Covid – 19 mata mais três, um deles de apenas 21 anos

0
267

Com 142 novos casos positivos para coronavírus (Covid-19) nas últimas 24 horas Rio Preto chega nesta quarta-feira, dia 17, ao recorde de infectados em um único dia.

São 1.494 pessoas contaminadas, sendo que 824 delas já estão recuperadas, 298 são profissionais que atuam na saúde e outros 281 apresentaram síndrome respiratória aguda grave (SRAG).

O coeficiente de incidência da doença no município é de 234 casos para cada 100 mil habitantes.

Além do recorde de contaminados a cidade também vê o número de óbitos aumentar de modo mais acentuado. Foram 3 novas mortes registradas, totalizando 46 ocorrências do tipo.

As mortes pela Covid-19 ocorreram em dois homens, de 21 e 72 anos, e uma mulher de 62 anos. Todos apresentavam comorbidades (doenças crônicas ou fatores de risco).

Os números revelam crescimento nos casos positivos para o coronavírus e de mortes, mas também das notificações de síndromes respiratórias leves. Somente nas últimas 24 horas foram notificadas na saúde local 617 pacientes com este quadro clínico.

“No meio de maio tínhamos 277 casos notificados de síndrome gripal leve em um dia e agora, do dia 6 de junho para cá, tivemos aumento com um pico de 617 notificações em um dia. Estão procurando o serviço de saúde com sintomas”, explica a gerente da vigilância epidemiológica Andréia Negri.

 

Mesmo com a realização de uma quantidade maior de testes, o percentual de positividade para a doença cresceu, ou seja, não é porque se testa mais que mais pessoas estão sendo detectadas com Covid-19.

Por exemplo, na faixa etária entre 70 a 79 anos todos que passam por testes quase 25% são confirmados positivos para o coronavírus.

 

“Percebe-se que nos últimos 14 dias tivemos aumento da positividade das amostras independentemente do número de coletas. O vírus está circulando mais”, alerta Andréia Negri.

 

Outro dado importante é o aumento de internações. No momento 178 pessoas encontram-se nesta situação, sendo que 70 em UTI e 108 em enfermarias. Nestes casos os pacientes necessitam de cuidados especiais porque apresentam a SRAG.

Artigo anteriorProposta de Edinho ao governo do Estado altera horário de abertura do comércio
Próximo artigoRio Preto confirma 50 novos casos e duas mortes nas últimas 24 horas
Sou jornalista com MBA em Gestão Empresarial pela FGV. No início da década de 80 atuei no Rádio e no jornal impresso. Como a curiosidade é a alma do bom jornalista, troquei Rio Preto pela mochila. Morei em Berlim, quando esta ainda era ladeado pelo muro, colhi uva nos campos franceses e vivi em Paris. Depois de viajar pela Europa fui morar em um Kibbutz onde conheci meu primeiro marido, um britânico. Na Inglaterra formei-me em catering pelo Southgate Technical College. De volta ao Brasil, fui ser agricultora orgânica e passei a assinar uma coluna sobre alimentação no Diário da Região. Em 99 nasceu a “Talk Club Assessoria”, uma das primeiras agências de assessoria de imprensa de Rio Preto. Durante uma década a empresa atendeu grandes clientes. Acompanhando o mercado a “Talk Club” se transformou em uma produtora de vídeo, e tem como sócio o cinegrafista e diretor de arte Luis Soares, meu atual marido. Em outubro 2007, criamos o primeiro programa de TV o “ Maturidade Feliz” Programa este que alcançou nível nacional, em 2010, na Rede Vida de Televisão. No final de novembro de 2010 surgiu o “ Malu Rodrigues Visita”, um programa de jornalismo social.