma casa em Mirassol (SP), após denúncia anônima. A espécie é de origem norte-americana e não pode ser criada e nem vendida no Brasil. São 38 filhotes e três cobras adultas possivelmente usadas para reprodução.

 

O homem recebeu multa de R$ 10 mil e vai responder pelo crime ambiental.

 

As cobras passam por avaliação e higienização no Zoológico, onde serão cuidadas e posteriormente transferidas para outras entidades que possam recebê-las definitivamente. 

A Corn Snake é originária dos Estados Unidos e é encontrada em meio a plantações de milho, por isso o nome. No Brasil é considerada um animal exótico. Não há predadores e se for solta indiscriminadamente na natureza, pode causar um desequilíbrio ambiental.

As cobras desta espécie não são venenosas, possuem hábitos tranquilos e acabam sendo contrabandeadas como animal de estimação.

Artigo anteriorRio Preto tem 4.187 positivos para a Covid-19 e mais seis óbitos
Próximo artigoReceita de Vulcão de carne moída recheado com com gorgonzola
Sou jornalista com MBA em Gestão Empresarial pela FGV. No início da década de 80 atuei no Rádio e no jornal impresso. Como a curiosidade é a alma do bom jornalista, troquei Rio Preto pela mochila. Morei em Berlim, quando esta ainda era ladeado pelo muro, colhi uva nos campos franceses e vivi em Paris. Depois de viajar pela Europa fui morar em um Kibbutz onde conheci meu primeiro marido, um britânico. Na Inglaterra formei-me em catering pelo Southgate Technical College. De volta ao Brasil, fui ser agricultora orgânica e passei a assinar uma coluna sobre alimentação no Diário da Região. Em 99 nasceu a “Talk Club Assessoria”, uma das primeiras agências de assessoria de imprensa de Rio Preto. Durante uma década a empresa atendeu grandes clientes. Acompanhando o mercado a “Talk Club” se transformou em uma produtora de vídeo, e tem como sócio o cinegrafista e diretor de arte Luis Soares, meu atual marido. Em outubro 2007, criamos o primeiro programa de TV o “ Maturidade Feliz” Programa este que alcançou nível nacional, em 2010, na Rede Vida de Televisão. No final de novembro de 2010 surgiu o “ Malu Rodrigues Visita”, um programa de jornalismo social.