Bioflora consolida modelo de franquia home based

0
27
Bioflora_Matheus Velani e Adriano Croce

Desenvolvida a partir de técnicas de vendas on-line testadas e aprovadas, a franquia home based da Bioflora, empresa rio-pretense de suplementos alimentares naturais, possibilita trabalhar em casa e lucrar sete vezes o valor investido em menos de um ano.

Lançada em 2020, em meio à pandemia de coronavírus, a franquia home based da Bioflora desde então é muito procurada por pessoas em busca de investimentos que possam ser operados de suas residências.

Com baixo investimento e possibilidade de lucratividade rápida atuando em um dos segmentos de mercado que mais cresce no Brasil, o modelo foi logo bem aceito e a Bioflora chegou ao final de 2021 com 80 unidades home based abertas. Atualmente o home based é o modelo de negócio de 101 das 107 unidades franqueadas da rede, o equivalente a 95%. As outras são lojas físicas.

Por meio de treinamentos especializados para capacitação e disponibilização de recursos materiais e humanos, como consultores de vendas, farmacêuticos e nutricionistas, para o empreendedor iniciar a jornada, o modelo possibilita começar a lucrar com o negócio em menos de 30 dias.

O modelo home based da Bioflora foi testado em duas unidades pilotos, uma localizada em Santos (SP) e outra em Ribeirão Preto (SP).

“Obtivemos retorno financeiro em poucos meses e logo depois as unidades foram franqueadas”, diz Matheus Velani, diretor administrativo.

A Bioflora também garante aos franqueados exclusividades territorial e de produtos e oferece quatro opções de franquia, com valor de investimento total a partir de R$ 12.490 (Smart) até R$ 30.490 (Master).

Bioflora

Há mais de 30 anos no mercado de suplementos naturais, a Bioflora conecta conhecimento, experiência, tecnologia e inovação, garantindo às suas 10 marcas e 180 produtos eficiência em saúde e bem-estar.

Fundada em São José do Rio Preto (SP), a Bioflora tem o propósito de promover saúde e bem-estar em todas as fases da vida do ser humano, desde bebês ainda no ventre da mãe até pessoas idosas.

“A Bioflora é uma holding de marcas e integra um grupo empresarial que possui fábrica, o que a difere da concorrência pela agilidade, processo de desenvolvimento de fórmulas e preços na aquisição de insumos. A Bioflora desenvolve formulações, produz em empresas do grupo ou parceiras e vende aos franqueados, que revendem para o consumidor”, explica Adriano Croce, CEO da marca.

Crescimento

A Bioflora faz parte de um dos setores de franquias que mais cresceu no Brasil no segundo trimestre de 2022, de acordo com a Associação Brasileira de Franchinsing (ABF): o de Saúde, Beleza e Bem-Estar. O segmento tem o terceiro melhor desempenho entre 11 setores e registrou crescimento de 20,10% entre abril, maio e junho deste ano, comparado ao mesmo período de 2021.

A Bioflora tem faturamento anual na casa dos R$ 5 milhões e vive a expectativa de atingir a meta de 2022 em novembro. Para 2023, a meta é alcançar 200 unidades abertas, entre home based e lojas físicas, e fechar o ano com faturamento global de R$ 10 milhões.

Mais informações sobre a marca Bioflora: bioflora.com.br

Artigo anteriorRio Preto – Comercialização do Plaza Corporate começa no dia 16
Próximo artigoChega ao Brasil o primeiro avião Airbus A350 da Azul
Sou jornalista com MBA em Gestão Empresarial pela FGV. No início da década de 80 atuei no Rádio e no jornal impresso. Como a curiosidade é a alma do bom jornalista, troquei Rio Preto pela mochila. Morei em Berlim, quando esta ainda era ladeado pelo muro, colhi uva nos campos franceses e vivi em Paris. Depois de viajar pela Europa fui morar em um Kibbutz onde conheci meu primeiro marido, um britânico. Na Inglaterra formei-me em catering pelo Southgate Technical College. De volta ao Brasil, fui ser agricultora orgânica e passei a assinar uma coluna sobre alimentação no Diário da Região. Em 99 nasceu a “Talk Club Assessoria”, uma das primeiras agências de assessoria de imprensa de Rio Preto. Durante uma década a empresa atendeu grandes clientes. Acompanhando o mercado a “Talk Club” se transformou em uma produtora de vídeo, e tem como sócio o cinegrafista e diretor de arte Luis Soares, meu atual marido. Em outubro 2007, criamos o primeiro programa de TV o “ Maturidade Feliz” Programa este que alcançou nível nacional, em 2010, na Rede Vida de Televisão. No final de novembro de 2010 surgiu o “ Malu Rodrigues Visita”, um programa de jornalismo social.